Ou baixar através de : Permuta

Informações sobre o autor

 
Nível
Especializado
Estudo seguido
história
Faculdade
Universidad...

Informações do trabalho

Data de Publicação
23/11/2007
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
7 páginas
Nível
Especializado
Consultado
1 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário

A Luta pela Liberdade:- O Movimento Abolicionista

  1. Introdução
  2. O abolicionismo no Brasil
  3. A lei de 28 de setembro
  4. A influência e a comparação com a via americana
  5. A última década da escravidão

No presente trabalho, estabelecemos uma pequena análise de questões relativas ao movimento abolicionista no Brasil, procurando dar ênfase às questões mais características desse movimento, ou seja, aos pontos principais.
Nessa abordagem, procuramos também enfatizar a participação ativa do negro na construção da sua liberdade, estabelecendo uma relação entre as atividades dos negros e a conseqüente aprovação das leis que culminariam com a abolição do tráfico em 1888.
Em um determinado momento, estabeleceremos uma pequena comparação entre o movimento abolicionista articulado no Brasil e o movimento abolicionista dos Estados Unidos, considerando algumas questões.
Para tal abordagem, utilizamos como base autores como Ricardo Salles e sua obra “Nostalgia Imperial”, Sidney Chalhoub e sua obra “Visões da Liberdade”, Célia Maria de Azevedo e sua obra “Abolicionismo Estados Unidos e Brasil, uma História Comparada” e um artigo de Hebe Maria Matos chamado “A Face Negra Da Abolição”.

[...] A última década da escravidão O movimento abolicionista intensificava as suas atividades nos centros urbanos a partir de 1879, tendo na linha de frente a intelectualidade antiescravista formada por homens de cor. Os periódicos não cessavam de publicar manchetes que enfatizavam a luta abolicionista e a aquisição da cidadania pelo negro. Nesse novo impulso tomado pelo movimento, eram questionadas a legitimidade da propriedade escrava bem como o direito de indenização dos senhores. Mediante a pressão estabelecida pelo movimento e pela mobilização dos escravos, foi aprovada a lei do sexagenário em 1885 que concedia a liberdade aos escravos com 60 anos de idade ou mais que teriam sido transportados para o Brasil ilegalmente entre os anos de 1830 e 1850, porém, esta previa uma indenização a ser paga ao senhor pelo escravo, onde este teria que cumprir mais cinco anos de trabalho antes de ser considerado livre. [...]


[...] A lei de 28 de setembro Na inicio da década de 1870, ocorre um caso relevante onde a parda Josefa acusava os seus senhores de a terem obrigado ao serviço de prostituta e a ação judicial com vistas a alcançar a sua liberdade contou com o esforço do chefe de policia da corte em articulação com o juiz municipal da segunda vara visando o combate ao que eles consideravam como o “imoral escândalo da prostituição de escravas”. Nesse sentido, os subdelegados organizaram uma lista de escravas que se viam vitimas do mesmo constrangimento e a enviou ao juiz da segunda vara, este por sua vez nomeou advogados como curadores das negras e colocou as mesmas em um depósito depois de sua apreensão, dando inicio a cerca de 200 processos de liberdade baseados em disposições do direito romano (idem, Pág.152). [...]


[...] Sendo assim, o escravo comprava a sua alforria uma vez que estivesse de posse da quantia estabelecida pelo seu senhor, quantia essa que podia ser questionada pelo escravo através do seu representante que considerando a mesma muito alta solicitava junto ao juiz o estabelecimento de uma quantia mais justa. A taxa de alforria teria aumentado consideravelmente desde 1860, ou seja, mesmo antes da lei de 28 de setembro. Tal aumento teria sido incrementado pela concessão de alforrias àqueles que se tornassem um soldado da pátria na guerra do Paraguai. [...]

...

Estes documentos podem interessar a você

O corpo da pátria

 História/geografia e idiomas   |  História   |  Dissertação   |  25/06/2007   |  BR   |   .doc   |   12 páginas

A cidade, a igreja e a escola: relações de poder na cidade de Sorocaba no final do século XIX

 História/geografia e idiomas   |  História   |  Estudo   |  07/10/2008   |  BR   |   .doc   |   14 páginas

Mais Vendidos história

História do restaurante

 História/geografia e idiomas   |  História   |  Estudo dirigido   |  19/07/2007   |  BR   |   .doc   |   20 páginas

A cidade, a igreja e a escola: relações de poder na cidade de Sorocaba no final do século XIX

 História/geografia e idiomas   |  História   |  Estudo   |  07/10/2008   |  BR   |   .doc   |   14 páginas
Compra e venda de trabalhos acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.