Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Pâncreas

Informações sobre o autor

 
Nível
Avançado
Estudo seguido
administração
Faculdade
Faculdade...

Informações do trabalho

Vanessa C.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
18 páginas
Nível
avançado
Consultado
344 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Estruturas e inervação do pâncreas
  2. Secreção pancreática
  3. Regulação da secreção pancreática
  4. Regulação da secreção de glucagon e de insulina
  5. Pacientes com diabetes melito

O pâncreas é ao mesmo tempo, glândula exócrina e glândula endócrina.
O pâncreas é um órgão achatado, medindo cerca de 12,5 ? 15,0 cm de comprimento. Fica situado posterior e ligeiramente inferior ao estômago, consistindo em cabeça, corpo e cada. Cerca de 99% das células pancreáticas estão dispostas em grupos, chamados ácidos, essas células produzem enzimas digestivas que fluem, por meio de ductos, para o trato gastrintestinal. Disperso entre os ácidos exócrinos fica oe milhão de pequenos grupamentos de tecido endócrino, chamados ilhotas pancreáticas ou ilhotas de langerhans.
Ricas redes capilares servem tanto as partes exócrinas como as endócrinas do pâncreas.

[...] Estas enzimas funcionam otimamente em meio ligeiramente alcalino ou neutro. O pH da secreção de bicarbonato de sódio é, em média, de 8,0 (GUYTON; HALL, 1997). Colecistocina controle da secreção enzimática pelo pâncreas. A presença de alimento na porção superior do intestino delgado também ocasiona a liberação de um segundo hormônio, a colecistocinina, um polipeptídeo contendo 33 aminoácidos, por um grupo diferente de células, denominadas células situadas na mucosa do duodeno e porção superior do jejuno (GUYTON; HALL, 1997). Isto resulta sobretudo da presença de proteoses e peptonas (que são produtos da digestão parcial de proteínas) e de ácidos graxos de cadeia longa. [...]


[...] A presença de peptídeos e de certos aminoácidos no duodeno induz a secreção de suco pancreático que é rico em componentes enzimáticos. Os ácidos graxos e os monoglicerídeos, no duodeno, também induzem a secreção de suco pancreático rico em proteínas. O hormônio CCK, que é liberado pelas células no duodeno e jejuno proximal em resposta a esses produtos da digestão, é o mediador fisiológico mais importante do componente enzimático do suco pancreático (BERNE; LEVY, 2000). A CCK potencializa o efeito estimulante da secretaria sobre os canais. [...]


[...] As etapas básicas do mecanismo celular para a secreção da solução de bicarbonato de sódio nos dútulos e dutos pancreáticos. Estas etapas são as seguintes (GUYTON; HALL, 1997): 1 O dióxido de carbono sofre difusão para o interior da célula a partir do sangue e combina-se com a água sob a influência da anidrase carbônica, com conseqüente formação de ácido carbônico. Por sua vez, o ácido carbônico dissocia-se em íons bicarbonato e íons hidrogênio. A seguir, os íons bicarbonato são ativamente transportados (por transporte ativo secundário em troca de íons cloreto) através da borda luminal da célula para a luz do duto (GUYTON; HALL, 1997) Os íons hidrogênio formados por dissociação do ácido carbônico no interior das células são trocados por íons sódio através da borda vascular da célula, também por um processo de transporte ativo secundário. [...]

Estes documentos podem interessar a você

Pâncreas endócrino, hipoglicemiantes, insulinoterapia

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  12/12/2006   |  BR   |   .doc   |   22 páginas

Fibrose cística do pâncreas

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  21/12/2006   |  BR   |   .doc   |   16 páginas

Mais Vendidos medicina

Trabalho sobre educação física e a importância do esporte no ensino

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  15/05/2007   |  BR   |   .doc   |   16 páginas

Gestação múltipla

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Dissertação   |  21/11/2007   |  BR   |   .doc   |   21 páginas