Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Administração de creches

Informações sobre o autor

A
Nível
Especializado
Estudo seguido
A

Informações do trabalho

Marta O.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
16 páginas
Nível
Especializado
Consultado
3 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Histórico de creche
  2. Projeto psicopedagógico
  3. A importância da família
    1. A importância da equipe multiprofissional
  4. Responsabilidade social

Houve tempos em que a infância foi, não somente ignorada, mas também rejeitada e, absolutamente, desprezada por toda a sociedade, no que diz respeito às suas crenças, seus valores e seus costumes, e isso inclui a Igreja e o Estado, que por extensos períodos da história entrelaçaram seus poderes, como uma só figura, sem maiores ou mais explícitas definições de limites de função e poder social.
Até hoje nos surpreendemos com o desrespeito em relação à criança em algumas sociedades. Dados levantados pelo Centro de Estudos e Atendimento à Criança, da USP, confirmam essa tendência e ainda apontam a porcentagem de 75% de abusos sexuais realizadas contra meninas, ocorridos dentro da própria casa. A ciência de hoje comprova que o amor e dedicação dos pais biológicos tem que ser mais questionados e investigados, em vez de aceitos como verdades absolutas, e que o decantado amor materno é, no mínimo, sujeito a dúvidas.
O amor materno foi difundido e mitificado como instinto da natureza feminina ?normal?, mas, na verdade, foi inventado e fervorosamente enaltecido pelo autoritário poder masculino, na busca da sua autopreservação, e tem apenas dois séculos incompletos da idade, o que é muito pouco para uma civilização que só na contagem da era cristã, já completa dois milênios.
Considero de importância capital os educadores e planejadores das políticas sociais e educacionais que ajudarão a esculpir nosso futuro conhecerem as reais motivações que se escondem nas raízes da história da educação infantil, a fim de admitirem e se conscientizarem a respeito do quanto ela foi e, ainda continua sendo, viçosa e manipulada como meio ilícito de adultos, de origem política ou religiosa, se manterem no poder.

[...] Projeto psicopedagógico As creches estão se despindo do seu caráter assistencialista e tomando para si atribuições de funções educacionais. O fio condutor que tece as ligações entre os diferentes projetos é a busca de um planejamento pedagógico participativo afinado com os desafios e necessidades da educação na contemporaneidade. Neste sentido, cada projeto é todo e parte, comum a estrutura hipertextual e requer novas formas de comunicação e atuação dos participantes. Por isso, as atividades psicopedagógicas devem ser, em tudo, semelhantes a uma boa escola de educação infantil embora gozando de maior informalidade, devem ser planejadas e controladas com profissionalismo. [...]


[...] O trabalho do educador consistirá, basicamente, em selecionar os estímulos adequados à promoção do seu desenvolvimento, tendo sempre em mente a criança como um todo indivisível, peculiar e único, sua potencialidades e suas dificuldades, tendo por objetivo o desenvolvimento de suas potencialidades e o encorajando para vencer eventuais dificuldades, valorizando mais a integridade psicológica da criança do que uma visão centrada em características isoladas de sua personalidade. Por mais diferentes que possam ser os educadores entre si, um ponto comum deve caracterizar a sua ação: o de centrar-se sobre o desenvolvimento da criança, importando-se mais com sua segurança afetiva básica, como fator essencial ao desenvolvimento, do que com qualquer outro objetivo. [...]


[...] Suas atribuições são: Observar o comportamento das crianças, dentre de situações espontâneas de sua vida na creche, com vistas a detectar algum eventual desvio de desenvolvimento e possibilitar a sua prevenção. Levantar dados sobre o desenvolvimento da criança, com o objetivo de melhor orientar os que lidam diretamente com ela. Atender as crianças que exigem cuidados especiais, assim como orientar seus familiares. Manter a direção pedagógica informada dos casos e procedimentos prescritos. Elaborar fichas, formulários e demais formas de registros que auxiliem o armazenamento de dados relativos à histórias de casos. [...]

Mais Vendidos assuntos sociais

Resenha do livro "A cultura do dinheiro" de Fredric Jameson

 Sociedade   |  Assuntos sociais   |  Fichamento   |  17/10/2006   |  BR   |   .doc   |   5 páginas

Últimos trabalhos assuntos sociais

Como Trabalhar com a Sexualidade de um Aluno Especial

 Sociedade   |  Assuntos sociais   |  Estudo   |  30/12/2012   |  BR   |   .doc   |   26 páginas

A História da Globalização

 Sociedade   |  Assuntos sociais   |  Estudo   |  03/11/2011   |  BR   |   .doc   |   8 páginas