Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Creches devem ter um caráter assistencialista

Informações sobre o autor

autônoma
Nível
Especializado
Estudo seguido
Letras

Informações do trabalho

Montserrat C.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo dirigido
Número de páginas
16 páginas
Nível
Especializado
Consultado
2 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Introdução
    1. Justificativa do Tema
  2. Considerações gerais sobre creches
    1. O caráter assistencial das creches públicas
    2. Características da clientela da creches públicas a crianças de 0 a 06 anos.
  3. A creche e o atendimento integral à criança
    1. As políticas públicas e o caráter de assistência e/ou assistencialismo das creches
    2. A família, a criança e a creche
    3. O educador infantil e o seu papel educativo pedagógico na creche
  4. Conclusão
  5. Referências Bibliográficas


O desenvolvimento dessa pesquisa tem por objetivo compreender problemas que envolvem crianças de 0 à 06 anos, que passam o dia em uma creche aos cuidados de pessoas muitas vezes estranhas a elas e a seus familiares.
Como coordenadora de uma Creche Municipal, sinto-me no dever de saber e desenvolver mais profundamente sobre a problemática creche através de pesquisas para poder aperfeiçoar meu trabalho especialmente nesta visão assistencialista da creche.
Segundo a autora Judith Sena S. Santana no livro ?A creche sob a ótica da criança? e também de acordo com o Ministério da Saúde (Brasil 1989) creche é uma ?instituição? social dentro de um contexto de socialização complementar ao da família, deve proteger e propiciar cuidados diurnos integrais de higiene, alimentação, educação e saúde, em um clima afetivo, estimulante e seguro.
Por tudo isso é extremamente importante saber mais teoricamente sobre o assunto em estudo e tudo o que envolve a realidade da creche, podendo através da teoria e prática melhorar o cotidiano das crianças.
O estudo também busca desvendar até que ponto as creches públicas municipais devem ter um caráter assistencialista e como é possível funcionários oferecer um atendimento satisfatório atendendo as expectativas da família.
Nesse estudo foi pesquisado uma creche pública municipal de Salto de Pirapora, para saber sobre o caráter assistencialista, e o que a família espera desse atendimento para com seus filhos que ficam mais tempo na creche que em suas casas.
Através de referencial teórico e observação foi também analisado as características das creches públicas e sua atuação no atendimento integral a criança e a ação diante das políticas vigentes, analisando as expectativas dos familiares em relação ao atendimento a seus filhos.
Refletir sobre a postura e ação do educando com a criança e através de uma pesquisa de campo, apresentar a opinião e expectativas dos familiares em relação a uma creche municipal de Salto de Pirapora, São Paulo, também foi objetivo deste estudo.

[...] Pais, famílias, educadores, escolas e comunidade em geral devem refletir sobre este tema, e questionarem-se sobre a contribuição que cada um pode dar, para aproximar as famílias das escolas, partilhando experiências, e utilizando os recursos existentes, se quiserem realmente mudar a escola O educador infantil e o seu papel educativo pedagógico na creche. O profissional formado nos atuais cursos de Magistério com especialização em pré-escolar não está capacitado para responder às necessidades da criança pequena em ambiente de creche ou de pré-escola. [...]


[...] Espero que este estudo tenha trazido uma contribuição importante para minha formação e contribuição profissional e que os resultados obtidos possam também ser refletidos e utilizados por demais profissionais, companheiros de trabalho, significando não só um crescimento pessoal, mas também uma contribuição para um melhor atendimento integral as crianças que freqüentam a creche Considerações gerais sobre creches Durante muitos anos empregaram-se vários termos para designar as instituições encarregadas de prestar atendimento a crianças antes de seu ingresso na escola, sendo mais comuns: educação pré-escolar, pré-escola, pré-primário, centro pré-escola, escola maternal, jardim-de-infância, parque infantil, creche e educação infantil. [...]


[...] As creches deixam de ser apenas um lugar para abrigo e alimentação e passam a ser um espaço sócio-educativo integrado com as famílias Características da clientela da creches públicas a crianças de 0 a 06 anos. A Educação Infantil tem por finalidade criar condições para o desenvolvimento integral das crianças. Portanto, faz-se necessária uma prática educativa que propicie o desenvolvimento de cada capacidade: física, afetiva, cognitiva, ética, estética, de relação interpessoal e inserção social, devendo considerar diferentes habilidades, interesses e maneiras de aprender. [...]

Mais Vendidos educação

A ética da educação

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  14/03/2007   |  BR   |   .doc   |   5 páginas

Cronologia educação no mundo no Brasil de 1500 a 2007

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  27/03/2008   |  BR   |   .pdf   |   96 páginas

Últimos trabalhos educação

Literatura Infantil em Sala de Aula

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  03/07/2013   |  BR   |   .doc   |   10 páginas

Literatura Infantil

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  18/06/2013   |  BR   |   .doc   |   9 páginas