Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Cemitérios em áreas urbanas e os impactos ambientais provocados

Informações sobre o autor

A
Nível
Especializado
Estudo seguido
A

Informações do trabalho

Marta O.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
dissertação
Número de páginas
17 páginas
Nível
Especializado
Consultado
4 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Introdução
  2. Objetivos
  3. Microbacias
  4. Agua subterrânea
  5. Processos de decomposição dos cadáveres
    1. Putrefação
    2. Saponificação
  6. Doenças transmitidas pela poluição das águas
    1. métodos preventivos de contaminação da água subterrânea por cemitérios

Cada vez mais se reconhece a importância do meio ambiente, a necessidade de não se desperdiçar água, não poluir, enfim, de preservar a natureza. No entanto, poucos estudos existem com relação aos impactos que os cemitérios podem causar ao meio ambiente.
Esse é um assunto que sempre gera controvérsias porque há uma peculiaridade dos cemitérios em relação a outras atividades urbanas potencialmente impactantes; é que o sepultamento tem conotações culturais e religiosas diversas e devem ser respeitadas.
Pacheco (1986) diz que a presença de cemitérios nas imediações ou interior das cidades podem gerar impactos psicológicos e físicos.
Os impactos psicológicos podem ser o medo da morte e outras superstições que afastam as pessoas de residirem em locais próximos aos cemitérios. Mas, são os impactos físicos o objeto de estudo deste trabalho, o qual considera como o mais significativo, o risco de contaminação das águas superficiais e subterrâneas. Assim, procurou-se analisar de que forma os cemitérios podem poluir as águas.
Este trabalho, em primeiro lugar, faz um pequeno histórico sobre os cemitérios e da tradição de enterrar. Logo após, enfoca as microbacias e as águas subterrâneas para em seguida abordar a contaminação da água e do solo pelos cemitérios de uma forma geral, passando pelos processos de decomposição dos cadáveres, pelas doenças de veiculação hídrica, até chegar aos métodos preventivos contra a contaminação da água subterrânea em cemitérios.

[...] Isso pode, dependendo da litologia ou do nível do lençol freático, infiltrar no solo e atingir os aqüíferos, provocando impactos ambientais de grandes proporções. Entre eles, as doenças de veiculação hídrica, que pode trazer riscos significativos à saúde humana às vezes, determinar a causadora pode ser um tanto complicado. Um outro ponto possível de verificar com esta pesquisa é que um problema ambiental sempre está além das causas naturais, por trás há sempre questões sociais e políticas. A Geografia pode contribuir, e muito na resolução dos problemas ambientais, pois, essa ciência tem o privilégio de estudar tanto a natureza, como a sociedade, buscando as causas sociais dos problemas ligados ao ambiente natural. [...]


[...] O CONSELHO NACIONAL DO MEIO AMBIENTE-CONAMA, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela Lei n o de 31 de agosto de 1981, regulamentada pelo Decreto n o de 6 de junho de 1990, e tendo em vista o disposto em seu Regimento Interno, Anexo à Portaria n o 499, de 18 de dezembro de 2002, e Considerando a necessidade de regulamentação dos aspectos essenciais relativos ao processo de licenciamento ambiental de cemitérios; Considerando o respeito às práticas e valores religiosos e culturais da população; e Considerando que as Resoluções CONAMA n os 001, de 23 de janeiro de 1986 e 237, de 19 de dezembro de 1997, indicam as atividades ou empreendimentos sujeitos ao licenciamento ambiental e remetem ao órgão ambiental competente a incumbência de definir os critérios de exigibilidade, o detalhamento, observadas as especificidades, os riscos ambientais e outras características da atividade ou empreendimento, visando a obtenção de licença ambiental; Considerando que o art da Resolução CONAMA n o 237, de 1997, permite a criação de critérios para agilizar e simplificar os procedimentos de licenciamento ambiental das atividades e empreendimentos similares, visando a melhoria contínua e o aprimoramento da gestão ambiental, resolve: Art o Os cemitérios horizontais e os cemitérios verticais, doravante denominados cemitérios, deverão ser submetidos ao processo de licenciamento ambiental, nos termos desta Resolução, sem prejuízo de outras normas aplicáveis à espécie. [...]


[...] Por outro lado, os compostos voláteis e os gases migram mais rapidamente em direção à superfície através do solo não- saturado. A capacidade de retenção é inversa à permeabilidade. Pacheco (1986) afirma que: o coeficiente de permeabilidade das areias grossas e cascalhos variam de acordo com a granulometria, a infiltração de material contaminante em um terreno arenoso se faz com a velocidade de um milhão de vezes superiores às que ocorrem nas argilas. Portanto a capacidade de retenção do solo é função de um conjunto de condições. [...]

Últimos trabalhos ecologia/meio ambiente

Engenharia e sustentabilidade: O que fazer pelo Brasil sustentável neste mundo globalizado

 Sociedade   |  Ecologia & meio ambiente   |  Estudo   |  02/06/2011   |  BR   |   .doc   |   10 páginas

Crimes Ambientais e o Meio Ambiente

 Sociedade   |  Ecologia & meio ambiente   |  Estudo   |  18/05/2011   |  BR   |   .doc   |   13 páginas