Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Literatura Infantil em Sala de Aula

Informações sobre o autor

 
Nível
Para todos
Estudo seguido
educação
Faculdade
UEPG:Univer...

Informações do trabalho

Graciane G. F.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
10 páginas
Nível
Para todos
Consultado
2 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Literatura
    1. Significado e as Leis que Norteiam
    2. Literatura Infantil e suas Implicações no Processo de Letramento e Aquisição da Leitura
    3. Literatura e a Formação dos Educadores para esse Próposito de Alfabetização
    4. A Importância dos Contos

Este trabalho tem objetivo principal de contribuir com o ensino da Literatura Infantil em sala de aula no Ensino Fundamental I, considerando importante o papel do professor como mediador entre a criança e a obra literária. E ainda propiciar aos educadores um aprofundamento do conhecimento sobre a Literatura Infantil e do trabalho a ser realizado no contexto educacional de ensino, ressalta-se nessa literatura seu potencial formativo junto às crianças. O tema torna-se relevante para que o professor possa perceber a relação entre a Literatura e a vida, entendendo desse modo à propriedade formativa da Literatura, sentir a necessidade e importância de estabelecer essa relação na escolha de livros para o trabalho docente que pretenda realizar com eles. Destacam-se ainda alguns autores suas obras e pensamentos e também possíveis critérios para escolha de obras infantis a serem trabalhadas em sala de aula que satisfaçam as exigências essenciais para serem considerada literatura para crianças e estejam adequadas aos propósitos de ensino e às possibilidades cognitivas dos alunos.

[...] No livro? do mundo da literatura para a leitura do mundo?, Lajolo (2008) revela sua preocupação com a literatura como fada madrinha de um currículo em crise ou como gênero descartável, devido à crise que envolve a formação dos professores de língua materna e a própria função da escola. No espaço sobrenatural não existe tempo real tudo acontece em tempo real. Justamente com total arbítrio do acaso. Os personagens existem, mas não foram criados pelas leis dos humanos, são antes fenômenos sobrenaturais por isso são seres encantados. (MACHADO p.43) Nos contos populares realçam-se tendências ao encantamento onde situações difíceis se resolvem de maneira milagrosa. Aí está o verdadeiro fascínio dos contos tanto para as crianças quanto para os adultos. [...]


[...] Ao brincar a criança muitas vezes imita situações reais tenha vivido ou visto na TV, por exemplo, situações de angustias, de medo, de raiva. Isto serve de certa forma de treinamento para que possa compreender estes sentimentos, as emoções e conflitos despertados por eles. Ao ouvir uma história contada adequadamente ela pode entender mais que isso sentir e até mesmo visualizar as mesmas situações citadas acima. De acordo com Freire (1997, p.60) a curiosidade faz parte da natureza humana, manifesta-se na busca de saberes que possibilitem o entendimento criação e recriação da sua existência. [...]


[...] Na literatura a mudança ocorreu na linguagem, no contexto e na forma de transmissão as crianças. Machado (2009) entende que os professores como formadores de opiniões devem manter sempre o clima de magia, de encanto, de criatividade que envolve a literatura infantil deve ser usada constantemente como recurso mediador de conhecimento, ética, caráter e cidadania na rotina escolar. A literatura substitui muitas vezes o adulto, de forma saudável quando a criança não está na escola. Não se sentem sozinhos viajam num mundo da imaginação onde tudo é permitido sem ter autorização ou interferência externa. [...]


[...] Em tempos remotos é do conhecimento de todos que não havia ?infância?, as crianças eram tratadas como mini - adultos, mesmo sem entender muitas vezes o que estava acontecendo participavam de todos os eventos profissionais, políticos, públicos e religiosos. Apenas passavam pelos processos naturais da existência (nascimento, doença e morte). Já nas tradições culturais comuns a criança brinca participa da narração de histórias, nos cantos, em jogos, surge então à infância amplo sentido da palavra em todos os âmbitos: social, econômico, pedagógico e cultura deixando-se de lado as ?exigências? sobrepostas a elas noutros tempos. De acordo com Lajolo (1999, p.20) a trajetória da literatura infantil está intimamente ligada às primeiras obras publicadas para crianças no século XVIII. [...]


[...] Para finalizar não se pode deixar de esclarecer que as sugestões contidas nessa pesquisa não são uma receita pronta, mas apenas uma possibilidade de trabalho com a literatura infantil, dando suporte às pesquisas vindouras sobrea realidade educacional no ensino infantil no que concerne o ensino da literatura infantil, dessa forma os resultados encontrados será uma premissa para outras pesquisas e criação de novas metodologias, cabendo ao professor adequar esse objeto de estudo à sua realidade de atuação. Referências ABRAMOVICH, O mundo que mostra as crianças São Paulo, Editora Loyola. BETTELHEIM, B. A psicanálise dos contos de fadas. 6.ed. Trad. [...]

Estes documentos podem interessar a você

Biocombustível

 Engenharia e tecnologias   |  Engenharia   |  Estudo   |  07/10/2013   |  BR   |   .doc   |   8 páginas

Literatura Infantil

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  18/06/2013   |  BR   |   .doc   |   9 páginas

Mais Vendidos educação

A ética da educação

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  14/03/2007   |  BR   |   .doc   |   5 páginas

Cronologia educação no mundo no Brasil de 1500 a 2007

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  27/03/2008   |  BR   |   .pdf   |   96 páginas