Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Gestão da qualidade na construção civil

Informações sobre o autor

 
Nível
Para todos
Estudo seguido
outros
Faculdade
UNIFENAS

Informações do trabalho

Marcos Botega S.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
50 páginas
Nível
Para todos
Consultado
13 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Reestruturação da cadeia produtiva na construção civil
    1. Introdução
    2. Composição de Custos na Construção Civil
    3. Objetivos
    4. Justificativa
    5. Metodologia
    6. Limitações
  2. Os custos da construção civil
    1. O processo construtivo
    2. As Despesas na construção Civil
    3. Estimativas de Custos
    4. Encargos Sociais
    5. Cálculo dos Encargos
  3. Custos indiretos ou bonificação e despesas indiretas (BDI)
    1. Introdução
    2. Os Custos Indiretos
    3. Modelo de planilha de Custos
    4. Taxas que incidem sobre os custos
  4. Qualidade na construção civil
    1. Introdução
    2. Conceitos Básicos
    3. Controle Total da Qualidade (TQC)
    4. Modelo de Gestão
    5. Programa de Qualidade e Produtividade
    6. Princípios de Gestão da Qualidade da Norma ISO 9000
    7. Os Programas da Qualidade Na Construção Civil
    8. A Garantia da Qualidade na Construção Civil
  5. Gerenciamento na construção civil
    1. Características
    2. Administração dos Processos Construtivos
    3. Conceitos e Indicadores Aplicados na Construção Civil
    4. Filosofia do Controle
  6. Conclusões
  7. Referências

Atualmente, como já vem ocorrendo em setores da economia brasileira, determinados segmentos da construção civil vêm passando por um processo expressivo de reestruturação produtiva nos últimos anos. Embora a velocidade e o ritmo de adoção dessas mudanças seja bastante diferenciado nas diversas regiões do país, é inegável que, mais recentemente, um grande número de empresas passaram a adotar novos métodos de construção, baseadas na utilização de novas tecnologias e de novas formas de gestão da força de trabalho (AVILA, 2003).
Para Farah (1992), as características do setor, contudo, condicionam o uso e a difusão de novos produtos e tecnologias. Na construção civil, a reestruturação produtiva está mais ligada à utilização de novos materiais do que à introdução de novas máquinas. É o caso, por exemplo, das estruturas metálicas (que substituem as estruturas de concreto armado), dos painéis de gesso acartonado (que substituem as paredes de alvenaria) e da argamassa semi-pronta, adquirida em embalagens (que substitui a argamassa ?rolada? no canteiro).
É visível uma forte tendência à utilização de sistemas construtivos baseados na pré-fabricação de elementos antes produzidos no próprio canteiro, transformando o processo de construção em sistemas de montagem (FARAH, 1992).
É importante observar, entretanto, que as inovações tecnológicas na construção civil não excluem necessariamente materiais e sistemas construtivos tradicionais. Estas inovações cumprem a função de dar maior flexibilidade a projetos, apresentando-se como possibilidades que servem a determinados nichos de construção (é o caso, por exemplo, da utilização de estruturas metálicas em substituição ao concreto armado ? mais barato -, em determinadas situações onde este se mostra inviável) e minimização de custos.

[...] O uso da tecnologia de agentes na integração da Programação da Produção. Florianópolis 68f. Dissertação (mestrado em Engenharia) Universidade Federal de Santa Catarina FORMOSO, C.T. et al. Estimativas de Custos de Obras de Edificação. Porto Alegre, CPGEC/UFRGS, Caderno de Encargos n Desenvolvimento de um modelo para a gestão da qualidade e produtividade em empresas de construção civil de pequeno porte; IN: II SEMINÁRIO DE QUALIDADE NA CONSTRUÇÃO CIVIL: Gestão e tecnologia e 9 de junho, anais, Porto Alegre, NORIE/UFRGS FUNDAÇÃO JOÃO PINHEIRO (FJP). [...]


[...] Portanto, a precisão de uma estimativa de custo está relacionada à qualidade das informações disponíveis Tipos de Estimativas de Custos As estimativas de custo não implicam em orçamento, e podem ser feitas em três níveis de agregação (FORMOSO et ali,1986): Pelo custo total; Pelo custo de grandes serviços ou elementos construtivos; pelo custo dos serviços constitutivos do processo de execução da obra. As estimativas de custo não têm a pretensão nem o objetivo de precisar o valor de uma determinada obra, mas apresentar um intervalo no qual o custo do Empreendimento Esteja Compreendido (LOSSO, 1995) Estimativa Pelo Custo Total O sub-setor edificações dispõe de recursos oficiais para previsão de custos globais e custos unitários (CUB e SINAPI, que serão vistos posteriormente), e de índices de publicações técnicas, que são revistas especializadas, que desenvolveram metodologias próprias para cálculos de custos unitários e índices. [...]


[...] Controle e garantia da qualidade na construção. São Paulo: Sinduscon-SP/Projeto/PW NAKAGAWA, Masayuki. Gestão estratégica de custos. Conceito, sistemas e implementação. São Paulo: Atlas PALADINI, E. P. Qualidade total na prática: implantação e avaliação de sistemas de qualidade total. - 2. ed. - São Paulo. Atlas Gestão da Qualidade no Processo. São Paulo. Atlas PARANTHAMAN, D. Controle da qualidade. São Paulo: McGraw-Hill PBQP-H Apresenta informações sobre o Programa Brasileiro da Qualidade e Produtividade do Habitat. In: Acesso em: 10 outubro de 2006. [...]

Mais Vendidos engenharia

Biocombustível

 Engenharia e tecnologias   |  Engenharia   |  Estudo   |  07/10/2013   |  BR   |   .doc   |   8 páginas

Televisão digital

 Engenharia e tecnologias   |  Engenharia   |  Estudo   |  09/01/2010   |  BR   |   .ppt   |   12 páginas

Últimos trabalhos engenharia

Biocombustível

 Engenharia e tecnologias   |  Engenharia   |  Estudo   |  07/10/2013   |  BR   |   .doc   |   8 páginas

Impactos Ambientais Provocados pelos Assoreamentos em Rios e Reservatórios

 Engenharia e tecnologias   |  Engenharia   |  Estudo   |  23/04/2012   |  BR   |   .doc   |   5 páginas