Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Pâncreas endócrino, hipoglicemiantes, insulinoterapia

Informações sobre o autor

 
Nível
Especializado
Estudo seguido
medicina
Faculdade
ITPAC

Informações do trabalho

Frederico L.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
22 páginas
Nível
Especializado
Consultado
404 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Introdução
  2. Introdução ao estudo da insulina e dos hipoglicemiantes orais
  3. Conceitos básicos sobre o diabetes mellitus
  4. Insulina
    1. Insulinas comerciais
  5. Conclusão
  6. Referências bibliográficas

O termo hormônio provém do grego e significa excitar. Foi usado pela primeira vez em 1905 por Starling e Bayliss para definir a secretina, pois ela estimulava a atividade secretora do pâncreas. Por definição, hormônios são substâncias secretadas tanto por glândulas endócrinas quanto por tecidos e liberadas na corrente circulatória, pela qual são transportadas para outros tecidos onde, ligando-se seletivamente a receptores específicos, exercem seus efeitos. Aqueles secretados por glândulas endócrinas são chamados de hormônios glandulares (tireóide, pâncreas, adrenais, etc). Aqueles produzidos por tecidos são chamados de hormônios teciduais (acetilcolina, adrenalina, histamina, serotonina, bradicinina, etc).
Do ponto de vista farmacológico, as preparações que contêm princípios ativos de glândulas endócrinas podem ser classificadas como medicamentos. Os hormônios são secreções naturais das glândulas endócrinas e atuam nas funções de outros tecidos, ao contrário da maioria dos medicamentos? que são constituídos de substâncias estranhas ao organismo. Há propostas para classificar os hormônios como categoria diferente, embora não haja na realidade razão válida para fazê-lo, pois algumas preparações endócrinas conseguiram superar esta distinção arbitrária (a adrenalina é considerada mais como substância simpaticomimética poderosa do que como hormônio).

[...] Esse termo refere-se a um rubor facial que ocorre quando um paciente, em uso de clorpropamida, faz uso de bebida alcoólica. Embora o mecanismo não seja totalmente esclarecido, presume-se que a clorpropamida, ao inibir a aldeído desidrogenase, aumenta a concentração de serotonina e de acetaldeído no sangue, ocasionando então, essa síndrome. É a única de 1a geração disponível no Brasil Glibenclamida (Glibornuride): apresenta metabolismo hepático e duração de ação entre 12 e 16 horas Glipizida: totalmente absorvida por via oral, sofre metabolismo hepático com metabólitos inativos, tem duração de ação entre 6 e 10 horas e tem excreção renal Gliquidona: É extensamente metabolizada no fígado, embora seus metabólitos sejam inativos. [...]


[...] Dentre as formas de tratamento temos a Insulinoterapia e o uso de hipoglicemiantes orais. Geralmente o uso da insulina como droga de primeira escolha está relacionado ao diabetes mellitus tipo enquanto o início da terapêutica com uso de hipoglicemiantes orais fica restrito ao mellitus tipo 2. A Insulina é produzida pelas células beta das ilhotas de Langerhans, porém numa forma precursora, a pró-insulina. Ocorre então uma clivagem dessa pro-insulina e ela se transforma em insulina, ficando armazenada em grânulos no citoplasma das céulas beta. [...]


[...] Nos Estados Unidos, essas drogas são geralmente prescritas associadas a outro tipo de hipoglicemiante oral embora possam ser legalmente prescritas como monoterapia. Aproximadamente 20% dos pacientes não respondem adequadamente a essas drogas. Podem causar edema ou anemia dilucional, o que limita seu uso na presença de doença renal. Embora as duas drogas atualmente aprovadas não tenham demonstrado efeitos hepatotóxicos, é prudente dosar as transaminases e a bilirrubina. Devem ser solicitadas antes do inicio do tratamento, mensalmente nos primeiros doze meses e a cada dois meses a partir do primeiro ano de tratamento. [...]

Mais Vendidos medicina

Trabalho sobre educação física e a importância do esporte no ensino

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  15/05/2007   |  BR   |   .doc   |   16 páginas

Gestação múltipla

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Dissertação   |  21/11/2007   |  BR   |   .doc   |   21 páginas

Últimos trabalhos medicina

Fisiologia e Anatomia em Otorrinolaringologia

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  25/09/2012   |  BR   |   .ppt   |   13 páginas

Diagnóstico e tratamento das Otites

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  25/09/2012   |  BR   |   .ppt   |   27 páginas