Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Medidas alternativas para a educação infantil

Informações sobre o autor

 
Nível
Para todos
Estudo seguido
direito...
Faculdade
Fumesc

Informações do trabalho

JuliO L.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
11 páginas
Nível
Para todos
Consultado
427 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. INTRODUÇÃO
  2. REVISÃO DE LITERATURA
    1. Importância da escrita para a criança
    2. Escrita ideográfica
    3. Sistema de escrita fonográfica
    4. Variação lingüística
    5. Importância do professor qualificado na educação infantil
    6. Planejamento na educação infantil
    7. Realidade educacional com relação ao planejamento
    8. Formas alternativas de ensinamento infantil
    9. Observação das brincadeiras das crianças
    10. Conhecimento da criança
    11. Organização do meio ambiente
    12. A relação criança com o ambiente
    13. Exploração dos meios de comunicação
    14. A importância do uso do computador na educação infantil
    15. Registros de dados das crianças
  3. MATERIAL E MÉTODO
  4. CONCLUSÃO
  5. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

A educação pode ser considerada como o pilar base da sociedade, pois para que uma pessoa possa desenvolver suas habilidades com eficiência primeiramente é necessário que esta passe por uma fase de preparação. Essa preparação tem como sua maior finalidade dar embasamento para as crianças conseguirem desenvolver com perfeição suas habilidades natas, visto como são estas que futuramente vão decidir qual curso superior ou profissão que a pessoa se encaixa melhor.
A educação envolvendo atitudes e comportamentos que repetitivamente e que se transformam no cotidiano, poderão vir a consolidar-se como prática aceita dentro da sociedade. Um dos motivos que justificam a dificuldade de assimilação e reprodução pelos estudantes de alguns dos conteúdos de ensino que são ministrados pelos professores em classe é a questão da diferença entre o discurso e a prática.
Num ambiente escolar tudo precisa estar em plena harmonia, todos os móveis existentes, dependendo de seu posicionamento há uma informação das expectativas quanto à ocupação local, o conhecimento recíproco entre o professor e os alunos e das normas institucionais. Quando as cadeiras estão em círculo entende-se que haverá uma discussão na qual é esperada a participação de todos; carteiras enfileiradas voltadas para o professor quer dizer que haverá uma aula expositiva; carteiras próximas entre si em números maiores indicam a realização de trabalhos em grupos, e assim por diante. Além disso, a disposição dos móveis e as condições de ambiente da classe (acústica, temperatura, insolação, ventilação, luminosidade) podem refletir-se em fatores tão diversos quanto à sociabilidade dos usuários, seu desempenho acadêmico e até mesmo sua saúde.

[...] Segundo Oliveira (1996) a preocupação que se tem com o processo educacional é constante, pois é sabido que o professor cresce como profissional conforme vai lecionando, já que dessa forma, este vai memorizando a matéria, fazendo com que seja necessário planejar suas aulas para não se tornarem repetitivas e nem empecilhos a sua progressão como lecionador, ficando este, limitado como profissional Formas alternativas de ensinamento infantil Existem várias formas alternativas de se lecionar crianças, pois com formas diferentes estas em muitas situações encontram maiores facilidades para armazenar a matéria, melhorando assim, o desempenho do professor em sua profissão e do aluno em seu aprendizado. [...]


[...] Sendo por ainda objetivo desse projeto orientar os professores a implantar um planejamento de aula que pode ser de fundamental importância para um profissional da educação bem sucedido REVISÃO DE LITERATURA Importância da escrita para a criança A educação infantil pode ser considerada como aquela fase da criança na escola de 0 a 7 anos, mas desde esta fase a escrita tem importância para o aluno, pois seu maior objetivo é proporcionar a leitura e juntamente com a leitura vem a fala. [...]


[...] Na discussão do papel do ambiente no desenvolvimento infantil, a literatura dentro da área das relações pessoa-ambiente esclarece que a qualidade de vida da criança exige uma abrangência ecológica de seus comportamentos e a otimização das relações com o ambiente, e uma preocupação com a definição de lugares que contribuam para a formação da identidade pessoal, das aptidões e competências individuais. Entre as principais indicações encontram-se: uma valorização do contexto sócio- cultural onde se encontra o empreendimento, havendo variação individual e cultural no uso e interpretação do meio ambiente; uma importância do caráter único de cada empreendimento (perspectiva multi-setting), pois apesar da experiência humana ser acumulativa, a prática adequada a um local pode não ser apropriada a outro; promoção da criatividade, da variação, da participação, da exploração e da testagem, estimulando a fantasia e a iniciativa; possibilidade do contato da criança com objetos, lugares e possibilidades de ação, sem a constante intervenção e presença do adulto; permissão do engajamento ativo no ambiente, aproveitando e desenvolvendo o senso de natureza inerente à criança; reconhecimento dos ambientes planejados para crianças também são ocupados por adultos, cujas necessidades também precisam ser previstas e atendidas. [...]

Mais Vendidos direito (outro)

Direiro Ambiental

 Direito e contrato   |  Outro   |  Estudo   |  25/11/2013   |  BR   |   .doc   |   5 páginas

Direito Comercial

 Direito e contrato   |  Outro   |  Estudo   |  25/11/2013   |  BR   |   .doc   |   6 páginas

Últimos trabalhos direito (outro)

Direito Comercial

 Direito e contrato   |  Outro   |  Estudo   |  25/11/2013   |  BR   |   .doc   |   6 páginas

Direiro Ambiental

 Direito e contrato   |  Outro   |  Estudo   |  25/11/2013   |  BR   |   .doc   |   5 páginas