Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Vacinas em pediatria

Informações sobre o autor

 
Nível
Especializado
Estudo seguido
medicina
Faculdade
ITPAC

Informações do trabalho

Frederico L.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
.ppt
Tipo
estudo
Número de páginas
37 diapositivo
Nível
Especializado
Consultado
261 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Conceitos básicos
  2. Termos para serem lembrados
  3. Vacinas
  4. Diferenças entre os vários tipos de vacinas do ponto de vista da resposta imunológica
  5. Precauções e Contra-indicações
  6. Contra-indicações gerais
  7. Situações que se recomendam adiamento
  8. Falsas contra-indicações
  9. Calendários vacinais
  10. Calendário de vacinação da criança
  11. Vacina oral de rotavirus humano (VORH)
  12. Calendário de vacinação do adolescente
  13. Calendário de vacinação do adulto e do idoso

Mecanismos de proteção anti-infecciosa: Imunidade natural ou inespecífica: Envolve vários sistemas de proteção e não é dirigido a determinado agente. O padrão de resposta é constante e independe do fator causal Fatores anatômicos: pele e mucosas Barreiras fisiológicas: batimento ciliar, secreções, flora intestinal e gastrointestinal

[...] Diferenças entre os vários tipos de vacinas do ponto de vista da resposta imunológica A imunização pode ser : Ativa : vacinas seguras e potentes, o que de melhor que a medicina pode oferecer Passiva: imunoglobulinas utiliza apenas anticorpos, apenas um dos elementos da resposta imune Precauções e Contra-indicações Por contra-indicação entende-se uma condição na pessoa a ser vacinada que aumenta em muito o risco de uma evento adverso grave, ou que faz com que o risco de complicações da vacina seja maior que o risco da doença contra a qual se deseja proteger Por precaução entende-se uma condição em que a pessoa a ser vacinada pode aumentar o risco de evento adverso grave, ou que pode comprometer a capacidade da vacina de produzir imunidade Precauções e Contra-indicações A presença de uma contra-indicação significa uma proibição absoluta à utilização da vacina Quando existe uma situação de precaução, deve-se analisar cuidadosamente os riscos e benefícios da utilização de uma determinada vacina; eventualmente o benefício da vacinação pode superar o risco de evento adverso, ou o risco de que a vacina não funcione adequadamente, justificando, assim, a sua utilização Contra-indicações gerais O conhecimento das reais contra-indicações e situações de adiamento, e principalmente das falsas contra-indicações é fundamental para não se perder a oportunidade de vacinar adequadamente as crianças, adolescentes e adultos Contra-indicações gerais verdadeiras Para vacinas de bactérias atenuadas ou virus atenuados: imunodepressão e gravidez Para qualquer vacina: alergia grave de natureza anafilática, a uma componente da vacina ou após uma dose anterior da mesma Encefalopatia nos primeiros sete dias após a aplicação de uma dose de vacina, contendo o componente pertussis: é contra-indicada a utilização posterior de qualquer tipo de vacina que contenha este componente Situações que se recomendam adiamento Doenças graves febris, sobretudo para que seus sintomas/sinais ou eventuais complicações não sejam atribuídos à vacinação Tratamentos com medicamentos em doses imunodepressoras, pelo maior risco de complicações ou de resposta imune inadequada: Uso de corticóides adiar aplicação de vacinas por 1 mês Outros imunossupressores adiar por 3 meses Situações que se recomendam adiamento Uso de imunoglobulinas ou sangue e derivados possibilidade de anticorpos neutralizarem o vírus vacinal recomendação válida para vacinas contra sarampo, caxumba e rubéola (adiar por 3 meses) e varicela (adiar por 5 meses) Vacinas podem ser aplicadas simultaneamente ou em qualquer intervalo entre si, exceção a FA que recomenda-se seja aplicada em intervalo de 2 semanas entre outras vacinas vivas Falsas contra-indicações Não constituem contra-indicação à vacinação Doenças benignas comuns, afecções recorrentes infecciosas ou alérgicas vias aéreas respiratórias superiores, diarréia leve ou moderada, doenças da pele Desnutrição Vacinação contra raiva Doença neurológica estável ou pregressa, com seqüela presente Antecedente familiar de convulsão ou morte súbita Falsas contra-indicações Prematuridade ou baixo peso ao nascer as vacinas devem ser aplicadas na idade cronológica recomendada, exceção para a vac. [...]


[...] A diarréia por rotavírus geralmente ocorre na faixa etária entre 6 meses a 2 anos, é auto limitada VORH A vacina é monovalente, ou seja, a cepa utilizada possui apenas um sorotipo em sua composição G1 da cepa RIX4414. Indicada para prevenção de doença por rotavirus em crianças de 2 meses a 5 meses e 15 dias, tanto do sorotipo G1 quanto por outros sorotipos (G2,G3,G4 e G9) VORH Premissas: A primeira dose deve ser administrada entre 1 mês e 15 dias até 3 meses e 1 semana A segunda dose deve ser administrada entre 3 meses e 1 semana a 5 meses e 15 dias O intervalo entre as doses não deve ser menor que 30 dias, sendo o intervalo entre a 1ª e 2ª dose de 60 dias. [...]

Mais Vendidos medicina

Trabalho sobre educação física e a importância do esporte no ensino

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  15/05/2007   |  BR   |   .doc   |   16 páginas

Gestação múltipla

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Dissertação   |  21/11/2007   |  BR   |   .doc   |   21 páginas

Últimos trabalhos medicina

Fisiologia e Anatomia em Otorrinolaringologia

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  25/09/2012   |  BR   |   .ppt   |   13 páginas

Diagnóstico e tratamento das Otites

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  25/09/2012   |  BR   |   .ppt   |   27 páginas