Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Paralisia facial periférica - Paralisia Facial Idiopática ou de Bell

Informações sobre o autor

 
Nível
Avançado
Estudo seguido
medicina
Faculdade
UFMG

Informações do trabalho

Raphael C.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
.ppt
Tipo
estudo
Número de páginas
26 diapositivo
Nível
avançado
Consultado
215 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Paralisia Facial Idiopática ou de Bell
  2. Paralisia Facial Traumática
  3. Conclusões
  4. Bibliografia

Paralisia Facial Periférica Paralisia Facial Idiopática ou de Bell A mais freqüente das paralisias faciais periféricas é a paralisia de Bell, ou paralisia facial idiopática, também denominada paralisia a frigore.  Investigações recentes sugerem que essa afecção é produzida pelo vírus do Herpes simplex, e que a porta de entrada de infecção é a corda do tímpano, avançando o vírus pela sua bainha, desde a língua até o meato acústico interno. Essa neurite por vírus tem a duração aproximada de dez dias, e seria totalmente assintomática, não fosse a circunstância de o nervo facial atravessar um longo e tortuoso conduto ósseo no interior do osso temporal. Desta forma, ao edemaciar-se em conseqüência do processo inflamatório, o nervo compromete sua vascularização, aumentando ainda o edema, e se estabelece um círculo vicioso.

[...] Paralisia Facial Idiopática ou de Bell Essa neurite por vírus tem a duração aproximada de dez dias, e seria totalmente assintomática, não fosse a circunstância de o nervo facial atravessar um longo e tortuoso conduto ósseo no interior do osso temporal. Desta forma, ao edemaciar-se em conseqüência do processo inflamatório, o nervo compromete sua vascularização, aumentando ainda o edema, e se estabelece um círculo vicioso. Paralisia Facial Idiopática ou de Bell Apesar dessa compressão, cerca de 90% das paralisias faciais deste tipo evoluem para a cura espontânea, mas 10% apresentam seqüelas, às vezes graves: Que trazem desconforto e complexos para os pacientes, Dificultam o exercício de diversas profissões, Podem, em determinadas circunstâncias, ocasionar a cegueira, decorrente de úlcera da córnea pela falta de proteção do globo ocular. [...]


[...] Paralisia Facial Traumática Também nesses casos a indicação da cirurgia é feita pela eletroneurografia, utilizando-se o mesmo critério de indicação cirúrgica ao atingir-se o coeficiente de 90% de fibras degeneradas. É óbvio que, nos casos de secção do nervo, a degeneração atinge os 100% em 24 horas. Paralisia Facial Traumática Quando o paciente, além da paralisia facial, apresenta perda total da audição, a cirurgia de eleição é a translabiríntica, que oferece melhores condições anatômicas para fazer um enxerto, caso o nervo tenha sido seccionado. [...]

Mais Vendidos medicina

Trabalho sobre educação física e a importância do esporte no ensino

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  15/05/2007   |  BR   |   .doc   |   16 páginas

Gestação múltipla

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Dissertação   |  21/11/2007   |  BR   |   .doc   |   21 páginas

Últimos trabalhos medicina

Fisiologia e Anatomia em Otorrinolaringologia

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  25/09/2012   |  BR   |   .ppt   |   13 páginas

Diagnóstico e tratamento das Otites

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  25/09/2012   |  BR   |   .ppt   |   27 páginas