Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Liquidez internacional

Informações sobre o autor

 
Nível
Avançado
Estudo seguido
administração
Faculdade
ucg

Informações do trabalho

Bruna C.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
artigo
Número de páginas
9 páginas
Nível
avançado
Consultado
1 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. O que é o FMI?
  2. Ouro
  3. Padrão - ouro de câmbio

No mercado financeiro, a liquidez determina a facilidade e rapidez com que se converte um investimento qualquer em moeda corrente, com a menor perda possível de rentabilidade. Considerando a rentabilidade como o ganho ou perda monetária ocorrida em um investimento, provocados pela variação de preço do título financeiro, ou pelo recebimento de uma renda derivada da posse do bem, teoriza-se que, quanto mais rápido um título ou bem pode ser vendido no mercado, com o menor nível de perda de rentabilidade, maior é a sua liquidez. Isso tem um valor, que está colocado no preço do ativo. O papel moeda é por definição o ativo de maior liquidez, porque é trocado sem custos e imediatamente.

Em Bolsas de Valores, por exemplo, existem ações que são mais líquidas que outras, porque mais facilmente encontram compradores interessados. O mesmo acontece no mercado de imóveis e títulos de renda fixa. Também existem investimentos que não podem ser vendidos durante um determinado prazo de carência, ou mesmo durante todo o período da aplicação. São investimentos com nenhuma liquidez durante o tal período de referência.

Uma aplicação em caderneta de poupança ou fundo de renda fixa pode ser resgatada diariamente, tendo, portanto mais liquidez que um investimento em imóvel, que pode demorar a ser vendido a um preço de mercado. Não confundir liquidez com o prazo da aplicação. Ações, por exemplo, podem ser vendidas diariamente (são líquidas), mas se recomenda que sejam investimento com horizonte de longo prazo, ou seja, que na hora da compra haja uma disposição financeira para ficar neste investimento por um prazo suficiente, mesmo que longo, para que dê o retorno adequado.

As concepções teóricas validadas pela observação empírica em anos recentes sugerem que a procura externa é influenciada por um conjunto de fatores determinantes. Os de maior relevância são: a taxa real de câmbio; o nível da renda disponível do setor privado; a política de comércio exterior;

A definição de liquidez em âmbito internacional é um tanto mais abrangente, sendo necessária a explanação do conceito de reservas internacionais anteriormente. Assim sendo, as reservas internacionais remetem ao total de moeda estrangeira (principalmente dólares, no caso brasileiro) mantido pelo Banco Central (BC), disponível para uso imediato. Complementando o raciocínio, conforme definição do próprio Banco Central, as reservas internacionais consistem em haveres em moeda estrangeira, ouro, direitos especiais de saque (DES) e posição junto ao Fundo Monetário Internacional (FMI).

[...] O dólar se tornaria a principal moeda de reserva do sistema monetário internacional. A coexistência de dólares e ouro como reservas internacionais fez esse sistema ser denominado sistema dólar-ouro. Na condição de banqueiro mundial, os EUA assumiram responsabilidade pela compra e venda de ouro a um preço fixo para possuidores estrangeiros oficiais de dólares. O dólar era a única moeda conversível em ouro; outras moedas nacionais eram atreladas ao dólar. O dólar era considerado, portanto, uma moeda de reserva tão boa quanto o ouro, porque se julgava que o dólar permaneceria com seu valor relativamente a outras moedas e permaneceria conversível em ouro. [...]


[...] Postula-se que as exportações brasileiras são função dos ciclos de liquidez internacional e de outras variáveis tradicionalmente contempladas na equação de exportação para o Brasil (que, por sua complexidade, não será desenvolvida neste momento). Faz-se saber que, se de fato as exportações brasileiras correntes são afetadas pelos ciclos passados da liquidez internacional, nos períodos de elevação dessa liquidez o aumento das exportações será estimulado no futuro, porém, tal estímulo deve desaparecer nos momentos de redução da liquidez internacional. Isto significa que a ascensão da liquidez mundial, tomada isoladamente, não constitui elemento suficiente para provocar mudanças estruturais no patamar das exportações brasileiras, mantidas fixas há mais de 20 anos O que é o FMI. [...]


[...] Ao separar o mercado oficial de ouro do mercado privado, o sistema de mercado duplo de ouro significava um passo em direção a desmonetização completa do ouro. conclusão A formação do sistema de mercado duplo de ouro era uma solução que somente poderia retardar o colapso do padrão-ouro de câmbio. Em 1971, o estoque de ouro dos EUA havia diminuído para 11 bilhões de dólares, somente uma fração das dívidas em dólares dos americanos com Bancos Centrais estrangeiros. A posição do balanço de pagamentos dos EUA também estava se deteriorando. [...]

Estes documentos podem interessar a você

Análise do mercado de importação de azeite de oliva pelo Brasil

 Administração e marketing   |  Administração   |  Monografia   |  19/07/2007   |  BR   |   .doc   |   42 páginas

Últimos trabalhos finanças publicas

Controle do planejamento orçamentário governamental

 Economia e finanças   |  Finanças públicas   |  Monografia   |  10/01/2007   |  BR   |   .doc   |   27 páginas