Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

O serviço social na sociedade capitalista: o debate entre as perspectivas conservadora e histórico-crítica

Informações sobre o autor

ASSISTENTE SOCIAL EM UNIDADE HOSPITALAR ONCOLOGICA
Nível
Especializado
Estudo seguido
ESPECIALIST...

Informações do trabalho

Valéria O.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
pdf
Tipo
estudo
Número de páginas
7 páginas
Nível
Especializado
Consultado
786 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Introdução
  2. Responsabilidade civil
    1. O termo responsabilidade
    2. Responsabilidade civil
    3. Responsabilidade subjetiva
    4. Responsabilidade objetiva
  3. Infortunística
  4. Acidente de trabalho - odontologia

O que é o Serviço Social, como surgiu, a quem serve, porque surgiu, que forças concorreram no seu surgimento, qual a função concreta do Serviço Social, e por ter surgido no seio da Igreja Católica, com as protoformas neotomistas, não poderíamos considerar que a profissão é a caridade profissional? Estas perguntas freqüentemente aparecem não só no meio acadêmico como também nos diversos campos de atuação profissional. Carlos Montaño (1998) em seus estudos sobre a natureza do Serviço Social apresenta duas teses claramente opostas sobre a natureza profissional: Perspectiva Endógena e Perspectiva Histórico-crítica. Neste texto, a parti da reflexão de diversos autores, pretendemos neste texto identificar o papel e a natureza do Serviço Social, tomando como base as duas perspectivas, levantadas por Montaño, sobre a institucionalização e legitimação da profissão no Brasil.

[...] CONCLUSÃO Como vimos, a diferença básica entre as duas perspectivas é que na Conservadora a profissão é vista a partir dela mesma, na qual o tratamento teórico conferido ao Serviço Social lhe permite uma autonomia histórica referente às classes, as lutas de classes e a sociedade. Enquanto que na histórico-crítica a profissão é entendida como subproduto da síntese dos projetos políticos-econômicos, e está situada na sociedade capitalista como um elemento que participa das relações de classes e das contradições nelas existente. [...]


[...] Unindo-se ao estado e a Igreja, como poderes organizados, a classe dominante procurava conceber estratégias, como força disciplinadora e desmobilizadora do movimento proletário Neste contexto, a Igreja através de suas ações em obras assistenciais, implementadas, com o objetivo de solidificar sua penetração entre os setores operários, influi na fundação das primeiras escolas de Serviço Social no país, tendo inicialmente a influencia do Serviço Social europeu e mais tarde do Serviço Social norte-americano com uma base ética filosófica neotomista e princípios oriundos de uma moral religiosa, particularmente da Ação Católica. [...]

Mais Vendidos assuntos sociais

Resenha do livro "A cultura do dinheiro" de Fredric Jameson

 Sociedade   |  Assuntos sociais   |  Fichamento   |  17/10/2006   |  BR   |   .doc   |   5 páginas

Últimos trabalhos assuntos sociais

Como Trabalhar com a Sexualidade de um Aluno Especial

 Sociedade   |  Assuntos sociais   |  Estudo   |  30/12/2012   |  BR   |   .doc   |   26 páginas

A História da Globalização

 Sociedade   |  Assuntos sociais   |  Estudo   |  03/11/2011   |  BR   |   .doc   |   8 páginas