Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Brincadeiras e jogos no processo educativo

Informações sobre o autor

fisioterapeuta da apae - professor
Nível
Especializado
Estudo seguido
fisioterape...

Informações do trabalho

Giovani O.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
artigo
Número de páginas
4 páginas
Nível
Especializado
Consultado
0 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Brincadeiras e jogos no processo educativo

Para compreendermos os modelos educacionais principalmente nas duas últimas décadas do século xx, em que se concretiza vária mudança no campo econômica, político e cultural.
Tanto a educação nova como a tradicional tem em comum a concepção de que a educação como desenvolvimento individual.
O traço mais marcante da educação nesse século é o deslocamento de enfoque, passando do individual para o social.
Nota-se esse traço na educação atual quando se analisa a pedagogia institucional.
A educação no século xx tornou ?se permanentemente social. Não deixando de ressaltar as imensas diferenças entre as regiões e paises, entretanto as idéias de que não há idade para se educar, de que a educação se estende pela vida e que ela não é neutra, é universalmente difundida.
Na segunda metade desse século, educadores e políticos imaginaram uma educação internacionalizada.

[...] No contexto atual a educação opera com uma linguagem escrita e a nossa sociedade vive ?bombardeada? de uma linguagem nova que é a da televisão e da internet.Essa cultura do papel talvez represente o maior obstáculo ao uso intensivo da internet ou de outras tecnologias tão comum no nosso dia a dia, fato que pode ser observado nos jovens que tem maior facilidade com essa nova linguagem, pois já estão nascendo com essa nova cultura, a cultura digital. Os sistemas de educação não conseguiram avaliar, ainda, o impacto dessa nova cultura digital mais algumas observações podem ser feitas.Graças a esse meio é possível lugares longes dos grandes centros urbanos receberem informações antes restritas ao centro acadêmicos, fato que favorece a formação e atualização de profissionais em especial na área da educação.Devemos ter em mente que a função da escola, na atualidade será cada vez mais de ensinar a pensar criticamente, e para isso é fundamental o domínio de novas tecnologias já que esta presente na sociedade como um todo. [...]


[...] Vamos ressaltar a ampliação do ensino fundamental de oito para nove anos.Conforme pesquisas feitas recentemente 81,7% das crianças de seis anos estão na escola, sendo que 38,9% freqüentam a educação infantil as classes de alfabetização e 29,6% já estão no ensino fundamental.Esse dado pode reforçar o propósito da educação fundamental para nove anos, uma vez que permite ampliar o número de crianças incluídas no sistema educacional.Essa medida pode levar a uma escolarização mais construtiva, isto porque a adoção de um ensino obrigatório de nove anos iniciado ao seis anos de idade pode contribuir para uma mudança na cultura e estrutura escolar. [...]

Estes documentos podem interessar a você

Indisciplina na adolescência

 Psicologia e letras   |  Psicologia   |  Tese   |  24/08/2009   |  BR   |   .doc   |   25 páginas

Cultura e ensino - o lugar do folclore na educação

 Sociedade   |  Educação   |  Dissertação   |  16/09/2009   |  BR   |   .doc   |   27 páginas

Mais Vendidos educação

A ética da educação

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  14/03/2007   |  BR   |   .doc   |   5 páginas

Cronologia educação no mundo no Brasil de 1500 a 2007

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  27/03/2008   |  BR   |   .pdf   |   96 páginas