Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

O papel do enfermeiro na capacitação do cuidador do idoso

Informações sobre o autor

 
Nível
Para todos
Estudo seguido
direito civil
Faculdade
UNIFOZ

Informações do trabalho

Daysi V.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
21 páginas
Nível
Para todos
Consultado
3 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. O papel do enfermeiro na capacitação do cuidador do idoso

O papel do enfermeiro na capacitação do cuidador do idoso é um grande desa-fio a ser enfrentado pela enfermagem e pela equipe de saúde. A relação dos profis-sionais que compõem a equipe de saúde com os cuidadores é de contribuir na ca-pacitação dos mesmos, para estes agirem interdisciplinarmente e que façam inter-venções adequadas no processo saúde-doença, pois, o cuidador que realizará a intermediação entre a unidade básica de saúde, hospital ao usuário, cabe ao cuida-dor de colher as informações precisas. O enfermeiro irá se debater com vários fato-res que o cuidador irá apresentar no decorrer do seu trabalho, um fator que é mais acometido e à sobrecarga que estes apresentam, devido ao excesso de atividades que o mesmo realiza, cabe ao enfermeiro de intermediar com o cuidador e com a família do cuidado/paciente, para cooperar no caso se o cuidador for um membro da família, a enfermagem deve expor as tarefas a serem realizadas e orientar os de-mais para que faça um remanejo entre os familiares.

[...] Desse modo, os cuidadores também apontam que a perda da liberdade se desencadeia pelo vinculo e pela dependência que o idoso manifesta, ou seja, quanto mais o doente necessite de cuidados ou se sente sozinho, mais o cuidador tende a ficar isolado no domicílio para cuidar destes O papel do enfermeiro na capacitação do cuidador do idoso Segundo Rodrigues & Routh (2002, p.56), se não houver recursos humanos treinados especialmente para atender os idosos, não haverá uma atenção integral, integrada, digna e eficaz. [...]


[...] A água é o principal componente ela corresponde a do organismo na criança, no adulto jovem 60% e no idoso 52%. Esta diminuição do adulto jovem quanto ao idoso se deve pelo fato da diminuição celular. Quanto ao idoso podemos considerar um individuo desidratado crônico, devido pela perca de água no organismo. Durante o envelhecimento todos os tecidos do organismo sofrem alterações, varia de intensidade dependendo do indivíduo e do tecido, nota- se em algumas pessoas essas modificações predomina em alguma parte do organismo ou em outras localizações. [...]


[...] Na atualidade os idosos são tratados de forma sub-humana devido ao desrespeito, o abandono familiar, a ausência da assistência e a falta de expectativa de vida A Demografia do idoso Segundo Brito & Ramos (1996 p.56): Os idosos numericamente vêm aumentando significativamente nos últimos anos, pois a velhice é uma etapa do ciclo da vida, que uma parcela crescente da população brasileira vem alcançando e desfrutando por mais tempo, em virtude do aumento da expectativa de vida e do acelerado envelhecimento populacional do país nas últimas décadas. [...]

Últimos trabalhos direito civil

Direito Sucessório na União Estável

 Direito e contrato   |  Direito civil   |  Estudo   |  20/05/2012   |  BR   |   .doc   |   22 páginas

A Teoria da Desconsideração da Personalidade Jurídica

 Direito e contrato   |  Direito civil   |  Estudo   |  08/11/2011   |  BR   |   .doc   |   25 páginas