Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Dimensões econômicas, políticas e socias da reforma religiosa

Informações sobre o autor

Professor de geografia - Auxilar de Ensino
Nível
Especializado
Estudo seguido
Curso de...

Informações do trabalho

Rodrigo A.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
5 páginas
Nível
Especializado
Consultado
52 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. REFORMA PROTESTANTE
  2. QUESTÕES ECONÔMICAS, POLÍTICAS E SOCIAIS

A Reforma Religiosa desencadeou uma mudança drástica na Europa do século XVI, destronando a Igreja Católica. Ver este fato histórico como uma questão religiosa não é mais possível, pode-se pensar que fosse esse o fator inicial, mas as idéias de Lutero serviram como plataforma para a construção de uma nova forma de governo, tendo influenciado nas diversas áreas como a econômica, a política e a social, recriando a Europa. O fator de o catolicismo na Idade Média ter se tornado um grande comércio do céu, favorecendo o enriquecimento da igreja, fez com que nobreza e burguesia se unisse para tirar o poder do papa.
A Reforma Religiosa no século XVI teve na sociedade mundial uma influência não apenas religiosa, mas também econômica política e social. Transformando toda uma época e o mundo ocidental, que vivia sob o reinado da Igreja Católica, e passou a ter a possibilidade de escolha.
Para que isso acontecesse, foi necessário um movimento, que a História dá o nome de Reforma Protestante, e que teve em Martinho Lutero, o seu principal nome, e que foi seguido por outros em toda a Europa, destituindo o grande poder político e econômico do Papa, como afirma Marutti (2008), ?Neste período a Igreja Católica é a grande senhora das terras européias e o grande capacitor de riquezas, ambiente propício para reinterpretações de dogmas e da própria escritura sagrada?.
A venda de indulgências, era um desses abusos que a Igreja cometia, cobrando do cristão pecador uma quantia em dinheiro para que este fosse perdoado, garantindo assim seu lugar no paraíso, sendo que uma destas negociatas das autoridades católicas causou um atrito com o monge agostiniano Martinho Lutero. Em torno de 1917, o Papa Leão X, teria oferecido indulgências para quem contribuísse com a construção da Basílica de São Pedro, em Roma, um dos, mas atuantes no sentido desta comercialização foi o frei dominicano Johann Tetzel, que criou uma lista de preços para cada tipo de pecado. Segundo Rodrigues (2008), Tetzel dizia em seus discursos que ?[] se um cristão tivesse tido relações incestuosas e que confiasse ao cofre das indulgências papais certos montantes em dinheiro, o papa tinha o poder de perdoa-lhe a seu pecado na terra como no céu, e que, se ele perdoava, Deus devia fazer o mesmo. Que, desde as moedas caiam no cofre, a alma daquele que tinha comprado as indulgências ia direto ao céu?.
Associar a Reforma Protestante com a questão religiosa é mais que habitual, pelo fato de ser uma revolução que ocorreu dentro da Igreja Católica e da doutrina cristã, mas não se deve pensar que o motivo único foi à necessidade de obter o perdão de seus pecados, a popularização do Luteranismo na Europa ocorreu muito mais por questões políticas e econômicas, do que religiosas. A dificuldade da nobreza e da burguesia de viver sob a tutela do papa era muito grande, ver os religiosos cobrar altos impostos de seus produtos fazia a burguesia, que nada podia fazer por medo da inquisição, ir contra a igreja, sendo que para os nobres, esses impostos deveriam ser cobrados por eles, que perdiam cada vez mais terras para a Igreja.

[...] Em pouco tempo a Europa estava dividida entre Católicos e Protestantes, a maioria dos monarcas rompeu com a igreja de Roma, tomando as terras da igreja QUESTÕES ECONÔMICAS, POLÍTICAS E SOCIAIS Dona de terras e beneficiaria de muitos tributos feudais, parte da Igreja condenava as atividades burguesas. Ela afirmava que a prática comercial ?não era agradável a Deus?. Assim, o comércio, a busca do lucro principalmente, a usura empréstimo de dinheiro a juros) acabavam muitas vezes sendo interpretados como pecado (PILETTI p.80). [...]


[...] e social de todo o mundo cristão REFORMA PROTESTANTE A enorme importância que a religião para a vida das pessoas havia dado à Igreja cada vez mais poder ao longo da Idade média, e os papas passaram a interferir na política européia com uma força cada vez maior. O papel da Igreja havia crescido tanto que passou a ir muito além das questões espirituais. A influência política do papa atingiu seu auge durante as cruzadas e culminou com a Questão das Investiduras, no século XI, quando o papado assumiu um grande poder político. [...]

Mais Vendidos história

Processo de industrialização e formação capitalista do Brasil - 1930-1945

 História/geografia e idiomas   |  História   |  Estudo   |  07/05/2007   |  BR   |   .doc   |   8 páginas

Últimos trabalhos história

O discurso da imprensa sobre o complexo penitenciário da Papuda em Brasília, de 1979 aos nossos...

 História/geografia e idiomas   |  História   |  Monografia   |  30/03/2009   |  BR   |   .doc   |   50 páginas

As duas faces de Winston Churchill

 História/geografia e idiomas   |  História   |  Fichamento   |  23/03/2009   |  BR   |   .doc   |   8 páginas