Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Análise do desenvolvimento social, político, e econômico brasileiro e do serviço social: os primeiros passos do serviço social

Informações sobre o autor

 
Nível
Para todos
Estudo seguido
assuntos...
Faculdade
Unopar

Informações do trabalho

Aline C.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
6 páginas
Nível
Para todos
Consultado
1 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. A história de Formosa

O período que compreende o ano de 1930 a 1940 apresenta um país em processo de mudança política, social e economicamente, obrigando a reajustar-se as novas tendências ou encarar um profundo caos, como solução para algumas das dificuldade presentes nesta época surge o Serviço Social.
A contínua história brasileira em meio a avanços e recúos, vê o recém formado Serviço Social como forma fundamental para enfrentar as crises que atingiam a massa e têm como solução o rápido desenvolvimento da área para melhor auxiliar a contenção da massa e avanço de um país que buscava equilíbrio entre a base do governo, sendo assim institucionalizado o serviço social, e criado escolas para qualificar e especializar o que antes era visto como filantrópico e agora atuava profissionalmente e de distinta importância.
O Serviço Social surgiu na década de 1930 a 1940, em um momento de grandes transformações econômica, política e social na socidade brasileira, e como muitas outras profissões surgiu porque houve demanda de trabalho e a sociedade necessitou dos trabalhos desenvolvidos pelo mesmo.
O Brasil estava passando por um processo de urbanização devido o a industrialização adotada como solução para recuperar o capital, esse projeto foi a forma que Getulio Vargas encontrou para ajudar a solucionar os problemas econômicos deixados pelo governo que o antecedeu. A sua intenção era colocar para funcionar um novo modelo de produção para a retomada da taxa de lucro (CIVITA, 1980).
O Brasil passava por um período de transição, um país totalmente agrário com a maior parte da população residente no campo, passa a ser indústrializado. Devido a mecanização das atividades rurais juntamente com a oferta de trabalho que surge com a industrialização, houve uma expulsão de enormes contigentes de trabalhadores rurais que rumaram em direção as grandes cidades, onde visavam melhores condições de vida (GOES et al., 2008), o êxodo rural ocorreu de forma repentina e desordenada. Pelo fato do processo de industrialização estava em seu início e a procura de emprego nas indústrias eram muitas, a oferta não absorveu todas as pessoas que vinham da zona rural e os que foram absorvidos pelas fábricas eram submetidos a duras jornadas de trabalho por baixos salários.
O estudo da história do Serviço Social nos apresenta um background marcante de uma sociedade capitalista a beira de um colapso, tendo como alternativa inadiável e indispensável o desenvolvimento técnico e profissional do assistente social.
Devido as grandes necessidades existente na década, fez-se necessário a institucionalização da profissão, que sempre esteve ligada a igreja católica, com o passar do tempo percebeu-se que só a base religiosa não era suficiente, exigia-se conhecimento mais profundo para atender as necessidades da sociedade e com isso surge as escolas de formação em Serviço Social.

[...] Surgiu primeiramente em São Paulo as intituições de ensino que capacitou os primeiros profissionais da área, posteriormente esteve também surgindo no Rio de Janeiro onde se desenvolveu significativamente. O surgimento do Serviço Social e sua institucionalização foi de grande importância tanto para década de 1930 como para as que estariam por vir, haviam deficiências na sociedadade naquele momento que através do Serviço Social foi sanado ou amenizado. REFERÊNCIAS CÌVITA, Victor. Nosso Século: 1930/1945. São Paulo: Abril GOES, S.; ALBIAZZETTI,G.; APARECIDA, L.; GLICÈRIO, L.; ANTONIA, L.; APARECIDA, V.; FRANCO, J.; Serviço Social: Formação Básica [...]


[...] Mas, o assistente social também ocupava outros espaços profissionais em grandes organizações, como as associações patronais da Indústria (Serviço Social da Indústria e Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) e do Comércio (Serviço Social do Comércio e Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial), que empregavam grande número de assistentes sociais para atuar junto aos trabalhadores da Indústria e do Comércio. Essa foi uma porta de entrada para o trabalho dos profissionais nas grandes empresas, sendo contratados diretamente por essas organizações. CONSIDERAÇÕES FINAIS O estudo da história do Serviço Social nos apresenta um background marcante de uma sociedade capitalista a beira de um colapso, tendo como alternativa inadiável e indispensável o desenvolvimento técnico e profissional do assistente social. [...]

Mais Vendidos assuntos sociais

Resenha do livro "A cultura do dinheiro" de Fredric Jameson

 Sociedade   |  Assuntos sociais   |  Fichamento   |  17/10/2006   |  BR   |   .doc   |   5 páginas

Últimos trabalhos assuntos sociais

Como Trabalhar com a Sexualidade de um Aluno Especial

 Sociedade   |  Assuntos sociais   |  Estudo   |  30/12/2012   |  BR   |   .doc   |   26 páginas

A História da Globalização

 Sociedade   |  Assuntos sociais   |  Estudo   |  03/11/2011   |  BR   |   .doc   |   8 páginas