Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Aderência e manutenção da prática de musculação em academias

Informações sobre o autor

 
Nível
Para todos
Estudo seguido
educação...
Faculdade
FEFISO

Informações do trabalho

Rubens G.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
dissertação
Número de páginas
18 páginas
Nível
Para todos
Consultado
0 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Academias de musculação
  2. Atividade Física e musculação
  3. Aderência e manutenção

Devido aos inúmeros fatores que influenciam negativamente a saúde da população atual, a procura pela prática de exercício físico tem aumentado grandemente. O estresse urbano, o sedentarismo, má alimentação e outros fatores levam as pessoas a procurarem formas de minimizar esses efeitos deletérios da qualidade de vida. Este interesse na busca por melhor qualidade de vida tem aumentado esta procura por atividade física. Esta busca por atividade física pode ser realizada em instalações esportivas convencionais ou mesmo aqueles realizados em contato direto com a natureza. Na presente revisão, o foco de interesse foram os exercícios físicos realizados em academias de ginástica, mais especificamente com relação aos programas de musculação. Sob essa ótica de reflexão, as academias de exercícios físicos são espaços urbanos ideais para a o ritmo acelerado da sociedade atual, representando uma ótima opção de prática regular, o que tem um papel decisivo no contexto na melhoria do bem estar geral (SABA, 2001).
Além do fator saúde, a mídia contribuiu e continua a exercer influência sobre a motivação por trás da aderência e manutenção as academias de musculação. A compreensão das estratégias adotadas pela mídia quanto à promoção de um estereótipo corporal permite um aprofundamento na questão motivação para a prática de atividade física (SERRA & SANTOS, 2003).

[...] Objetivo geral Analisar os principais fatores de aderência e manutenção de programas de musculação em academias Objetivos específicos Verificar sobre a freqüência semanal e tempo de prática; Verificar sobre quais são os estímulos para o início; Verificar sobre os motivos de aderência e manutenção para a prática Hipótese Existem inúmeros motivos que levam os indivíduos à aderência e manutenção na prática de musculação em academias, por tempo considerável, como a mídia, reabilitação, bem-estar geral, redução dos níveis de estresse, melhoria da flexibilidade, melhoria da capacidade cardiorrespiratória, influencias sociais e qualidade de vida, a estética encontra papel destacado. [...]


[...] A Musculação cresceu fora da profissão de Educador Físico, já nos fins dos anos 30 e início dos anos 40, com isso poucas Universidades e praticamente nenhum Colégio Escolar incluía o treinamento com pesos em seus programas de Educação Física. Entretanto, a partir da II Guerra Mundial esta atividade começou a ser aceita e valorizada nos programas de condicionamento físico (DANTAS, 1994). Inúmeras evidências epidemiológicas dão respaldo conceito que o exercício regular e a adoção de um estilo de vida ativo, são necessários para a promoção da saúde e qualidade de vida. [...]


[...] Dessa forma, a musculação tem representado, muitas vezes, uma porta de entrada para a atividade física, uma forma de conscientizar os alunos de que através da musculação não há só melhora nos padrões estéticos, mas há também melhoras em termos de saúde (BITTENCOURT, 1984) METODOLOGIA 3.1 Tipo de pesquisa Descritiva Descrição da população Praticantes de musculação de várias academias de Sorocaba Seleção da amostra Foram selecionados para entrevista alunos, sendo 15 do gênero masculino e 15 do gênero feminino, com idades entre 18 e 50 anos, de várias academias da cidade de Sorocaba Instrumento para coleta de dados Questionário fechado Estratégia para coleta de dados Foi aplicado um questionário para os praticantes das academias, com perguntas sobre tempo de prática, freqüência semanal, estímulos para o início da prática, motivos à aderência e motivos a se manterem ativos Análise dos dados Os dados obtidos através do questionário (respostas) foram calculados e as freqüências das respostas foram convertidas em porcentagens a serem expressas graficamente RESULTADOS E DISCUSSÃO A amostragem contou com a participação de 30 praticantes de musculação, sendo 15 mulheres com idade entre 20 e 37 anos, e 15 homens com idade entre 18 e 50 anos. [...]

Últimos trabalhos educação física

Avaliação Física Escolar: Uma Identidade Urgente Para A Prática Da Educação Física

 Sociedade   |  Educação física   |  Artigo   |  08/12/2010   |  BR   |   .doc   |   4 páginas

Futsal como tema na educação física escolar

 Sociedade   |  Educação física   |  Estudo   |  27/02/2010   |  BR   |   .doc   |   11 páginas