Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Combatendo o uso nocivo do álcool

Informações sobre o autor

 
Nível
Especializado
Estudo seguido
medicina
Faculdade
ITPAC

Informações do trabalho

Frederico L.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
monografia
Número de páginas
41 páginas
Nível
Especializado
Consultado
623 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Histórico do álcool
  2. Aspectos epidemiológicos do álcool e alcoolismo
  3. Conceitos ligados ao álcool
  4. Bioquímica do álcool e efeitos neuroendócrino
  5. Interações medicamentosas do álcool
  6. Conseqüências do alcoolismo
  7. Alcoolismo em adolescentes
  8. Álcool e o sexo feminino
  9. Álcool e gravidez
  10. Álcool e trânsito
  11. Estratégias de prevenção
  12. Tratamento
  13. Mitos e fatos ligados ao álcool

Toda a história da humanidade está permeada pelo consumo de álcool. Registros arqueológicos revelam que os primeiros indícios sobre o consumo de álcool pelo ser humano datam de aproximadamente 6000 a.C., sendo portanto, um costume extremamente antigo e que tem persistido por milhares de anos. A noção de álcool como uma substância divina, por exemplo, pode ser encontrada em inúmeros exemplos na mitologia, sendo talvez um dos fatores responsáveis pela manutenção do hábito de beber ao longo do tempo.
A partir da Revolução Industrial, registrou-se um grande aumento na oferta deste tipo de bebida, contribuindo para um maior consumo e, conseqüentemente, gerando um aumento no número de pessoas que passaram a apresentar algum tipo de problema devido ao uso excessivo de álcool.
Apesar do desconhecimento por parte da maioria das pessoas, o álcool também é considerado uma droga psicotrópica, pois ele atua no sistema nervoso central, provocando uma mudança no comportamento de quem o consome, além de ter potencial para causar dependência.
O álcool é uma das poucas drogas psicotrópicas que tem seu consumo admitido e até incentivado pela sociedade. Esse é um dos motivos pelo qual ele é encarado de forma diferenciada, quando comparado com as demais drogas.
Apesar de sua ampla aceitação social, o consumo de bebidas alcoólicas, quando excessivo, passa a ser um problema. Além dos inúmeros acidentes de trânsito e da violência associada a episódios de embriaguez, o consumo de álcool a longo prazo, dependendo da dose, freqüência e circunstâncias, pode provocar um quadro de dependência conhecido como alcoolismo. Desta forma, o consumo inadequado do álcool é um importante problema de saúde pública, especialmente nas sociedades ocidentais, acarretando altos custos para sociedade (gastos hospitalares principalmente) e envolvendo questões, médicas, psicológicas, profissionais e familiares.

Esse trabalho visa revisar os principais temas relacionados ao uso nocivo do álcool, desde a epidemiologia, bioquímica e metabolismo até o principal foco que são as conseqüências do uso inadequado do álcool.

[...] Somado a essas medidas, a redução nos limites permitidos de alcoolemia parece também ser uma medida efetiva no combate do beber e dirigir Tratamento Se possível o médico nunca deve estimular um paciente a fazer uso de bebida alcoólica, no entanto se o paciente já faz uso, cabe ao médico alertar sobre o consumo moderado, malefícios do uso nocivo e repercussões psico- sociais. Sabe-se que ao longo da dependência do álcool vai surgindo um continuum de problemas, esses são diretamente proporcionais à gravidade da dependência. [...]


[...] Atualmente a psiquiatria tende a utilizar os seguintes conceitos: Beber de baixo risco Uso nocivo Síndrome de Dependência do álcool Síndrome de abstinência do álcool Intoxicação aguda por álcool Concentração de álcool no sangue (CAS) Alcoolista e Alcoólatra - O beber de baixo risco e uso nocivo Uma unidade de álcool (1UA) corresponde a 10g de etanol puro. Para fins práticos devemos saber que : Cerveja:1 lata de cerveja contém 350ml com teor alcoólico de portanto 1 lata de cerveja possui 17g de álcool ou 1,7UA. [...]


[...] Mas, se solicitados, contaríamos nossa experiência e daríamos algumas sugestões práticas sobre como viver sem o álcool.) Parte superior do formulário SIM Parte inferior do formulário Parte superior do formulário NÃO Parte inferior do formulário 3. Já tentou controlar sua tendência de beber demais, trocando uma bebida alcoólica por outra? Sempre procurávamos uma fórmula "salvadora" de beber. Passamos das bebidas destiladas para o vinho e a cerveja. Ou confiamos na água para "diluir" a bebida. Ou, então, tomamos nossos goles sem misturá-los. [...]

Mais Vendidos medicina

Trabalho sobre educação física e a importância do esporte no ensino

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  15/05/2007   |  BR   |   .doc   |   16 páginas

Gestação múltipla

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Dissertação   |  21/11/2007   |  BR   |   .doc   |   21 páginas

Últimos trabalhos medicina

Fisiologia e Anatomia em Otorrinolaringologia

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  25/09/2012   |  BR   |   .ppt   |   13 páginas

Diagnóstico e tratamento das Otites

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  25/09/2012   |  BR   |   .ppt   |   27 páginas