Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Indisciplina

Informações sobre o autor

autônoma
Nível
Especializado
Estudo seguido
Letras

Informações do trabalho

Montserrat C.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo dirigido
Número de páginas
18 páginas
Nível
Especializado
Consultado
511 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Reflexões teóricas sobre a indisciplina
  2. Cenas do cotidiano escolar
  3. Estratégias para enfrentar a indisciplina na sala de aula
  4. Análise dos dados coletados
    1. Amostragem
    2. Campo de pesquisa
    3. Instrumentos
    4. Procedimentos

A indisciplina tem representado uma das grandes dificuldades da escola contemporânea assim como é, hoje, um grande desafio a ser enfrentado pelo profissional docente.
A prática educacional, como toda e qualquer prática, faz surgir uma série de questões e especificamente no trato de problemas ligados à indisciplina levanta dificuldades que instigam freqüentemente os sujeitos envolvidos no processo educativo.
A temática desta investigação surgiu por se considerar que tal questão, no cotidiano das salas de aula, tem se constituído em uma das maiores dificuldades encontradas por muitos educadores em sua prática educativa.
Esta dificuldade se constitui em motivo de preocupação para instituições escolares, profissionais da educação de um modo geral, e pais. Esta realidade presente, nas salas de aula, tem deixado estes profissionais impotentes e sem saber o que fazer diante de tal preocupação.
Segundo estudos realizados por Rego (1996, p. 23), a questão tende a se agravar mais ainda, à medida que estudos e pesquisas sobre a indisciplina se mostram parciais e relativamente escassos.
Os profissionais da educação, em particular os professores, não recebem por parte da escola, muitas vezes, até por um certo comodismo da instituição e deles mesmos e também no decurso de sua formação, a base que lhes sirva de apoio para lidar com uma série de diversidades que irão encontrar em uma sala de aula. Por exemplo alunos com diferentes culturas, histórias, famílias, expectativas, experiências, pensamentos, etc.

[...] A agitação ou as movimentações em sala são vistas como sinônimo de indisciplina e/ou falta de atenção muito poucas vezes, como uma manifestação de emoções de algo que não está agradando ao aluno ou mesmo de uma participação mais ativa. Segundo PEREIRA (1992:24), o comportamento indisciplinado está ligado diretamente a uma sucessão de fatos associados à ineficiência da prática pedagógica desenvolvida, tais como: propostas curriculares problemáticas e metodologias que chegam a subestimar a capacidade dos alunos (ou por apresentar assuntos muito fáceis ou por serem de pouco interesse), cobrança em demasia da postura sentada, inadequação do tempo para a realização das atividades e da organização do espaço da sala de aula, centralização em excesso na figura do professor (apresentando-se como único detentor do conhecimento) em conseqüência, pouco incentivo à autonomia e às interações entre os alunos, uso freqüente de sanções e ameaças, visando o silêncio da classe, pouco diálogo etc. [...]


[...] 142) acredita que se a indisciplina tornou-se um sintoma do comportamento individual, um desvio, isso se deve a esta retirada do homem para o mundo privado. O homem é reduzido a um modelo de conduta que abrange todas as dimensões da existência, e a política passa a ocupar-se essencialmente com a manutenção da vida. Segundo a autora: Se diariamente nós, professores, nos queixamos que as normas e regras de conduta presentes na sala de aula se fizeram opacas, quando não diluídas completamente, e também lamentamos que a relação professor-aluno e a hierarquia nela implicada ora se apresentam sob a forma de submissão incoteste levando ao conformismo e apatia, ora materializa- se em atos de negligência para com o material de estudo ou ato de violência radical, é justamente por termos perdido de vista a dimensão ética e política que fundam o processo educacional. [...]


[...] Devemos preparar os alunos para que tenha acesso à cultura social de nosso país, para a condição de poder desfrutar os bens produzidos, bem como a participação na sua produção para aquisição do direito de falar a todos e de ser ouvido por todos ANÁLISE DOS DADOS COLETADOS O objetivo deste trabalho foi o de poder conhecer melhor a problemática da indisciplina assim como analisar o que os professores pensam a respeito, verificando qual o melhor caminho para trabalhar em salas de aula onde impera a indisciplina. [...]

Estes documentos podem interessar a você

A violência e indisciplina nas escolas

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  01/08/2007   |  BR   |   .doc   |   12 páginas

Disciplina versus indisciplina- repensando o papel da escola

 Artes e mídia   |  Artes   |  Estudo   |  03/12/2007   |  BR   |   .doc   |   24 páginas

Mais Vendidos educação

A ética da educação

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  14/03/2007   |  BR   |   .doc   |   5 páginas

Cronologia educação no mundo no Brasil de 1500 a 2007

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  27/03/2008   |  BR   |   .pdf   |   96 páginas