Informações sobre o autor

 
Nível
Para todos
Estudo seguido
economia
Faculdade
centro...

Informações do trabalho

Data de Publicação
17/11/2006
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
10 páginas
Nível
Para todos
Consultado
1 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário

O capitalismo após a segunda guerra mundial

  1. Joseph Schumpeter e a sobrevivência do capitalismo
  2. Crescimento econômico e transformação econômica
  3. Grandes empresas, grandes sindicatos, grande governo
  4. John Kenneth Galbraith: crítica social
  5. A economia mundial
  6. Subdesenvolvimento
  7. Problemas do crescimento econômico
  8. Crescimento da população
  9. Estagflação : 1970-1990
  10. O sistema financeiro internacional
  11. A economia americana
  12. Keynesianismo militarista
  13. O ressurgimento da iniciativa privada

Com o final da 2ª guerra mundial e as conseqüências trazidas por essa briga, gera transformações bem visadas no capitalismo e na teoria econômica, fato comprovado pelo estudioso econômico Joseph Schumpeter considerado um dos maiores ao lado de Keynes, que apostava na tese de que o capitalismo fosse recuar.

Em seu livro “teoria do desenvolvimento Econômico”, Schumpeter descreve a função do empreendedor no progresso e no avanço tecnológico, ou seja, a economia privada acarretará a lucros elevados, uma vez que oferecer custos mais baixos ou novos produtos que estimulem o interesse do consumidor, pois o empreendedor e suas inovações são objetos essenciais no crescimento da sociedade moderna. O livro foi a esperança, vista pelos economistas e membros dessa sociedade, de que o capitalismo sobreviveria. Joseph afirmava que essa era só umas das muitas crises que o mesmo teria de enfrentar e isso melhoraria com as inovações e mudanças tecnológicas.

Segundo próprias palavras de Schumpeter esse processo revela algumas características sociais que tornar-se-ão aparentes. Uma delas seria a eliminação do empreendedor, onde este significa a ruína de suas próprias organizações. A segunda delas é a resistência dos intelectuais a aderirem ao sistema, pois seu objetivo principal é apontar supostos erros na administração da sociedade a fim de estimular melhorias e tornar contrario os pensamentos a respeito do capitalismo. Por conseguinte a terceira característica provem-se da segunda, onde sua intenção é intervenção governamental em assuntos econômicos, o que contribui na redução da vitalidade do sistema, uma vez que piore seu desempenho e seja inevitável o socialismo.

[...] O sistema financeiro internacional Um outro critério avaliado pelo autor do livro, decorrente da segunda guerra mundial foi a economia internacional que passou por constantes desequilíbrios mas que agora parece permanecer estável. Com o crescimento do comercio exterior, o banco mundial ganham um lugar maior em todos as fronteiras nacionais, localizados em paises como Estados Unidos, Japão, Inglaterra, países esses considerados maiores potencias que se tem um alcance de todos os demais. Fala também sobre o escândalo vivido pelo BCCI (Banco Internacional de Crédito e Comércio) em 1990, que ilustra como o banco pode ser visto como ponte de corrupção e fraude, o BCCI foi submetido a um escândalo que envolvia uma grande quantidade de dinheiro, totalizando quase 20 bilhões de dólares, onde uma vez que o dinheiro depositado em filiais do banco, principalmente em paises em desenvolvimento, para ajudar na luta contra a droga e a corrupção, era retirando em saques com quantia menor, formando uma espécie de caixa dois com o acumulo do dinheiro no banco. [...]


[...] Como dito por inúmeros economistas o capitalismo não sobreviveria a uma economia de crescimento lento. Porém, ainda existem opiniões contrarias, como a de Kenneth Boulding, que acredita que esses problemas podem ser solucionados por fatores específicos, um exemplo já citado é o da poluição, onde a solução vista seria o uso de inovações tecnológicas para insumos desses dejetos ou ainda um imposto sobre a emissão de poluentes. O autor cita que há uma contradição entre essas opiniões. Crescimento da população Decorrente de todos os fatores já citados, um outro problema econômico, principalmente para paises subdesenvolvidos foi o crescimento acelerado da população. [...]


[...] Problemas do crescimento econômico Esse capitulo também fala sobre os problemas que gerou o crescimento econômico conquistado após a segunda guerra mundial, de forma que uma nação que esta em constante crescimento projete necessidades maiores em vista das necessidades que se tinha antes de tal revolução econômica. Como por exemplo, a poluição. Onde, uma vez que esta nação produza mais e gere mais energia, esses resultados são claros quando fala-se de um alto nível de dejetos, pois produzindo mais tende a maior quantidade do mesmo onde a sociedade não se tem reservatórios suficientes para armazena-los e isso gera uma escassez no meio ambiente o que provoca problemas na saúde e na vida dos cidadãos. [...]

...

Estes documentos podem interessar a você

Capitalismo e o socialismo

 Sociedade   |  Ciências políticas   |  Estudo   |  08/12/2006   |  BR   |   .doc   |   10 páginas

A crise decorrente do capitalismo

 Sociedade   |  Ciências políticas   |  Estudo   |  22/12/2006   |  BR   |   .doc   |   13 páginas

Mais Vendidos economia

O conceito da economia

 Economia e finanças   |  Economia   |  Dissertação   |  17/12/2008   |  BR   |   .doc   |   6 páginas

A podreza e as suas questões metodológicas

 Economia e finanças   |  Economia   |  Estudo dirigido   |  10/07/2007   |  BR   |   .doc   |   13 páginas
Compra e venda de trabalhos acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.