Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Psicopedagogia

Informações sobre o autor

autônoma
Nível
Especializado
Estudo seguido
Letras

Informações do trabalho

Montserrat C.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
fichamento
Número de páginas
11 páginas
Nível
Especializado
Consultado
2 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Fichamento
  2. Intreligência, afetividde e aprendizagem
  3. Delimitação do que é o problema de aprendizagem de acordo com epistemologia convergente
  4. Interãções energéticas - estruturis na construção da identidade
  5. Sobre a prevenção
  6. O obstáculo da América
  7. Conclusão

O autor dedidou-se 25 anos no trabalho com pessoas que apresentam dificuldades de aprendizagem utilizando um enfoque clínico.
Psicopedagogia trabalha com uma concepção de aprendizagem segundo a qual participa desse processo um equipamento biológico com disposições afetivas e intelectuais que interferem na forma de relação do sujeito com o meio, sendo que essas disposições influenciam e são influenciadas pelas condições socioculturais do sujeito e do seu meio.
Psicopedagogia herda o velho problema do paralelismo psicofísico, um dualismo que ora privilegia o físico (observável), ora o psíquico (a consciência).
Descreve três etapas de trabalho e método: a) indiscriminação; 2) dissociação e 3) integracionista ou síntese.
O período da indiscriminação foram os anos de confusão quanto à posição teórica em relação ao objeto de estudo e estratégias para o reconhecimento da realidade.
No período de dissociação utilizava as teorias psicanalíticas e piagetiana, que lhe explicaram os aspectos afetivos e cognitivos.
E na terceira etapa caracteriza-se por uma tendência integracionista (engloba todas as teorias)

[...] O autor expõe três grandes itens: questões prévias, definições conceituais e a delimitação dos problemas de aprendizagem. Questões prévias seriam divididas em: as diferenças entre o objeto de estudo e a realidade, a localização histórica da concepção para a delimitação e a caracterização desta concepção em termos teóricos, metodológicos e epistemológicos. Sobre as diferenças entre objetivo e realidade leva em conta o objeto e seus estados (aprendizagem e seus estados normais e pedagógicos). O período da epistemologia convergente se inicia a partir do momento em que alguns cientistas da psicologia abandonam suas trincheiras e penetram no conhecimento dos outros, no momento integracionista que é desenvolvido por diversos grupos que entendem a integração de diferentes formas. [...]


[...] O autor analisa as duas fontes e comentas as semelhanças e diferenças. Segundo ele, o obstáculo epistemológico consiste na resistência a aceitar todo o conhecimento que se encontre em contradição com o modo de que uma cultura tem de perceber a realidade. O objeto não produz este tipo de obstáculo. O obstáculo epistemofílico consiste na dificuldade para aceitar todo novo conhecimento, por medo à indiscriminação, ataque ou perda. Não desenvolver determinados esquemas de ação também é conseqüência da incidência cultural e do objeto. [...]


[...] A aprendizagem pode adotar três grandes formas: normal, patogênica e patológica. A aprendizagem normal é aquela que permitirá aquisições ulteriores positivas, a patogênica consiste em um modo que possui a possibilidade de adoecer, e a patológica é uma aprendizagem doente e a adoecedora. Seu modelo preventivo, de acordo com a Epistemologia Convergente, divide-se em: prevenções primárias e secundária em duas substâncias. A prevenção primária possui dois níveis, o primeiro com tendência a manter o conjunto de condições ótimas de aprendizagem, e o segundo, dedicado a controlar os fatores patógenos do indivíduo e do meio. [...]

Estes documentos podem interessar a você

A psicopedagogia e a atuação do psicopedagogo

 Psicologia e letras   |  Psicologia   |  Estudo   |  30/11/2006   |  BR   |   .doc   |   20 páginas

Mais Vendidos psicologia

O Complexo Materno e seus Aspectos Psicológicos

 Psicologia e letras   |  Psicologia   |  Estudo   |  15/01/2012   |  BR   |   .doc   |   7 páginas

Uma reflexão sobre a depressão e as suas principais causas na abordagem cognitiva comportamental

 Psicologia e letras   |  Psicologia   |  Estudo   |  03/11/2008   |  BR   |   .doc   |   17 páginas