Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Influência dos jogos na aprendizagem

Informações sobre o autor

A
Nível
Especializado
Estudo seguido
A

Informações do trabalho

CLEONICE A.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
33 páginas
Nível
Especializado
Consultado
10 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Introdução
  2. Desenvolvimento
    1. Características do jogo
    2. Fröebel e o jogo
    3. Jogo e o fracasso escolar
  3. Tipos de jogos
    1. Jogos educativos
    2. Jogos tradicionais infantis
    3. Jogos de construção
  4. O jogo na educação
    1. O jogo na educação infantil
    2. O jogo infantil segundo Piaget e Vygotski
    3. O significado atual do jogo na educação
  5. Sugestões para a prática de jogos em sala de aula

Os jogos são de fundamental importância na aprendizagem com relevância na alfabetização e nas primeiras séries, estimulando na criança o interesse pelo conhecimento e desenvolvimento de suas habilidades e potencialidades.
Há muito tempo o jogo, a criança e a educação tem merecido uma constante atenção de autores que se preocupam com a educação, dentre eles, a autora Tizuko Morchida Kishemoto tem se destacado neste tema. Esta atenção é necessária pois jogo está inserido no dia-a-dia da criança. É no cotidiano da criança que se forma sua imagem e a do seu brincar. O lugar que a criança ocupa num contexto social específico, a educação a que está submetida e o conjunto de relações sociais que mantém com os personagens do seu mundo é que nos permite conhecer melhor o cotidiano infantil. É no dia-a-dia que o indivíduo coloca em funcionamento todos os seus sentidos, todas as suas capacidades intelectuais, suas habilidades manipulativas, seus sentimentos, paixões e idéias.
O cotidiano de uma criança é cheio de contradições, e é dessas contradições que se permite a construção de várias imagens da criança de acordo com o contexto social à que o ser humano está submetido.
Para cada tempo histórico existe uma hierarquia de valores que orientam a elaboração de um banco de imagens culturais que se refletem nas concepções da criança e do seu brincar. Por isso para compreender como os filhos de operários e meninos de classe alta brincavam neste século; ou o significado de brincadeiras dos meninos brancos, filhos dos senhos do engenho, com os moleques negros da senzala, dependem da imagem elaborada pelos adultos daquele período. Essas imagens favorecem ou limitam o direito as brincadeiras de rua e aos jogos que iniciam a criança na construção do conhecimento e auxiliam o seu desenvolvimento.
A compreensão dos jogos dos tempos passado exige uma visão antropológica, pois ela é imprescindível para se discriminar o jogo em diferentes culturas. Se na cultura européia a boneca é para a criança um brinquedo, para certas populações indígena tem o sentido de símbolo religioso.

[...] Porém, dois interessantes trabalho detalhando a história dos jogos educativos foram desenvolvidos por REBECA MAELLARD (1969) que mostra gradual aparecimento dos jogos educativos na história ocidental a partir do século XVI; e por BROUGERE (1987) que descreve sobre a penetração da idéia do jogo educativo na escola maternal francesa. Em LES LOIS (1948) Platão comenta a importância de ?aprender brincando? em oposição a utilização da violência e da repressão. Aristóteles, também, sugere para a educação de crianças pequenas o uso de jogos que imitem atividades sérias, de ocupação adulta, como forma de preparo para a vida futura. [...]


[...] Essas imagens favorecem ou limitam o direito as brincadeiras de rua e aos jogos que iniciam a criança na construção do conhecimento e auxiliam o seu desenvolvimento. A compreensão dos jogos dos tempos passado exige uma visão antropológica, pois ela é imprescindível para se discriminar o jogo em diferentes culturas. Se na cultura européia a boneca é para a criança um brinquedo, para certas populações indígena tem o sentido de símbolo religioso. Já existe vários estudos de natureza histórica e antropológica sobre os jogos e brinquedos infantis, jogos de rua e até sobre os jogos do Renascimento. [...]


[...] Foi importante esses estudos na introdução dos jogos ora como ação livre da criança, ora como atividade orientada pelo professor. Os jardins de infância criados no Brasil no século passado divulgaram a pedagogia dos jogos froebelianos onde se absorve a idéia de jogo livre nas brincadeiras cantadas e do jogo orientado, incluindo materiais como: bola, cilindro, cubo, tijolinhos etc. os jogos eram utilizados em brincadeiras cantadas, brincadeiras de roda, com temáticas variadas. Essas diferentes forma de jogo será especificado no capítulo 4 deste trabalho. [...]

Estes documentos podem interessar a você

Jogos e brincadeiras na educação infantil e séries iniciais do ensino fundamental

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  04/04/2008   |  BR   |   .doc   |   20 páginas

Mais Vendidos educação

A ética da educação

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  14/03/2007   |  BR   |   .doc   |   5 páginas

Cronologia educação no mundo no Brasil de 1500 a 2007

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  27/03/2008   |  BR   |   .pdf   |   96 páginas