Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

A gramáticas e suas implicaturas

Informações sobre o autor

Educadora: Centro Social Urbano - Educadora: Colégio...
Nível
Especializado
Estudo seguido
Magistério

Informações do trabalho

Beatriz O.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
5 páginas
Nível
Especializado
Consultado
146 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. A gramáticas e suas implicaturas

Linguagem é uma função biológica, mas é aperfeiçoada e compreendida através das relações que temos com no meio social, seja ele familiar, escolar e em sociedade. Basicamente existem três tipos de linguagem: por expressão do pensamento, por instrumento de comunicação e como forma de interação. Compreender as teorias de aquisição da linguagem é uma maneira de conhecer melhor o processo de comunicação e consequentemente de aprendizagem. A gramática divide-se em normativa, descritiva, e internalizada. A língua é um instrumento de comunicação geral e não perde suas características gerais. Saber uma língua significa é compreender a si mesmo, suas relações sociais, o mundo que essa língua significa.
Existem várias concepções de gramática, dependendo do ponto de vista, geralmente as pessoas pensam logo que se trata de uma matéria que aponta o certo e o errado nas práticas de comunicação. Confirmado pelo Aurélio (FERREIRA, 1997, p. 697) Gramática ?é o estudo ou tratado dos fatos da linguagem, falada e escrita, e das leis naturais que a regulamentam?. Ou ainda, como afirma Perini (1985, p.23): ?chama-se gramática um sistema de regras, unidades e estruturas que o falante de uma língua tem programado em sua memória que lhe permite usar sua língua?.
Porém pode-se especificar o termo ?gramática? em três formas: normativa, internalizada e descritiva.
É o conjunto de palavras, ou melhor, a linguagem própria de um povo, um sistema organizado e opositivo de relações, adotada por determinada sociedade para permitir o exercício da linguagem entre os homens. Sendo considerada assim, como um fator que permite a realização da linguagem.
É bom destacar que a língua é um instrumento de comunicação geral, aceito pelos membros de uma sociedade, desse modo, não perde suas características gerais. Saussure (1970, p. 22) acrescenta: que a língua ?é a parte social da linguagem, exterior ao indivíduo, que, por si só, não pode nem criá-la nem modificá-la; ela não existe senão em virtude duma espécie de contrato estabelecido entre os membros da comunidade?.
Conclui-se de forma objetiva que saber uma língua significa mais do que dominar regras gramáticas, pois dominar uma língua é saber mais de si mesmo, do mundo que esta língua simboliza.
A língua é uma das práticas sociais mais importantes, mediante a qual somos levados a nos sentir como sujeitos. Uma vez que ultrapassemos a idéia de língua como não mais do que um meio de comunicação, podemos examiná-la tanto como uma prática de significação como também, um espaço para a luta cultural e como um mecanismo que produz relações desfavoráveis entre grupos sociais diferentes.

[...] Mas embora tenha um problema na concordância não se percebe a construção do tipo: Embora primo foi minha. A criança, portanto, elaborou a frase baseando-se em regras que ela internalizou ao ouvir os falantes com quem convive DEFINIÇÃO DE LÍNGUA É o conjunto de palavras, ou melhor, a linguagem própria de um povo, um sistema organizado e opositivo de relações, adotada por determinada sociedade para permitir o exercício da linguagem entre os homens. Sendo considerada assim, como um fator que permite a realização da linguagem. [...]


[...] É bom destacar que a língua é um instrumento de comunicação geral, aceito pelos membros de uma sociedade, desse modo, não perde suas características gerais. Saussure (1970, p. 22) acrescenta: que a língua a parte social da linguagem, exterior ao indivíduo, que, por si só, não pode nem criá-la nem modificá-la; ela não existe senão em virtude duma espécie de contrato estabelecido entre os membros da comunidade?. Saber uma língua não significa somente dominar as regras gramaticais, mas compreender o sentido das palavras e frases utilizadas no uso da língua. [...]

Últimos trabalhos lingüística

A aquisição da linguagem - teorias e fatos

 Psicologia e letras   |  Lingüística   |  Estudo   |  04/10/2008   |  BR   |   .doc   |   8 páginas

Ouvir, contar e recontar histórias - A narrativa como produtora de significados

 Psicologia e letras   |  Lingüística   |  Estudo   |  04/10/2008   |  BR   |   .doc   |   6 páginas