Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Estresse térmico na reprodução de bovinos de leite

Informações sobre o autor

Professora de Genética - Professora de Melhoramento...
Nível
Especializado
Estudo seguido
Médica...

Informações do trabalho

Giselle K.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo dirigido
Número de páginas
23 páginas
Nível
Especializado
Consultado
59 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Introdução
  2. Raças
  3. Estresse térmico
  4. Reprodução
    1. Sistemas de cobertura
  5. Comportamento animal
  6. Aclimatização, instalações e manejo
  7. Influências do estresse térmico na reprodução de bovinos de leite

Ao selecionar uma raça para produção, deve-se ter o cuidado de escolher uma que se adapte as condições climáticas do local onde se desenvolverá a criação. Outro cuidado que deve ser tomado é quanto às instalações para aclimatizar essa espécie, proporcionando o conforto térmico necessário para seu desenvolvimento.
Pode-se dizer que uma raça está aclimatada quando esta se mostra capaz de prosperar e produzir. E isto se verifica por sua tolerância ao calor, por seu processo de desenvolvimento, por sua eficiência na utilização dos alimentos, sua alta fertilidade e a baixa incidência de moléstias e ectoparasitismo.
As altas temperaturas são um sério problema para a produção animal, o que não ocorre com baixas temperaturas, desde que os animais recebam alimento suficiente. Por esta razão os animais devem ser selecionados para adaptar-se ao calor (caso o local aonde irá se desenvolver a criação seja quente) e para isto devem possuir certas características que lhes permitam manter o equilíbrio térmico, nos dias mais quentes.

[...] Diversos trabalhos têm demonstrado que o estresse provoca redução na produção, composição e qualidade do leite mesmo trabalhando com ingestão forçada, pois o estresse aumenta os requerimentos de mantença, o que leva a decréscimo da eficiência alimentar. A queda na ingestão de matéria seca é maior quando os animais recebem dietas ricas em fibras, pois estas produzem mais calor (incremento calórico) do que dietas ricas em concentrado. A porcentagem de proteína do leite parece não ser alterada devido ao estresse, mas a porcentagem de gordura sofre redução. [...]


[...] Influências do Estresse Térmico na Reprodução de Bovinos de Leite O estresse térmico causa grandes perdas no potencial reprodutivo do gado leiteiro, bem como no desenvolvimento dos fetos. A sobrevivência do embrião é extremamente dependente do ambiente da mãe. A perda embrionária pode ocorrer, em grande parte, por problemas fisiológicos causados por estresses ambientais impostos a mãe. Sua sobrevivência dependerá muito da capacidade de ajustar sua própria fisiologia interna, além de atuar na mãe, possibilitando a recuperação do microambiente em que vive o feto (através da secreção de fatores reguladores que produzem modificações específicas no ambiente materno). [...]


[...] É recomendável o provimento de sombra natural nos pastos, principalmente para os bovinos de origem européia e seus mestiços, principalmente na primavera e no verão, pois desta forma consegue-se proporcionar conforto térmico aos animais. Com a instalação de equipamentos e com o manejo correto, pode-se produzir um ambiente aclimatizado que proporcione bem estar aos animais, com conseqüente melhoria da produção. Um ambiente bem aclimatizado reduz o número de moscas e insetos voadores, aumenta a ingestão voluntária de alimentos que proporciona melhoria na produção de leite), reduz o estresse térmico. [...]

Mais Vendidos veterinária

Herpesviridae

 Biologia e medicina   |  Veterinária   |  Artigo   |  29/06/2008   |  BR   |   .doc   |   19 páginas

mais Pontuados veterinária

Anatomia, Estrutura e Circulação Sanguínea da Glândula Mamária

 Biologia e medicina   |  Veterinária   |  Estudo   |  13/08/2012   |  BR   |   .doc   |   10 páginas