Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

A antropologia forense

Informações sobre o autor

 
Nível
Para todos
Estudo seguido
direito...
Faculdade
Fumesc

Informações do trabalho

JuliO L.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
43 páginas
Nível
Para todos
Consultado
2 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Introdução
  2. Antropologia forense
    1. Determinação da Espécie
    2. Determinação da Espécie pela Análise dos Pelos
    3. Determinação da Espécie pelos Ossos
    4. Determinação do Sexo
  3. Determinação do sexo pelo aspecto da bacia
    1. Determinação da Estatura
    2. Determinação da Idade
    3. Determinação da Etnia
    4. Eixos e Planos Anatômicos
    5. Relações Anatômicas
    6. Variações Anatômicas
    7. Craniometria
    8. Formas Cranianas
    9. Pontos Craniométricos
    10. Cálculos em Antropologia
    11. Identificação
    12. Implantes e colecistectomia
    13. Radiográfica
    14. Chip eletrônico
    15. Fotográfica
    16. Por Objetos
    17. Marca de Mordida
    18. Tatuagens
    19. Perícia de Local de Crime - Dente
    20. Perícia de Local de Crime - Prótese
    21. Perícias Alveolares
    22. Fraturas Antigas
    23. Implantes
    24. Assimetria Craniana
    25. Identificação por apicectomia
    26. Carbonizado
    27. Tempo de Morte
    28. Cronotanatognose pelo aspecto do osso inumado
  4. Conclusão
  5. Referências bibliográficas

A medicina, em seu aspecto geral, é a arte ou ciência de evitar, curar ou atenuar as doenças. Pode ser assim denominado, também, o sistema medicinal. No sentido figurado, é tudo aquilo que remedeia um mal; socorro, auxílio.
O conceito fornecido pelo DJi para a Medicina Legal diz que
é o conjunto de conhecimentos médicos e paramédicos destinados servir ao Direito, cooperando na elaboração, auxiliando a interpretação e colaborando na execução dos dispositivos legais atinentes ao seu campo de ação de Medicina aplicada. A medicina legal fornece luzes para elaboração de leis relacionadas com seu estudo, coopera na execução de leis existentes e interpreta dispositivos legais de significação médica.
A Medicina Legal é a medicina a serviço das ciências jurídicas e sociais (BENFICA & VAZ, 2003). Além disso, fornece elementos para a elaboração, interpretação e execução das leis existentes, permitindo ainda, por meio da pesquisa científica, o seu aperfeiçoamento. A importância do estudo da Medicina Legal no Curso de Direito dá-se pelo fato de possibilitar a de capacitação dos futuros profissionais nas suas atividades no campo jurídico.
Possibilita, ao jurista, o conhecimento necessário à avaliação dos laudos recebidos, limitações e informações necessárias para a formulação de questões procedentes dos casos em estudo, além de como e quando solicitar esses laudos. É necessário entender, também, como acontecem as lesões corporais, as conseqüências que elas provocam, as alterações relacionadas à morte e aos fenômenos cadavéricos, além de outros conceitos diferenciais relacionados à embriaguez e ao uso de drogas, as asfixias mecânicas e suas características, os crimes sexuais e sua análise pericial, dentre outros aspectos.
A Medicina Legal é usada com grande freqüência na prática forense. As "perícias realizadas pelos médicos legistas têm um valor probante indiscutível no auxílio do direito processual pela busca da sentença justa, que tenha como fundamento a verdade dos fatos e suas circunstâncias" (MADRUGA, 2005) .
O estudo da Medicina Legal pode ser dividido em dois segmentos:
? parte geral, onde são abordados: introdução ao estudo, conceituação, importância para o estudante de direito e de medicina, divisão, relações com outras ciências, perícias e peritos;
? parte específica, que cuida do estudo de cada uma das suas especialidades.
Eis aqui os aspectos específicos abordados no estudo da Medicina Legal:
? Traumatologia Forense: lesões corporais (que podem ser causadas por meios físicos (meio mais importante no mecanismo de produção das lesões); químicos (ácidos ou bases ? álcalis; envenenamento; intoxicações); físico-químicos (asfixias, enforcamento, aspiração, afogamento, sufocação, confinamento, esganadura, estrangulamento, soterramento); biodinâmico; lesões especiais (decapitação, degola, esgarjamento); hemorragia; tortura (em obediência ao disposto na Lei n 9.455, de 7 de abril de 1997) e os agentes traumáticos;
? Toxicologia: envenenamento; intoxicações, embriaguez;
? Antropologia Forense: identidade e identificação médico-legal;
? Psiquiatria Forense: doenças mentais;
? Psicologia Judiciária: psicologia dos depoimentos;
? Sexologia Forense: erotologia; himenologia; obstetrícia forense; transtornos da sexualidade; parto e puerpério; gravidez ? diagnóstico; aborto; conjunção carnal; atentado violento ao pudor;
? Tanatologia: estudo da morte, suas causas, circunstâncias, fenômenos e repercussões jurídico-sociais; óbitos por causas não violentas; fenômenos abióticos imediatos, consecutivos e transformativos; legislação; lesões animais post-mortem; Cronotanatognose (cálculo do tempo de morte, entomologia forense);
? Jurisprudência e documentação médico-legal: estuda as decisões dos juízes relacionadas com a Medicina Legal; documentos médico-legais (prontuário; laudo ? relatório; atestado; depoimento oral; parecer; consulta);
? Diceologia e Deontologia: versa sobre os direitos e deveres do médico, em obediência às determinações do Código de Ética Médica. Enquanto a deontologia é o ramo da ética prática que cuida dos deveres, a diceologia trata dos direitos a eles correspondentes;
? Erro médico e odontológico: dentística; endoprótese; endodontia; implantodontia; prótese;
? Biossegurança odontológica.
O foco principal desta pesquisa é a Antropologia Forense, que será discutida a seguir.

[...] A figura 3 demonstra o esquema do traçado do "arco" e da "corda" entre a face mesial do primeiro incisivo inferior e a face distal do canino inferior do mesmo lado, possibilita efetuar as medições necessárias para o cálculo da estatura de acordo com a fórmula de Carrea (CAMPOS). Figura 3 Esquema do traçado do "arco" e da "corda" Fonte: Vanrell A Tabela de Etienne Rollet fornece a relação entre a estatura de homens com as medidas dos membros inferiores e superiores do esqueleto. [...]


[...] Legião 1ª dipteros, tachinidios anthomidas 2ª tachinidios 3ª coleopteros, lepidopteros 4ª dipteros, coleopteros 5ª dipteros, coleopteros 6ª acaridae 7ª coleopteros lepidopteros 8ª coleopteros Quadro 21 Cronotanatognose pelas legiões de insetos A entomologia forense é a aplicação do estudo e pesquisa com insetos e outros artrópodes para uso médico-legal, seja em casos de resolução de crimes ou mesmo de morte acidental. Busca obter características do fato, como o tempo transcorrido da morte até a localização do corpo, bem como as circunstâncias que envolveram o ato. [...]


[...] O estudo da Entomologia Forense é, ainda, uma área pouco desenvolvida no Brasil CONCLUSÃO Não resta dúvida que a Antropologia Forense é de extrema importância e busca fornecer os elementos necessários ao estudo minucioso necessário à identificação de ossadas, fragmentos de ossos ou outros elementos que possam apresentar o maior número de informações que venham possibilitar a caracterização do material disponível. Aliás, é preciso salientar que, com o avanço científico e tecnológico, existe uma expressiva tendência de desenvolvimento desse campo do conhecimento humano. [...]

Mais Vendidos direito (outro)

Direiro Ambiental

 Direito e contrato   |  Outro   |  Estudo   |  25/11/2013   |  BR   |   .doc   |   5 páginas

Direito Comercial

 Direito e contrato   |  Outro   |  Estudo   |  25/11/2013   |  BR   |   .doc   |   6 páginas

Últimos trabalhos direito (outro)

Direito Comercial

 Direito e contrato   |  Outro   |  Estudo   |  25/11/2013   |  BR   |   .doc   |   6 páginas

Direiro Ambiental

 Direito e contrato   |  Outro   |  Estudo   |  25/11/2013   |  BR   |   .doc   |   5 páginas