Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Motricidade

Informações sobre o autor

autônoma
Nível
Especializado
Estudo seguido
Letras

Informações do trabalho

Montserrat C.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo dirigido
Número de páginas
26 páginas
Nível
Especializado
Consultado
2 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Conceituação e embasamento teórico
  2. Criança e o movimento
    1. Desenvolvimento motor no pré-escolar
    2. O primeiro ano de vida
    3. Criança de um a três anos
    4. Criança de quatro a seis anos
  3. Como trabalhar a motricidade da criança
    1. Coordenação óculo-manual
    2. Coordenação dinâmica-geral
    3. Estruturação do esquema corporal
  4. Conclusão


Segundo o Referencial Curricular Nacional para a Educação Infantil (1998), o movimento é uma importante dimensão do desenvolvimento e da cultura humana.
As crianças se movimentam desde que nascem, adquirindo cada vez maior controle sobre seu próprio corpo e se apropriando cada vez mais das possibilidades de interação com o mundo. Engatinham, caminham, manuseiam objetos, correm, saltam, brincam sozinhas ou em grupo, com objetos ou brinquedos, experimentando sempre novas maneiras de utilizar seu corpo e seu movimento.
Ao movimentar- se, as crianças expressam sentimentos, emoções e pensamentos, ampliando as possibilidades do uso significativo de gestos e posturas corporais.
O movimento humano, portanto, é mais do que simples deslocamento do corpo no espaço: constitui- se em uma linguagem que permite ás crianças agirem sobre o meio físico e atuarem sobre o ambiente humano, mobilizando as pessoas por meio de seu teor expressivo.
As maneiras de andar, correr, arremessar, saltar resultam das interações sociais e da relação dos homens com o meio; são movimentos cujos significados têm sido construídos em função das diferentes necessidades, interesses e possibilidades corporais humanas presentes nas diferentes culturas em diversas épocas da história.
Esses movimentos incorporam-se aos comportamentos dos homens, constituindo- se assim numa cultura dança, o jogo, as brincadeiras, as práticas esportivas etc., nas quais se faz uso de diferentes gestos, posturas e expressões corporais com intencionalidade.
O que a criança e o adolescente sabem fazer não é igual ao que eles sabem verbalizar, escrever ou representar corporalmente. A primeira linguagem é o movimento, depois, a verbalização, só depois de algum tempo, de múltiplas experiências e de certa maturidade, é que a criança ou o adolescente consegue escrever sobre seus sentimentos, suas experiências, suas ?verdades?.

[...] É necessário que se identifique a importância do desenvolvimento de uma motricidade global e harmoniosa. Segundo os Parâmetros Curriculares Nacionais (1998), deve-se compreender as possibilidades e limitações das crianças proporcionando a elas uma percepção adequada de si e a conquista e o aperfeiçoamento de novas capacidades motoras. Dentre as diversas possibilidades de movimentos podemos citar as lutas, subir e descer em árvores, jogar bola, dançar e outras, evitando modelos estereotipados. De fato são muitos os aspectos a serem considerados em relação à aplicação da Educação Física no ambiente infantil. [...]


[...] Para isso surge essa nova ciência da motricidade que tem o objetivo de ligar todas as áreas educativas para o desenvolvimento da criança COMO TRABALHAR A MOTRICIDADE DA CRIANÇA Assmann (1996: 47) afirma: Vejo a ponte fundamental entre motricidade e educação no papel fundamental da participação corporal nos processos de aprendizagem. Todo conhecimento se instaura como um aprender mediado por movimentos internos e externos da corporeidade viva. Toda aprendizagem tem uma inscrição corporal. Não existe mentalização sem corporalização. Por isso, o corpo aprende a referência fundante de toda aprendizagem. [...]


[...] O trabalho com movimento contempla a multiplicidade de funções e manifestações do ato motor, propiciando um amplo desenvolvimento de aspectos específicos da motricidade das crianças, abrangendo uma reflexão acerca das posturas corporais implicadas nas atividades cotidianas, bem como atividades voltadas para a ampliação da cultura corporal de cada criança. O tema escolhido foi Motricidade humana um novo olhar para uma velha questão: O desenvolvimento motor no Ensino Fundamental em crianças nas séries iniciais. Antigamente na época de nossos pais e avós, as crianças brincavam na rua, subiam em árvores, corriam, pulavam muros, etc. [...]

Estes documentos podem interessar a você

Funcionamento do cérebro e AVC

 Biologia e medicina   |  Enfermagem   |  Estudo   |  03/10/2006   |  BR   |   .doc   |   32 páginas

A criança hiperativa: uma visão da abordagem gestáltica

 Psicologia e letras   |  Psicologia   |  Fichamento   |  01/11/2006   |  BR   |   .doc   |   21 páginas

Mais Vendidos educação

A ética da educação

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  14/03/2007   |  BR   |   .doc   |   5 páginas

Cronologia educação no mundo no Brasil de 1500 a 2007

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  27/03/2008   |  BR   |   .pdf   |   96 páginas