Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Monografia sobre Manuel de Castro Filho

Informações sobre o autor

A
Nível
Especializado
Estudo seguido
A

Informações do trabalho

Maria R.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
20 páginas
Nível
Especializado
Consultado
2 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Introdução
  2. Evolução e características do mandonismo local no brasil
  3. As práticas políticas de manuel castro
  4. Paternalismo e assistencialismo
  5. A construção da figura do líder político de morada nova: manoel de castro filho

A presente monografia tem como objeto de pesquisa o tema: Manoel de Castro Filho: ?O Cacique do Vale?.
O período está centrado nos anos de 1970 a 1981, quando se destacou no Vale Jaguaribano, como em todo o Ceará, pois já foi deputado estadual em oito mandatos consecutivos, Presidente do Poder Legislativo, Vice Governador e Governador do Estado.
O objetivo do trabalho fundamenta-se em compreender porque este político influenciou e ainda fluência a política de Morada Nova, para que se possa reconhecer porque ele era conhecido como o ?Cacique do Vale? e registrar a atuação dos coronéis no Ceará e em Morada Nova, já que é bastante notória. Acreditamos que a análise histórica de atuação de um coronel suscinte questões pertinentes ao coronelismo. Dessa forma estamos contribuindo para historiografia local e despertando para uma reanálise do tema.
O trabalho está dividido em três capítulos onde o primeiro será sobre a evolução e características do mandonismo local no Brasil, para podermos observar as relações existentes entre o poder local e o coronelismo existente ainda em Morada Nova, destacando os fundamento do coronelismo; a formação do coronelismo, a visão do coronelismo na visão de alguns autores como Nunes Leal, Isaura Queiroz, Sousa Martins, Janotti, Octávio Cintra, Décio Saes, Faoro.
Segundo capítulo trata-se das práticas políticas de Manoel de Castro, abordando as suas características fundamentais que eram o caráter assistencialista e paternalista.

[...] A construção da figura do líder político de morada nova: manoel de castro filho A legitimidade da autoridade de Manuel de Castro, enquanto político e homem público, parece ter se construído sob a ?representação social? de que ele tinha uma missão política de ajudar o povo, principalmente, os pobres e humildes. Essa representação cristaliza-se no imaginário político local, formulando praticamente um consenso em torno dessa figura política. Num município onde as condições de vida são sub humanas, a fome sendo uma companheira constante, a incerteza da vida a única certeza de todos, um político que se dispõe a ajudar materialmente aos pobres tem seu poder fortalecido. [...]


[...] Desta forma, Brasil, desde o início, reduzido completamente ao estreito universo do senhor e do escravo, a sociedade reconheceu o poder pessoal como representante se não opositor) do Estado?.[7], o que contribuiu para o afloramento do mandonismo local, pois os proprietários rurais tinham o domínio sobre uma ?esmagadora maioria da população rural, devido ao abandono do poder público.?[8] Portanto quanto mais o Estado se torna ausente, mais as populações rurais ficam dependentes daqueles que detêm o poder econômico e político, os proprietários de terras, que lhes prestam alguma assistência como a terra para trabalhar como meeiros ou apenas como meio de subsistência, e em troca disso exigem obediência. [...]


[...] Este trabalho tem como um dos propósitos, trabalhar o imaginário, ou seja, a partir do que as pessoas pensam, imaginam, idealizam, simbolizam, por isso, as fontes orais serão as primordiais; segundo Castoríadis ele explicita a sua compreensão sobre o imaginário, definida como uma ?criação incessante e essencialmente indeterminada (social- histórica e psíquica) de figuras, imagens, formas, a partir das quais, somente é possível falar-se de ?Alguma coisa?.[1] Empregamos o imaginário no sentido de Castoríades, como criação histórica que articula o mundo social em todos os seus aspectos, capaz de dar um direcionamento e um sentido à vida.[2] Neste sentido podemos colocar a questão bem claro que poderá revelar essa idéia: como se constitui historicamente a figura do ?Cacique do Introdução A pesquisa que nesta monografia se desenvolve tem como título, Manuel de Castro Filho; Cacique do Vale.? Na exposição do objeto de pesquisa, mostrarei as razões que nos levaram a pesquisar sobre o tema e a metodologia utilizada. [...]

Mais Vendidos educação

A ética da educação

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  14/03/2007   |  BR   |   .doc   |   5 páginas

Cronologia educação no mundo no Brasil de 1500 a 2007

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  27/03/2008   |  BR   |   .pdf   |   96 páginas

Últimos trabalhos educação

Literatura Infantil em Sala de Aula

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  03/07/2013   |  BR   |   .doc   |   10 páginas

Literatura Infantil

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  18/06/2013   |  BR   |   .doc   |   9 páginas