Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Saúde mental no trabalho

Informações sobre o autor

auxiliar de escritório - auxiliar de logística -...
Nível
Especializado
Estudo seguido
administraç...

Informações do trabalho

Do Espirito Santo Cardozo W.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
8 páginas
Nível
Especializado
Consultado
1 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Saúde mental no trabalho
  2. Conclusão

Segundo Djeours (1994, p. 46), certos enfoques teórico-clínicos no domínio da saúde mental tomam por empréstimo, não obstante, um modelo exatamente calcado sobre aquele da toxicologia industrial: teoria neuroendócrina do stress, teoria neurofisiológica de Pavlov, teoria neuropsicológica do Behaviorismo.
Outras abordagens, como a psiquiatria biológica, a psicopatologia fenomenológica e a psicanálise, ao contrário, não atribuem ao meio ambiente senão uma função de fator desencadeante ou de reveladores em face de síndromes ou doenças, cujas origens não são mais imputadas ao trabalho, mas a certas condições de possibilidades que estão relacionadas a fraquezas inerentes ao sujeito e preexistentes ao aparecimento da doença.
Se bem que mais sedutoras, estas últimas concepções não chegam a transpor esta barreira do solipsismo, nem mesmo a psicanálise que privilegia constantemente a relação intersubjetiva, pois, se sua investigação é centrada na relação Sujeito-Objeto, ela fica limitada por uma intersubjetividade estritamente dual, aquém do coletivo e do privado.

[...] Para o trabalhador que usa sua capacidade física e mental como garantia de retorno financeiro para sua sobrevivência e de sua família, além de outras necessidades, a doença ou até mesmo a dor, geralmente, significa fragilidade, limitação e preocupação quanto a sua capacidade, além de condições de trabalho inadequadas, queda de desempenho, despesas a mais Para o empregador, doença significa queda de produtividade, comprometimento nos resultados da empresa, necessidades de rever condições, processo de trabalho, problemas com sindicatos e pressão da fiscalização, além do comprometimento da imagem da empresa junto à comunidade e opinião pública. [...]


[...] No trabalho, também formam-se as ?personalidades ocupacionais?. Só de observar, percebemos o tipo de atividade de uma pessoa. As ocupações moldam seu jeito de ser e de apresentar-se. Percebe-se que ao lado destas maneiras de reagir surgem as doenças ocupacionais, com manifestações que estão diretamente ligadas às características de trabalho e condições inerentes à tarefa. As doenças mais conhecidas são as lombalgias[2], decorrentes de levantamento inadequado de peso, ou por postura, ou pela falta de uso de máquinas ou por atividade intensiva. [...]

Estes documentos podem interessar a você

Relatório em saúde coletiva

 Psicologia e letras   |  Psicologia   |  Estudo   |  22/03/2007   |  BR   |   .doc   |   18 páginas

A psicanálise aplicada ao campo da saúde mental

 Psicologia e letras   |  Psicologia   |  Estudo   |  02/05/2007   |  BR   |   .doc   |   7 páginas

Mais Vendidos psicologia

O Complexo Materno e seus Aspectos Psicológicos

 Psicologia e letras   |  Psicologia   |  Estudo   |  15/01/2012   |  BR   |   .doc   |   7 páginas

Uma reflexão sobre a depressão e as suas principais causas na abordagem cognitiva comportamental

 Psicologia e letras   |  Psicologia   |  Estudo   |  03/11/2008   |  BR   |   .doc   |   17 páginas