Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Tocotraumatismos

Informações sobre o autor

 
Nível
Especializado
Estudo seguido
medicina
Faculdade
ITPAC

Informações do trabalho

Frederico L.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
.ppt
Tipo
estudo
Número de páginas
30 diapositivo
Nível
Especializado
Consultado
1 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Introdução
  2. Etiopatogenia
  3. Fatores maternos
  4. Fatores fetais
  5. Fatores do mecanismo de parto
  6. Fatores puramente obstétricos
  7. Os principais traumas
  8. Lesões superficiais
  9. Lesões da coluna ou medula
  10. Paralisia de Erb-Duchenne
  11. Paralisia Klumpke
  12. Hemorragia intracraniana
  13. Fraturas ósseas
  14. Trauma de vísceras
  15. Conclusão
  16. Bibliografia

Antigamente achava-se que a asfixia decorria de tocotraumatismos, resultantes de uma ação contundente direta sobre o feto ocorrida durante o trabalho de parto. Entretanto sabe-se que esta pode ser de origem mecânica ou principalmente anóxica. É importante frisarmos que estas lesões não incluem aquelas conseqüentes a: Amniocentese, Transfusão intra-uterina, Coleta de amostra sangüínea do couro cabeludo ou; Procedimentos realizados durante ressuscitação.

[...] Trauma de vísceras Adrenal: A complicação principal é a hemorragia, decorrente de traumatismos no parto, anóxia e infecções graves; Ela também encontra-se associada aos GIG e apresenta-se, eventualmente, sem fator de risco algum identificável; 90% são unilaterais, sendo 75% do lado direito Conclusão A maioria dos tocotraumatismos surgem em decorrência de ?acidentes obstétricos? principalmente quando o obstetra realiza manobras de forma intempestiva; A detecção de tais traumatismo pode correr muitas vezes no exame sumário ou na própria sala de parto, quando se coleta [...]


[...] Entretanto sabe-se que esta pode ser de origem mecânica ou principalmente anóxica. Introdução É importante frisarmos que estas lesões não incluem aquelas conseqüentes Amniocentese, Transfusão intra-uterina, Coleta de amostra sangüínea do couro cabeludo ou; Procedimentos realizados durante ressuscitação. Etiopatogenia Descreveremos alguns fatores de risco associados a uma maior incidência de tocotraumatismos: Fatores maternos Fatores ligados ao feto Fatores ligados ao mecanismo de parto Fatores puramente obstétricos Fatores maternos São fatores maternos que elevam a incidência de tocotrauma: Idade > 40 anos; Estreitamento pélvico; IBP; Descolamento prematuro de placenta Prematuridade; Fatores fetais São fatores fetais que elevam a incidência de tocotrauma: Feto grande para a idade gestacional; Gemelaridade; Malformação fetal; Fatores do mecanismo de parto Os fatores ligados ao mecanismo de parto são: Feto Posição anormal, Acidente durante o parto, Procidência de cordão, Rotura uterina, Alterações da dinâmica uterina, Período expulsivo rápido ou muito prolongado, Distócias de apresentação, Fatores puramente obstétricos Os fatores puramente obstétricos são: Manobras intempestivas (Kristeller), Manuseio inadequado, Uso de fórcipes Os principais traumas Os principais traumas encontrados são: Lesões superficiais Lesões da coluna vertebral ou medular Lesões de nervos periféricos ou pares cranianos Hemorragia intraventricular Faturas ósseas Traumatismo de vísceras Lesões superficiais Eritemas, equimoses, petéquias: A conduta é expectante na maioria dos casos. [...]

Estes documentos podem interessar a você

Estática fetal

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo dirigido   |  12/06/2007   |  BR   |   .ppt   |   53 páginas

Mais Vendidos medicina

Trabalho sobre educação física e a importância do esporte no ensino

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  15/05/2007   |  BR   |   .doc   |   16 páginas

Gestação múltipla

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Dissertação   |  21/11/2007   |  BR   |   .doc   |   21 páginas