Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Insuficiência Renal Aguda

Informações sobre o autor

 
Nível
Para todos
Estudo seguido
medicina
Faculdade
UFPE

Informações do trabalho

Ana Paula D.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
.ppt
Tipo
estudo
Número de páginas
32 diapositivo
Nível
Para todos
Consultado
134 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Definição
  2. Incidência
  3. Classificação
    1. Pré-renal
    2. Renal propriamente dita ou intrínseca
    3. Pós-renal
  4. Fisiopatogenia
    1. IRA Pré-renal
    2. IRA Intrínseca
    3. IRA Pós-renal
  5. Diagnóstico clínico
    1. História Clínica
  6. Principais sinais e sintomas da uremia aguda
  7. Diagnóstico clínico
    1. Exame físico
  8. Diagnóstico
  9. Como proceder diante de um paciente com suspeita de IRA Pré-renal hipovolêmica
  10. Diagnóstico por Imagem
  11. Tratamento clínico
  12. Tratamento
    1. IRA Pré-renal
    2. IRA Pós-renal
    3. IRA Intrínseca
  13. Prevenção da NTA
  14. Prognóstico da NTA
  15. Fatores preditores de mau prognóstico na NTA
  16. Tratamento Dialítico
    1. Indicações de diálise

IRA é a redução aguda da função renal em horas ou dias. Refere-se principalmente a diminuição do ritmo de filtração glomerular, ocasionando retenção de escórias nitrogenadas, como uréia e creatinina, porém, ocorre também disfunções no controle do equilíbrio hidroeletrolítico e ácido-básico. Podem ocorrer alterações hormonais, como a deficiência de eritropoetina e de vitamina D. Incidência A IRA complica cerca de 5% das internações hospitalares e 30% das admissões em UTI Mortalidade: varia de 20 a 70% Mais comum em idosos com doenças crônicas prévias, quadros clínicos graves e com insuficiências orgânicas múltiplas.

[...] Assim como podem acelerar a melhora da função renal na nefrite intersticial aguda fármaco-induzida. Na S. da lise tumoral: alopurinol e bicarbonato Na intoxicação por etilenoglicol: infusão de etanol Na NTA oligúrica o objetivo do tratamento é a otimização da volemia e do estado hemodinâmico do paciente. O uso de dopamina deve ser desencorajado e quanto a furosemida é controverso. Fazer 100-200mg de dose de ataque máxima e manter 0,3-0,6mg/Kg/h. Insuficiência Renal Aguda Prevenção da NTA Aminoglicosídeos: dose única diária possui eficácia equivalente à posologia convencional, mas com menos nefrotoxicidade Correção das drogas na vigência de IR Hidratação venosa com SF ou 0,45% 1mL/kg/h 12h antes e 12h após a ingestão de contraste iodado para diabéticos e renais crônicos Em caso de trauma muscular: SF 1,5L/h nas primeiras 3h do trauma evitar lesão por rabdomiólise Lesão renal por ác. [...]


[...] Insuficiência Renal Aguda Incidência A IRA complica cerca de das internações hospitalares e 30% das admissões em UTI Mortalidade: varia de 20 a 70% Mais comum em idosos com doenças crônicas prévias, quadros clínicos graves e com insuficiências orgânicas múltiplas. Insuficiência Renal Aguda Classificação A IRA pode ser classificada em três categorias: Pré-renal, causada por diminuição do fluxo renal (60 a 70% dos casos); Renal propriamente dita ou intrínseca, quando há lesão do parênquima renal (25 a 40% dos casos); Pós-renal, secundária à obstrução das vias urinárias a 10% dos casos). [...]

Estes documentos podem interessar a você

Insuficiência renal

 Biologia e medicina   |  Enfermagem   |  Estudo   |  25/09/2006   |  BR   |   .doc   |   11 páginas

Insuficiência renal aguda Nefrotóxica

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Estudo   |  03/04/2007   |  BR   |   .ppt   |   49 páginas

Últimos trabalhos educação física

Avaliação Física Escolar: Uma Identidade Urgente Para A Prática Da Educação Física

 Sociedade   |  Educação física   |  Artigo   |  08/12/2010   |  BR   |   .doc   |   4 páginas

Futsal como tema na educação física escolar

 Sociedade   |  Educação física   |  Estudo   |  27/02/2010   |  BR   |   .doc   |   11 páginas