Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Indicadores de desempenho

Informações sobre o autor

Universidade Potiguar - FARN - FACEX
Nível
Especializado
Estudo seguido
Graduação...

Informações do trabalho

Darliane R.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo dirigido
Número de páginas
16 páginas
Nível
Especializado
Consultado
167 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
1 Avaliaçao cliente
5
escrever um comentário
  1. INDICADORES DE DESEMPENHO

O processo de geração valor para os acionistas ocorre quando a empresa investe em projetos cuja expectativa seja a de gerarem retornos superiores ao custo do capital, ou seja, a empresa agrega valor ao patrimônio dos acionistas quando a mesma consegue se envolver com projetos com VPL (valor presente líquido) positivo. Normalmente, neste tipo de avaliação, a empresa projeta os fluxos de caixa livres decorrentes destes projetos, descontando-os a uma determinada taxa que seria o seu custo de oportunidade. Comparando o valor presente destes fluxos de caixa livres com o capital investido é possível mensurar o VPL, que, sendo positivo, o projeto é aceito, sendo negativo, o mesmo é rejeitado.

Contudo, um problema existe: os fluxos de caixa livres projetados estão direcionados para o futuro, pois os acionistas investem capital na empresa com a expectativa de retornos futuros na forma de dividendos; porém se o propósito da empresa é gerar valor ao patrimônio dos acionistas, necessário se faz que haja uma métrica de avaliação, do valor dos investimentos, mais adequada que a metodologia retro-citada. Isso quer dizer que é de suma importância que a empresa implemente projetos com VPL's positivos avaliados com base em uma metodologia que contemple medidas que avaliam o nível de agregação de valor por parte destes projetos.

Comumente, as medidas utilizadas pelas empresas são baseadas em indicadores de desempenho passado, o que leva os gestores a serem avaliados pelos resultados atingidos no passado e não pelos que alcançarão no futuro, ou seja, à medida que as empresas são avaliadas, pelo mercado de capitais, através de indicadores de valor orientados para o futuro, internamente a empresa e seus projetos são avaliados com base em indicadores de desempenho passado.

O problema é que, se estes indicadores não forem adequadamente escolhidos, há um risco substancial de os acionistas estarem remunerando os administradores por decisões que destroem valor, ainda que o propósito da empresa seja o de gerar o máximo de riqueza possível.

Uma forma de reduzir esse risco parte para adoção de métricas baseadas em valor, ou seja, na avaliação tanto da empresa, quanto dos seus projetos de investimentos, ela precisa adotar técnicas de mensuração de desempenho que estejam em sintonia tanto com o modelo de avaliação de fluxo de caixa livre, quanto o propósito de geração de valor (Copeland, Koller & Murrin,2000).

[...] Figura 2 Cálculo do NOPAT e Capital pela Perspectiva Financeira Figura 3 Cálculo do NOPAT e Capital pela Perspectiva Operacional De forma sintetizada, ao abordar o lucro econômico residual, Frezatti (1998) menciona os principais ajustes contábeis a serem realizados no lucro e no capital, como se observa nas tabelas a seguir. Tabela 1 Diferentes Abordagens dos Estudiosos do Tema Capital Elementos Stewart Copeland Frezatti Investimento no Omitido Considerado Considerado mercado como não como resultado financeiro operacional, operacional reduzindo os deixado, no empréstimos investimento Despesas Omitido Omitido Voltar valores pré-pagas para o ativo apropriadas Leasing Omitido Capitalizar Não se altera operacional pago Frezatti (1998) também enumera os principais ajustes a serem efetuados no lucro líquido contábil. [...]


[...] BIBLIOGRAFIA ARAÚJO, Adriana M. P. de. Ajustes na Contabilidade Tradicional para uma Contabilidade Baseada em Valor. Tese de Doutorado. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade. São Paulo: Universidade de São Paulo COPELAND, Tom; KOLLER, Tim; MURRIN, Jack. Avaliação de Empresas: Valuation. São Paulo: Makron Books COSTA, Ana Paula P. da. Contabilidade Gerencial: um estudo sobre a contribuição do Balanced Scorecard. Dissertação de Mestrado. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade. São Paulo: Universidade de São Paulo EHRBAR, Al. EVA: valor [...]


[...] Existem algumas atitudes, entretanto, que melhoram o que são: aumentar o retorno sobre o capital empregado; aumentar o capital investido em projetos onde o custo de capital seja menor que o retorno de capital; utilizar o mesmo capital, obtendo-se lucros iguais ou maiores; reduzir o capital empregado em projetos em que os retornos fiquem abaixo do custo de capital; reduzir o custo do capital Indicadores não Financeiros Copeland, Koller & Murrin (2000, p.91) comentam que ?Além dos financeiros, as empresas necessitam de objetivos não-financeiros para inspirar e guiar o comportamento dos funcionários.? Complementam enfatizando que as metas não financeiras devem ser cuidadosamente consideradas à luz das circunstâncias financeiras da empresa. [...]

Estes documentos podem interessar a você

Administração de Suprimentos e Logística

 Administração e marketing   |  Administração   |  Projeto   |  30/08/2006   |  BR   |   .doc   |   13 páginas

Ficha de Leitrura: La Escuela del Mundo al Revés

 Sociedade   |  Ciências políticas   |  Fichamento   |  05/01/2012   |  BR   |   .doc   |   6 páginas

Mais Vendidos finanças

Análise da rentabilidade da produção de terneiros e da produção de animais terminados

 Economia e finanças   |  Finanças   |  Estudo   |  04/10/2008   |  BR   |   .doc   |   28 páginas

Estrutura de Capital

 Economia e finanças   |  Finanças   |  Artigo   |  22/04/2008   |  BR   |   .doc   |   11 páginas