Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

A mudança cognitiva como fator de melhora do transtorno de ansiedade generalizada

Informações sobre o autor

RECURSOS HUMANOS - PSICOLOGIA CLÍNICA
Nível
Avançado
Estudo seguido
GRADUAÇÃO...

Informações do trabalho

FERNANDA ANGÉLICA C.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
33 páginas
Nível
avançado
Consultado
1 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Ansiedade
  2. A relação entre a ansiedade e o medo
  3. Transtorno de ansiedade generalizada
  4. Epidemiologia
  5. Psicobiologia da ansiedade
  6. Modelos animais
  7. Medicamentos
  8. Tratamento
  9. A economia da ansiedade
  10. A terapia cognitiva

A ansiedade é uma experiência emocional e tem caráter subjetivo, por isso é complicado definir o limite entre ansiedade normal e patológica. A ansiedade tem variações de intensidade e duração para cada pessoa e o estado ansioso faz parte da condição do ser humano, necessário para a adaptação às circunstâncias. O transtorno de ansiedade generalizada é um distúrbio muito comum entre os transtornos ansiosos, mas devido a seu caráter crônico e o fato de os pacientes não se lembrarem do início dessa patologia, muitos acreditam que o TAG deveria ser considerado um transtorno de personalidade. A psicoterapia cognitiva tem tempo de duração curto e limitado e é eficaz ao trabalhar no TAG com as crenças que os indivíduos constroem durante a vida e interferem no pensamento, sentimento e comportamento.

[...] Barlow (1999) diz que a maioria dos pacientes com transtorno de ansiedade generalizada não sabe informar quando o transtorno começou ou informa um início remoto na infância diferentemente de outros transtornos como o do pânico que tem início mais tardio e apresenta-se de forma mais intensa. Assim, o transtorno de ansiedade generalizado é conceituado como o transtorno de ansiedade básico porque de forma simples ele exemplifica o processo de apreensão ansiosa pelo início precoce e fator predisponente para o desenvolvimento de outros transtornos. [...]


[...] METODOLOGIA Esse trabalho foi realizado com bases em estudos da literatura, pesquisas na internet, artigos e periódicos com o objetivo de descrever quando a ansiedade normal passa a ser patológica, dando maior ênfase ao transtorno de ansiedade generalizada e mostrando que a terapia cognitiva é eficiente para esse transtorno de ansiedade. Aborda-se nesse trabalho os vários fenômenos envolvidos no transtorno de ansiedade generalizada como: sintomas, classificação diagnóstica, psicobiologia da ansiedade, epidemiologia, tratamento farmacológico e psicológico (focalizando a terapia cognitiva), análise econômica da ansiedade. [...]


[...] A terapia cognitiva tem obtido bons resultados no tratamento dos transtornos mentais incluindo o transtorno de ansiedade generalizada ao trabalhar com as crenças que os indivíduos constroem durante a vida e interferem no pensamento, sentimento e comportamento. O papel do terapeuta é fazer com que o paciente reflita. O terapeuta cognitivo tem papel ativo assim como o paciente e essa maior intervenção do terapeuta faz com que a terapia seja mais rápida e eficaz. A terapia cognitiva trabalha com os pensamentos já que são eles que geram os sentimentos e os comportamentos que caracteriza a relação do indivíduo no ambiente em que ele está inserido. [...]

Mais Vendidos psicologia

O Complexo Materno e seus Aspectos Psicológicos

 Psicologia e letras   |  Psicologia   |  Estudo   |  15/01/2012   |  BR   |   .doc   |   7 páginas

Uma reflexão sobre a depressão e as suas principais causas na abordagem cognitiva comportamental

 Psicologia e letras   |  Psicologia   |  Estudo   |  03/11/2008   |  BR   |   .doc   |   17 páginas

Últimos trabalhos psicologia

O Complexo Materno e seus Aspectos Psicológicos

 Psicologia e letras   |  Psicologia   |  Estudo   |  15/01/2012   |  BR   |   .doc   |   7 páginas

A Psicopedagogia e Sua Relação no Modelo Educacional Evidenciando o Papel da Afetividade como...

 Psicologia e letras   |  Psicologia   |  Estudo   |  28/07/2011   |  BR   |   .doc   |   17 páginas