Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Segurança no trabalho

Informações sobre o autor

 
Nível
Avançado
Estudo seguido
administração
Faculdade
ucg

Informações do trabalho

Bruna C.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
25 páginas
Nível
avançado
Consultado
5 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. O meio ambiente e o trabalhador
  2. O papel dos sindicatos e das empresas na segurança e na saúde do trabalho
  3. Os principais fatores que causam os acidentes e as doenças profissionais
  4. Mapa de riscos
  5. Conceito de acidente de trabalho
  6. Legislação relativa à segurança e medicina do trabalho
  7. Estatísticas sobre acidente de trabalho

Todos os seres humanos têm direito ao melhor estado de saúde, independente de raça, religião, opinião política, condição econômica ou social.
As doenças podem ter as mais variadas causas, sendo umas geradas pela atividade produtiva, conhecidas como doenças específicas, tais como silicose, asbestose, bissinose, etc e outras, as inespecíficas, que não possuem suas causas relacionadas diretamente com o trabalho.
As doenças acima relacionadas são específicas, geradas por uma única causa. Estão reconhecidas pela Organização Internacional do Trabalho.
As doenças inespecíficas são geradas por causas diversas, podendo ter alguma causa relacionada com a atividade produtiva, tais como gastrite, úlcera, enxaqueca, etc., geralmente apresentando alguma relação com fatores estressantes.
Os agentes causadores de doenças do trabalho podem ser físicos, químicos ou biológicos. A exposição a agentes físicos ? calor, ruído, radiações diversas -, a agentes químicos ? benzeno, asbesto, fumos metálicos, etc. ? e a agentes biológicos ? bactérias, fungos, bacilos ? causam doenças específicas do trabalho.
A atividade produtiva pode deixar o trabalhador exposto a esses agentes e, sem o monitoramento e controle deles, causar doenças irreversíveis e até mesmo a morte.
Existem outros agentes causadores de doenças, tais como movimento repetitivos, ansiedade, responsabilidade, que vão causar agravos à saúde do trabalhador.
São causas indiretas que afetam o bem-estar dos trabalhadores: o analfabetismo, o alcoolismo, o tabagismo, a habitação inadequada, entre outras.
Para evitar a ocorrência de doenças, a melhor maneira é a prevenção. Para tanto, foram criadas leis que obrigam as empresas e os empresários a dedicarem atenção à saúde de seus empregados, seja realizando os exames médicos (periódicos, admissionais, demissionais, de retorno ao trabalho e de mudança de função), ou cumprindo o Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional, que visa a dar melhores condições de trabalho aos empregados, monitorando os problemas de saúde detectados ou, ainda, identificando os locais de risco e adotando medidas para evitar a doença, realizando, também, a educação sanitária, além de outras medidas.

[...] É toda ação consciente ou não, capaz de provocar algum dano ao trabalhador, aos companheiros de trabalho ou às máquinas, aos materiais e equipamentos. Os processos educativos, a repetição das inspeções, as campanhas e outros recursos se prestarão a reduzir sensivelmente tais falhas, que podem ocorrer em virtude de: Inaptidão entre o homem e a função; Desconhecimento dos riscos da função e ou da forma de evitá-los; Desajustamento, motivado por: 1. Seleção ineficaz; 2. Falhas de treinamento; 3. Problemas de relacionamento com a chefia ou companheiros; 4. [...]


[...] O acidente sofrido, ainda que fora do local e do horário de trabalho: Na execução de ordem ou na realização de serviço sob a autoridade da empresa; Na prestação espontânea de qualquer serviço à empresa, para lhe evitar prejuízo ou proporcionar proveito: 10) Em viagem a serviço da empresa, inclusive para estudo, quando financiado por esta, dentro de seus planos para melhorar a capacitação de mão-de-obra, independentemente do meio de locomoção utilizado, inclusive veículo de propriedade do empregado; 11) No percurso da residência para o local de trabalho ou deste para aquela, qualquer que seja o meio de locomoção, inclusive veículo de propriedade do empregado. [...]


[...] O Homem, por sua vez, deve esquecer a ganância no desenvolvimento de suas atividades produtivas, cercarem-se de medida que protejam o trabalhador no seu local de trabalho, não esquecendo que, fora do seu posto, deve ter precauções com as mesmas atividades, para manter o equilíbrio ecológico e garantir a melhoria da qualidade de vida, para conseguir a Qualidade Total nas empresas O PAPEL DOS SINDICATOS E DAS EMPRESAS NA SAÚDE E NA SEGURANÇA DO TRABALHO O acidente de trabalho é um fato indesejado que traz prejuízos aos trabalhadores, aos empresários, às famílias e a toda a nação. [...]

Estes documentos podem interessar a você

Ergonomia e segurança do trabalho

 Sociedade   |  Assuntos sociais   |  Estudo   |  31/10/2006   |  BR   |   .doc   |   15 páginas

Auditoria interna dos sistemas de saúde, meio ambiente e segurança do trabalho

 Administração e marketing   |  Administração   |  Estudo   |  14/05/2007   |  BR   |   .doc   |   7 páginas

Últimos trabalhos direito do trabalho

Greve

 Direito e contrato   |  Trabalhista   |  Estudo   |  21/11/2012   |  BR   |   .doc   |   4 páginas

Flexibilização do Trabalho

 Direito e contrato   |  Trabalhista   |  Estudo   |  21/11/2012   |  BR   |   .doc   |   5 páginas