Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Nutrição animal

Informações sobre o autor

Professora de Genética - Professora de Melhoramento...
Nível
Especializado
Estudo seguido
Médica...

Informações do trabalho

Giselle K.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
dissertação
Número de páginas
60 páginas
Nível
Especializado
Consultado
219 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Introdução
  2. Alimentos: Nutrientes e Absorção
  3. Digestão no Ruminante
  4. Observações sobre produção animal
  5. Estudo da Ãgua
  6. Estudo da Energia
  7. Fisiologia Digestiva Comparada
  8. Metabolismo de Carboidratos (em ruminantes e não-ruminantes)
  9. Compostos nitrogenados
  10. Teste das substâncias
  11. Metabolismo de Proteínas em monogástricos ou do abomaso em diante
  12. Metabolismo de lipídeos
  13. Nutrientes: vitaminas
  14. Alimentação animal
  15. Alimentos

Nutrição é a ciência que estuda os alimentos e a forma que eles atuam no organismo.
Atualmente a nutrição tem alcançado cada vez maior importância na produção animal, juntamente com o melhoramento genético e manejo adequado. Enquanto a genética confere ao indivíduo seu potencial de desempenho, é a nutrição adequada que fará com que o animal atinja esse potencial.
Cada espécie possui necessidades nutritivas específicas, de acordo com sua raça, função, idade, época do ano e com o meio ambiente em que vive. Para desenvolver uma nutrição adequada ao animal, todas estas características e detalhes devem ser analisados. Também se deve levar em conta a condição econômica do proprietário e facilidade em se obter a matéria-prima para produzir a ração diária dos animais (disponibilidade e logística).
Portanto, a alimentação diária dos animais deve traduzir as necessidades nutritivas teóricas em necessidades alimentares reais, levando em conta todos os detalhes acima citados.

[...] O animal começa a retirar a gordura dos tecidos para obter energia. Essa gordura é armazenada em forma de palmitato, que é convertido em oxaloacetato. Nessa conversão ocorre a liberação de acetilcoenzima-A, que será utilizada no ciclo de Krebs, o que gera 38 ATPs em condição de aerobiose. Em condições de anaerobiose só gera 2 ATPs, no rúmen (por exemplo). Para cavalos de enduro também é recomendado dar óleo na alimentação (três dias antes da corrida). Em cavalos de curta distância, como o PSI, não adianta dar gordura, pois o animal não aproveita bem. [...]


[...] Até então o animal suporta muito bem. É a relação ideal para animais de produção de volumoso / 50% de concentrado: aumenta muito a produção, mas diminui muito a salivação. pH = 5,5/5,8. Leva a morte das bactérias fibrolíticas e dos protozoários. Aumentam as bactérias amilolíticas. Os ruminantes seletivos (cabras e ovelhas) suportam bem essa situação. Os bovinos já estão em acidose. As papilas ruminais entram em paraqueratose (feridas no epitélio levam a ulceração e queratinização das papilas), prejudicando a absorção, causando acúmulo de AGVs no rumem. [...]


[...] Todo animal precisa de glicose, que também é fornecida por gliconeogênese no fígado. Os ruminantes fazem gliconeogênese principalmente através dos AGVs (especialmente o ácido propiônico). Após a digestão no rumem e retículo, o que sobra segue para o omaso, que tem a função de selecionar e regular a passagem de partículas para o abomaso. No omaso, essas partículas sofrem novas quebras por bactérias, sendo reduzidas entre 1 e 2mm, pois é o tamanho do óstio omaso-abomasal. Partículas com mais de 1 a 2mm não passam para o abomaso. [...]

Estes documentos podem interessar a você

Alimentos transgênicos

 Sociedade   |  Ecologia & meio ambiente   |  Estudo   |  06/09/2006   |  BR   |   .doc   |   13 páginas

Parasitologia animal

 Biologia e medicina   |  Veterinária   |  Estudo dirigido   |  19/11/2007   |  BR   |   .ppt   |   41 páginas

Mais Vendidos veterinária

Herpesviridae

 Biologia e medicina   |  Veterinária   |  Artigo   |  29/06/2008   |  BR   |   .doc   |   19 páginas