Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

O plano nacional de educação

Informações sobre o autor

Como secretária em um empresa de Lingerie
Nível
Especializado
Estudo seguido
Licenciado...

Informações do trabalho

Catiele V.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
8 páginas
Nível
Especializado
Consultado
2 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. O plano nacional de educação
    1. O ensino fundamental
    2. O ensino médio
  2. Análise comparativa entre o plano nacional de educação e os aspectos contextuais do texto cidadania e competitividade
  3. Referências

Sabe-se que a algumas décadas o país era estruturado em uma base econômica que compreendia pessoas trabalhando em um meio rural, conseqüentemente a mão-de-obra nacional era de predominância rural.
Como analisado em estudos anteriores com o texto Cidadania e Competitividade, de Guiomar Namo de Mello, um país de terceiro mundo como o Brasil dispunha de serviços que contemplavam praticamente toda a população, mesmo esta sendo desprovida de educação escolar necessária, pois não havia necessidade de uma boa escolarização para que uma família da zona rural pudesse viver com estabilidade financeira.
Hoje a situação dos brasileiros é diferente, a inclusão na escola, em qualquer nível de aprendizagem, vem aumentando continuamente, mas ainda compete com muitos desafios, os quais implantados no Plano Nacional de Educação como metas a serem cumpridas e que enfrentam dificuldades ao serem transformados na prática.
O Plano Nacional de Educação vigente foi instituído pelo Ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso, no dia nove de janeiro do ano de 2001, com validade de dez anos.
O primeiro Plano Nacional de Educação surgiu em 1962,mas desde a instalação da República no Brasil, surgiram idéias para a composição de um plano que tratasse da educação em todo o território nacional.
O plano atual para a Educação no Brasil está decretado e sancionado como lei nacional e tem como objetivos principais:
? ? a elevação global do nível de escolaridade da polpulação;
? a melhoria da qualidade do ensino em todos os níveis;
? a redução das desigualdades sociais e regionais no tocante ao acesso e à permanência, com sucesso, na educação pública e
? democratização da gestão do ensino público, nos estabelecimentos oficiais, obedecendo aos princípios da participação dos profissionais da educação na elaboração do projeto pedagógico da escola e a participação das comunidades escolar e local em conselhos escolares ou equivalentes.? (PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, p. 4
Como a educação brasileira enfrenta dificuldades quanto a recursos para seu sustento, por ser, o Brasil, um país em desenvolvimento, são estabelecidas também nesse plano algumas prioridades para a educação:
?1. Garantia de ensino fundamental obrigatório de oito anos a todas as crianças de 7 a 14 anos ()
2. Garantia de ensino fundamental a todos os que a ele não tiveram acesso na idade própria ou que não o concluíram. ()
3. Ampliação do atendimento nos demais níveis de ensino ? a educação infantil, o ensino médio e a educação superior. () Faz parte dessa prioridade a garantia de oportunidades de educação profissional complementar à educação básica, que conduza ao permanente desenvolvimento de aptidões para a vida produtiva, integrada às diferentes formas de educação, ao trabalho, à ciência e à tecnologia.
4. Valorização dos profissionais de educação. () Faz parte dessa valorização a garantia das condições adequadas de trabalho, entre elas o tempo para o estudo e preparação das aulas, salário digno, com piso salarial e carreira de magistério.
5. Desenvolvimento de sistemas de informação e de avaliação em todos os níveis e modalidades de ensino, inclusive educação profissional ()?(PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, p. 50 e 51)
Assim, como definição do Plano Nacional de educação, tem-se:
? ? as diretrizes para a gestão e o funcionamento da educação;
? as diretrizes e metas para cada nível e modalidade de ensino e
? as diretrizes e metas para a formação e valorização do magistério e demais profissionais da educação, nos próximos dez anos.? (PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, p. 51)

[...] O Plano Nacional de Educação menciona sobre a importância da tecnologia para a educação quando propõe a utilização da informática. Porém, essa abordagem é pouco utilizada: informática e equipamento multimídia para o ensino.? (PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, p. 74) Já em relação às diferenças sociais, o plano cita a questão do índio, do negro e da mulher incentivando a não discriminação das etnias. Outra preocupação destacada é a questão das diferenças econômicas e o problema enfrentado pelos alunos e professores da zona rural: Integrar recursos do Poder Público destinados à política social, em ações conjuntas da União, dos Estados e Municípios, para garantir entre outras metas, a Renda Mínima Associada a Ações Socioeducativas para as famílias com carência econômica comprovada Manter e consolidar o programa de avaliação do livro didático criado pelo Ministério da Educação, estabelecendo entre seus critérios a adequada abordagem das questões de gênero e etnia e a eliminação de textos discriminatórios ou que reproduzam estereótipos acerca do papel da mulher, do negro e do índio Prover de transporte escolar as zonas rurais, quando necessário, com colaboração financeira da União, Estados e Municípios, de forma a garantir a escolarização dos alunos e o acesso à escola por parte do professor Prover, nas escolas de tempo integral, preferencialmente para as crianças das famílias de menor renda, no mínimo duas refeições, apoio às tarefas escolares, a prática de esportes e atividades artísticas, nos moldes do Programa de Renda Mínima Associado a Ações Socioeducativas.ndio, do negro e da mulher incentivando a n/aeparados igualmente para o mercado de consumo.escimento econtar a delimitaç 25. [...]


[...] Dessa maneira, o Plano Nacional de educação aborda principalmente a preocupação com a retirada de obstáculos que impeçam a conclusão do ensino médio para os jovens e que estes permaneçam na escola com o objetivo de erradicar a desistência escolar e a não conclusão do ensino. Análise comparativa entre o Plano Nacional de Educação e os aspectos contextuais do texto Cidadania e Competitividade De acordo com Mello (1997), é a escola básica, ou seja, o ensino fundamental que faz diminuir a exclusão social e integrar a sociedade. [...]


[...] Cada uma dessas instituições não contribui com a sua função na consolidação e qualificação do ensino, no entanto, o plano de educação e a Constituição brasileira afirmam que é dever do Estado assegurar a universalização e a qualidade da educação: Art da Constituição Federal, afirma: acesso ao ensino obrigatório e gratuito é direito público subjetivo', e seu não-oferecimento pelo Poder Público ou sua oferta irregular implica responsabilidade da autoridade competente? (PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, p. 64) Já em relação à colaboração entre a União, Estados e Municípios, observa-se como metas e objetivos: Integrar recursos do Poder Público destinados à política social, em ações conjuntas da União, dos Estados e Municípios, para garantir entre outras metas, a Renda Mínima Associada a Ações Socioeducativas para as famílias com carência econômica comprovada. [...]

Estes documentos podem interessar a você

Fundamentos teóricos e metodológicos da educação infantil: inserção no plano nacional de educação...

 Sociedade   |  Educação   |  Monografia   |  18/10/2006   |  BR   |   .doc   |   19 páginas

Os efeitos no plano real na renda do brasileiro

 Economia e finanças   |  Economia   |  Artigo   |  04/12/2006   |  BR   |   .doc   |   15 páginas

Mais Vendidos educação

A ética da educação

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  14/03/2007   |  BR   |   .doc   |   5 páginas

Cronologia educação no mundo no Brasil de 1500 a 2007

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  27/03/2008   |  BR   |   .pdf   |   96 páginas