Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Ensaio - "Liberdade" do Autor Fernando Pessoal

Informações sobre o autor

 
Nível
Especializado
Estudo seguido
lingüística
Faculdade
Letras

Informações do trabalho

Luiz Eduardo D.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
pdf
Tipo
estudo
Número de páginas
4 páginas
Nível
Especializado
Consultado
8 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Introdução

Desde seu início o poema já é sugestivo, o que é liberdade? Falar em liberdade nos tempos de hoje não é a mesma coisa de falar em liberdade do início do século XX, nem sabemos que liberdade é essa. Também não sabemos se essa liberdade se encerra no século XX ou é uma liberdade anterior, por isso faremos um breve apanhado de alguns momentos históricos onde se discutiram sobre a liberdade, mostrando que Pessoa neste poema sintetiza muitas idéias de épocas diferentes, como se ele estivesse nunca pesquisa para chegar à conclusão do que é liberdade. A liberdade na Grécia tinha uma conotação diferente da nossa atual, de uma forma ou de outra o eu-lírico exalta o ócio, estado de natureza e espírito tão defendido por muitos filósofos e trazido até meados do século 300 d.C. com os filósofos estóicos e epicuristas.

[...] A bondade é vista como vontade positiva sem as afecções da moral e por último a poesia que completa o sentido de liberdade existencial Já que é somente na poesia que o homem consegue cantar a natureza, o poeta faz o uma junção do que dissemos antes quando ele fala em liberdade do homem versus natureza, e assim termina a estrofe dizendo que seca quando se pára de criar. Mas o que seca em verdade? A poesia? A liberdade? Não, o homem porque a natureza segue sua dança. [...]


[...] e trazido até meados do século 300 d.C. com os filósofos estóicos e epicuristas. Entre outras passagens, vemos isso na passagem: ?Livros são papéis pintados com tinta/Estudar é uma coisa em que está indistinta/A distinção entre nada e coisa nenhuma?. A própria observação da natureza já daria sapiência o bastante, era justamente o que faziam os referidos filósofos. Deely faz uma relação ao modus vivendi desse período e como eles viam o estudo de alguns conceitos através de estudos semióticos. [...]

Últimos trabalhos literatura

Aspectos da Contradição: Definições e sua Presença em Textos de Ensino Médio

 Psicologia e letras   |  Literatura   |  Estudo   |  18/04/2011   |  BR   |   .doc   |   5 páginas

Ficha de leitura sobre "Capitães de areia" de Jorge Amado

 Psicologia e letras   |  Literatura   |  Fichamento   |  03/01/2010   |  BR   |   .doc   |   6 páginas