Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Tumores de pulmão

Informações sobre o autor

 
Nível
Para todos
Estudo seguido
medicina
Faculdade
FASEP

Informações do trabalho

Bernardo P.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
.ppt
Tipo
estudo
Número de páginas
142 diapositivo
Nível
Para todos
Consultado
104 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Nódulo pulmonar solitário (NPS)
    1. Introdução
    2. Dentre as causas não-neoplásicas temos
    3. Dentre as causas neoplásicas temos
  2. Roteiro para investigação de NPS
    1. Anamnese
    2. Radiografia de tórax
    3. Tomografia Computadorizada
    4. Tomografia por emissão de pósitrons (PET)
  3. Tumores Benignos do Pulmão
    1. Introdução
    2. Incidência
    3. Quadro Clínico
    4. Centrais
    5. Periféricos
    6. Diagnóstico
    7. Classificação
    8. Tratamento
  4. Câncer de Pulmão
    1. Epidemiologia
    2. Fatores de Risco
  5. Quadro clínico
    1. Crescimento local do tumor
    2. Invasão tumoral
    3. Doença Metastática
  6. Carcinoma epidermóide
    1. Carcinoma de pequenas células
    2. Carcinoma de grandes células
  7. Estadiamento
    1. Carcinoma não-pequenas células
    2. T - Tumor
    3. N- linfonodo
    4. M - metastase à distância
    5. T N M
    6. Carcinoma de células pequenas
    7. Procedimentos gerais
    8. Estadiamento fisiológico
  8. Ressecabilidade x Operabilidade
    1. Determinação da ressecabilidade
    2. Determinação da operabilidade
  9. Tratamento
    1. Câncer de células não pequenas
    2. Radioterapia
    3. Quimioterapia
    4. Câncer de células pequenas
  10. Prognóstico
  11. Mesotelioma
    1. Epidemiologia
    2. Manifestações clínicas
    3. Raio-x de tórax
    4. Tratamento
  12. Bibliografia

é um achado radiológico comum geralmente encontrado de forma acidental Nos EUA: 150.000 casos de NPS/ano 70 % dos nódulos com diagnóstico anatomo-patológico são benignos. Granulomas (40 % dos NPS): infecciosos ou não infecciosos Hamartomas Outros: doenças parasitárias, MAV Tumores broncogênicos: carcinomas (maioria) e linfoma primário de pulmão Tumores metastáticos: sarcoma de Kaposi, adenocarcinomas de qualquer origem

[...] -materiais isolantes -construção de prédios, fabricação de telhas,freios, tubulações, construção naval. Mesotelioma Classificação Mesotelioma fibroso: localizado, que se origina na pleura visceral ou parietal, variam de tamanho, podendo ser pediculados protuindo-se para a cavidade pleural Mesotelioma difuso ou fibrossarcoma: difuso, cresce rapidamente englobando o pulmão em uma carapaça firme e ricamente vascularizada, infiltra periferia pulmonar, pleura parietal mais acometida que a visceral Mesotelioma Epidemiologia O tumor geralmente se manifesta 30-35 anos após a exposição. Faixa etária entre 60-70 anos Mesotelioma Manifestações clínicas O sintoma principal é a dor torácica não pleurítica(60-70% dos casos) Dispnéia(25%) e tosse Mesotelioma Raio-x de tórax O achado mais comum é o derrame pleural unilateral de grande monta, geralmente do lado direito. [...]


[...] QUADRO CLÍNICO Crescimento local do tumor Tosse Escarro hemoptoico Hemoptise Dispnéia Sibilo unilateral Pneumonias de repetição Invasão tumoral Dor torácica Disfonia Paralisia de hemidiafragma Tamponamento cardíaco Disfagia Tumor de Pancoast Síndrome de Claude-Bernard-Horner Síndrome da Veia Cava Superior Doença Metastática Adrenais Fígado Ossos Cérebro CARCINOMA EPIDERMÓIDE Cerca de 29% dos tumores malignos de pulmão Mais comum entre homens fumantes Acomete brônquios principais Sintomatologia precoce (tosse e estridor) Metástase mais tardia Citologia do escarro (60-70% de sensibilidade) Broncoscopia com biópsia brônquica Causa mais comum de hipercalcemia paraneoplásica ADENOCARCINOMA DE PULMÃO Mais comum dos Ca de pulmão em mulheres e não fumantes Nascem no epitélio dos brônquios de menor porte ou bronquíolos e paredes dos alvéolos (ca bronquíoloalveolar) São, portanto, mais periféricos Podem estar associados a áreas de cicatrização Crescem mais lentamente que CA de céls escamosas, mas metastatizam rapidamente Lesões tendem a ser menores Histologia: Bem diferenciado Lesões papilares semelhantes a outros CA Massas sólidas com células apenas Diagnóstico: Citologia do escarro: pouco útil Biópsia, citologia do líquido pleural: mais acurados CARCINOMA DE PEQUENAS CÉLULAS 18% dos casos de câncer de pulmão Pior prognóstico e maior agressividade entre os carcinomas broncogênicos. [...]


[...] EPIDEMIOLOGIA Segundo o INCA, pela estatística de 2005, no Brasil, a incidência do ca de pulmão ocupa a segunda posição no sexo masculino, ficando atrás do ca de próstata(1o); na mulher ocupa a quarta posição, ficando depois dos cânceres de mama colo de útero(2o), cólon e reto (3o). EPIDEMIOLOGIA O ca de pulmão é o líder entre as causas de morte oncológica, sendo responsável por 31% dos casos de morte por câncer em homens e 25% em mulheres. No Brasil, o câncer de pulmão foi responsável por 14.715 óbitos em 2000, sendo o tipo de câncer que mais fez vítimas. [...]

Estes documentos podem interessar a você

Pneumonia e doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC)

 Biologia e medicina   |  Enfermagem   |  Estudo de caso   |  25/09/2006   |  BR   |   .doc   |   31 páginas

Neoplasias

 Biologia e medicina   |  Enfermagem   |  Palestra   |  13/10/2006   |  BR   |   .ppt   |   69 páginas

Mais Vendidos medicina

Trabalho sobre educação física e a importância do esporte no ensino

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  15/05/2007   |  BR   |   .doc   |   16 páginas

Gestação múltipla

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Dissertação   |  21/11/2007   |  BR   |   .doc   |   21 páginas