Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

A relação entre as regiões naturais da terra e a preservação da biodiversidade e dos mananciais

Informações sobre o autor

A
Nível
Especializado
Estudo seguido
A

Informações do trabalho

Marta O.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
dissertação
Número de páginas
7 páginas
Nível
Especializado
Consultado
66 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Introdução
  2. Caracterização das regiões naturais
    1. Florestas equatoriais
    2. As savanas
    3. Desertos
    4. Florestas das zonas temperadas
    5. Estepes
    6. Regiões polares
  3. A preservação da biodiversidade e dos mananciais

A superfície da Terra apresenta os mais variados aspectos regionais. Pela ação do clima e da natureza do solo, se constituem as diversas roupagens de vegetação que, revestindo a paisagem, dão individualidade às chamadas regiões naturais. Castro (1966) define uma região natural como:

[] uma área geográfica individualizada e caracterizada por um conjunto peculiar de condições climáticas, estrutura geográfica, circulação de água e distribuição dos seres vivos. Quando duas regiões distantes apresentam profundas analogias sob esses diversos aspectos, pode-se presumir que se trate de um mesmo tipo de região natural. Assim compreendido, não se pode confundir a individualidade geográfica - região natural - com a unidade política-nação - nem com a unidade cultural-povo (p. 16).

Dadas as mais variadas e possíveis combinações dos elementos de ordem geológica e climatérica, compreende-se que a paisagem natural do mundo seja tão polimorfa, apresentando uma infinidade de tipos regionais, diferenciados uns dos outros em um ou mais de seus aspectos característicos. Pode-se, no entanto, sistematizar toda essa escala de tipos, num certo número de padrões de paisagens típicas, que exprimam o seu conjunto de principais quadros naturais da Terra.
A superfície da Terra apresenta-nos, pelo menos, seis tipos bem diferenciados de regiões naturais, ou seja, de quadros geográficos tipicamente organizados: Florestas Equatoriais, Savanas, Desertos, Florestas de Zonas Temperadas, Estepes e Regiões Polares.

[...] São as extensas savanas do Sudão, que são recobertas, no inverno, por algumas ervas, e onde são destacadas, de longe em longe, os vultos gigantescos do que é uma espécie vegetal de porte soberbo, com uma altura que varia de 20 a 30 metros, e o tronco dividido em gordos galhos, com folhas distribuídas apenas nas últimas ramificações, apresentando um aspecto altamente decorativo. Na paisagem brasileira o baobab é substituído pelo umbuzeiro e pelo juazeiro. Existem outros tipos de Savana, tendendo ao deserto (clima semi- árido) onde abundam as plantas xerófitas (cactos) e outros vegetais, de folhas caducas, ficando a terra, nos períodos de longas estiagens, inteiramente despida de verde. [...]


[...] Aos primeiros raios do sol quente, as sementes germinam e a planície irrigada com a água de fusão da neve se reveste de uma vegetação herbácea, que cresce com ímpeto, para logo depois amarelar e secar. Apresenta, assim, a estepe, uma paisagem de cor muito campiante, variando do verde ao cinza sujo, através das estações, com tons intermediários de amarelo queimado, de rosa e de lilás. Há um tipo sui-generis de estepe que é o das terras salgadas, no Turquestão (VESENTINI, 1999). [...]


[...] O que pode ajudar na busca de soluções para a preservação é a comparação entre as grandes regiões do mesmo ambiente, como as savanas africanas, uma formação aberta da Austrália e o cerrado brasileiro. Embora semelhantes, essas regiões naturais têm suas particularidades biológicas o cerrado, por exemplo, tem mais diversidade de plantas, enquanto a savana apresenta mais espécies de mamíferos e as populações que vivem em cada uma dessas áreas têm modos de vida muito diferentes. A maioria dos brasileiros vive sobre a antiga Mata Atlântica e o custo para a sua recuperação é bastante alto. [...]

Últimos trabalhos ecologia/meio ambiente

Engenharia e sustentabilidade: O que fazer pelo Brasil sustentável neste mundo globalizado

 Sociedade   |  Ecologia & meio ambiente   |  Estudo   |  02/06/2011   |  BR   |   .doc   |   10 páginas

Crimes Ambientais e o Meio Ambiente

 Sociedade   |  Ecologia & meio ambiente   |  Estudo   |  18/05/2011   |  BR   |   .doc   |   13 páginas