Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

A arte vai à escola

Informações sobre o autor

Faculdade Pitágoras - E.E. Maria Luiza Miranda Bastos
Nível
Especializado
Estudo seguido
Licenciatur...

Informações do trabalho

Nubia R.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
dissertação
Número de páginas
14 páginas
Nível
Especializado
Consultado
0 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Literatura - Haikais
  2. O cinema na sala de aula
  3. Video
  4. Fotografia - Imaginar a imagem

Quando começamos a fazer a disciplina de prática transdiciplinares ainda não tínhamos idéia de como o curso se desenvolveria. No principio não havia um programa fixo, entretanto à medida que avançamos no curso percebemos que a proposta pedagógica iria ser construída a partir de nossa receptividade e participação nas aulas. Isso realmente foi gratificante porque tivemos a total liberdade de expor nosso ponto-de-vista e imprimir ao curso nossa perspectiva de exercício pedagógico.
Antes de abordar as temáticas trabalhadas no curso, é necessário que entendamos o conceito de práticas transdiciplinares. Segundo, o francês Basarab Nicolescu "Como o prefixo ?trans' indica, se refere ao que está, ao mesmo tempo, entre as disciplinas, através das diferentes disciplinas e além de todas as disciplinas. Seu objetivo é a compreensão do mundo presente, e um dos imperativos para isso é a unidade do conhecimento". Dessa forma, trabalhar transdiciplinarmente, a nosso ver, seria levar nossos alunos a buscarem uma maior compreensão do mundo e a articulação das diversas áreas do conhecimento. Assim, estaríamos atuando de forma a ampliar o universo cultural deles. Consideramos a perspectiva transdiciplinar muito ampla, entendemos que ela orienta não só a prática pedagógica mas indica o caminho para o conhecimento e para a criação de uma nova arte de viver. Essa abordagem, sem dúvida, prepara os sujeitos para atuarem socialmente.
Durante o curso foram abordadas temáticas muito interessantes que abrangem os diversos tipos de discursos, como, o literário, o cinematográfico, o publicitário. Para sintetizar poderíamos chamar o programa do nosso curso de: A arte vai à escola. Essa perspectiva é a que mais se aproxima do que realizamos nesse semestre em que estivemos juntos. A proposta de se trazer a arte para a sala de aula é interessante porém é imprescindível dar aos alunos as possibilidades de trabalharem com as linguagens contemporâneas da arte e suas mais diversas formas de manifestações. Compreendemos que os jovens estão, definitivamente, envolvidos com: fotografia, televisão, vídeo, cinema, vídeo-game, diferentes softwares para computadores, e as redes de comunicação. Incluiremos nessa lista o teatro, a pintura, a poesia.
Preparar cidadãos, para o futuro, significa preparar cidadãos para estarem cada vez mais envolvidos por essas, e outras, tecnologias. Esse é o principal objetivo da nossa prática docente, esperamos realiza-lo todos os dias no exercício de nossa profissão.
Este portifolio contará com os seguintes temas:
1. Literatura ? Haikais
2. O cinema na sala de aula
3. Vídeo
4. Fotografia ? Imaginar a imagem

ATIVIDADES LITERÁRIAS EM SALA DE AULA.

? HAIKAIS

O Haikai é uma pequena poesia com métrica e molde orientais, surgida no século XVI, muito difundida no Japão e vem se espalhando por todo o mundo durante este século. Possui uma longa história que retoma a filosofia espiritualista e o simbolismo Taoista dos místicos orientais e mestres Zen-budistas que expressam muito de seus pensamentos na forma de mitos, símbolos, paradoxos e imagens poéticas. Isto se deve à tentativa de transcender a limitação imposta pela linguagem usual e pensamento linear e científico que trata a natureza e o próprio ser humano como máquina. Na filosofia Zen, assim como no Haikai, é necessário ter introspecção e análise mais profunda fazendo-se perceber e descobrir curiosos e belos fatos naturais que de outra forma passariam despercebidos. O objetivo é capturar a essência do local numa poesia contemplativa e descritiva com grande valorização nos contrastes, na transformação e dinâmica, na cor, nas estações do ano, na união com a natureza, no que é momentâneo versus o que é eterno (ruptura do contínuo) e no elemento de surpresa.
Temáticas: Rural , rústico , vida no campo, budismo, estações do ano.
Verbos ? Presente (aqui/agora)
Exemplos de Haikais:
Hi, cais
avisto bem longe
sem definida forma
sinto que cheguei.
Pedra
Publicado no Recanto das Letras em 25/06/2007

?Atrasos do acaso
Cuidados que não quero mais
O que era para vir Veio tarde
E essa tarde não sabe
Do que o atraso é capaz?
Leminsk

?Apenas os bastões dos peregrinos
Se movem através
Do campo de verão?
Bachô

A proposta era para se produzir Haikais a partir das palavras abaixo:

? Personagens: eu, você, nós, mulheres, todos, amada, a noite, a vida, a morte, a estrada, o passarinho, a sorte.

? Substantivos: noite, rosa, pássaro, fonte, água, dia, estrela, segredos, estrada, manhã, lua, guerra, flor, ar, madrugada, fogo, sol, castelo de areia, sonho, cheiro, verão, amor, o nascer, lar, árvore, amanhecer, anoitecer, pedra, areia, neve, primavera, outono, rio, paz, música, inverno.

? Advérbio e adjetivos: suave, feliz, quente, diferente, ardente, tenaz, longe, irreverente, tristemente, além, aqui, capaz, lilás, azul, negro, tão perto, vermelho, aberto, pálido, calmo, fechado, frondosa, singelo, cansado, árduo, verde, branco, distante, baixinho, profundo, raso, fininho, cego, finalmente, noturno, mudo, surdo, cego, calado, audaz.

? Verbos: amo, odeio, calo, falo, canto, aparecer, abrir, fechar, voar, descubro, mentir, brilhar, ver, olhar, cheirar, levanto, sentir, sonhar, vislumbrar, renovar, reluzir, amanheço, escalar, andar, voltar, suspirar, enamora, cintila, rasgar, florescer, ultrapassar, penetrar, chegar, escrevo, enraizar, nadar, luto, chamo, levanto, canto, busco.

[...] A atividade consistia em se produzir um texto narrativo em cima das imagens que foram gravadas durante o intervalo das aulas. Em princípio fiquei constrangida por pensar que talvez nossos alunos possam não querer expor suas imagens. Mas ao final da atividade diante dos textos incríveis que foram produzidos por meus colegas, concluí que os fins justificam os meios. Texto produzido a partir do vídeo: A HORA DO INTERVALO É HORA DE . No elevador Jordana e Cleo descem para a hora do lanche, que para muitos não é só a hora do lanche. [...]


[...] Retomando a idéia de comunicação sensorial trabalhamos com o Cinema e Corpo, através do filme O Piano, podemos perceber através dessa atividade como podemos sentir fisicamente a experiência do cinema em nosso corpo. Além disso, há outras formas interessantes de se trabalhar essa arte na sala de aula. Basta usarmos nossa criatividade e trazer até nossos alunos as infinitas possibilidades que podem se desdobrarem em uma tela. Abaixo segue uma lista de filmes e das temáticas de cada um deles. [...]

Estes documentos podem interessar a você

A LDB e a educação dos alunos PNE (Portadores de Necessidades Especiais)

 História/geografia e idiomas   |  História   |  Estudo   |  23/11/2007   |  BR   |   .doc   |   6 páginas

Mais Vendidos educação

A ética da educação

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  14/03/2007   |  BR   |   .doc   |   5 páginas

Cronologia educação no mundo no Brasil de 1500 a 2007

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  27/03/2008   |  BR   |   .pdf   |   96 páginas