Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Processo de integração X inclusão das crianças com Síndrome de Down

Informações sobre o autor

 
Nível
Para todos
Estudo seguido
educação
Faculdade
PÓS...

Informações do trabalho

JUSSARA SILVANA R.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
20 páginas
Nível
Para todos
Consultado
5 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. A inclusão escolar
    1. O que é inclusão escolar
    2. Como definir uma criança excepcional
    3. Conceito de Síndrome de Dowm
    4. Os desafios da inclusão escolar
    5. Adaptações curriculares
  2. Panorama históricoda inclusão escolar
    1. O percurso histórico da educação inclusiva
    2. Como era a política nacional de educação especial
    3. Leis que garantem a inclusão
  3. A inclusão da Síndrome de Down perante a sociedade e a escola
    1. Inclusão social
    2. A inclusão como uma forma para a renovação da escola
    3. O papel do professor frente à inclusão
    4. O meio familiar frente a inclusão
    5. A inclusão é uma forma cultural para a renovação da escola
  4. Metodologia
  5. Análise de dados
  6. Considerações finais
  7. Referências

Esta pesquisa trata sobre a inclusão de crianças com síndrome de down nas séries inicias do ensino fundamental.
Para a realização desta pesquisa partiu-se do seguinte questionamento: É possível integrar e incluir as pessoas que apresentam síndrome de down dentro do contexto escolar?
A princípio a presente pesquisa tratará sobre a inclusão, mostrando o que é a inclusão de crianças com necessidades educativas especiais, seu significado e a integração.
O papel da criança excepcional na sociedade moderna.
Relatará sobre a história da inclusão e por quais fases que a inclusão passou de que esse preconceito contra as pessoas com algum tipo de deficiência muitas vezes chegava as veias da maldade e a contribuição que a igreja teve na fase da exclusão dos portadores de necessidades educativas especiais.
Mostrará a evolução à inclusão dos portadores de necessidades educativas especiais e o porquê que se faz necessário essa inclusão e a partir dessa necessidade começou a surgir às leis que garantem aos deficientes a inclusão, as adaptações curriculares e principalmente garante que sejam tratados com igualdade por todos, pois todos temos direitos e deveres dentro de uma sociedade na qual estamos inseridos.
Por fim, tratará da inclusão social como uma forma para a renovação da escola, papel do professor e o meio familiar.
Este último capítulo tentará mostrar a inclusão em pessoas com necessidades especiais voltado também para as diferenças onde se valorize o potencial que todos os seres humanos têm, seja essa pessoa portadora de algum tipo de necessidade especial ou não.
Essa pesquisa tem por objetivo mostrar que todos os seres humanos tem o direito de conviver em sociedade, pois todos nós temos limitações uns mais outros menor e nem por isso deixamos de ser capazes de estudar, trabalhar, viver em sociedade e principalmente lutar por nossos objetivos e ideais.
Os autores mais consultados foram os seguintes: MAZZOTA (2001), MORGANO (1999), UNESCO (1994), SASSAKI (1997), STAINBACK (1999), KIRK (1996), MONTE (2004), STERN (2000). O tipo de pesquisa foi a qualitativa, realizada em forma de questionário, sendo dez questionários para pais e dez para professores, um para pedagogo, um para diretor e um para professor que tem em sua sala um aluno com síndrome de down. Considerando que os pais tinham filhos acima de sete anos. As pesquisas foram distribuídas no Colégio
A pesquisa qualitativa é composta por perguntas fechadas e abertas.
Logo após será apresentada a metodologia e a analise de dados. Cada pergunta fundamentada por um autor.
Por último as considerações finais, na qual será mostrado que o atendimento à crianças com síndrome de down na rede regular de ensino é um grande desafio já que necessita também de outros profissionais, mas que não é impossível desde que todos os que estão envolvidos no ensino aprendizagem tenham comprometimento e vontade e que tenham certos conhecimentos para que essa criança realmente tenha uma aprendizagem e que possa vir a ser um cidadão participativo, atuante na sociedade na qual está inserido.

[...] A promessa da inclusão total no tipo de comunidade escolar que se pode desenvolver quando alunos com deficiências importantes relam ter consciência das dimensões da vida escolar e proporcionam oportunidades para todos que dela compartilham, de aprender maneiras mais gratificantes de estar juntos. Os alunos com dons acadêmicos e artísticos também têm muito a dizer sobre o ônus da segregação e do agrupamento de crianças segundo uma única dimensão das suas vidas, bem como sobre os benefícios do planejamento cuidados da comunidade. [...]


[...] CAPÍTULO III- A INCLUSÃO DA SÍNDROME DE DOWN PERANTE A SOCIEDADE E A ESCOLA INCLUSÃO SOCIAL Segundo SASSAKI (1999, p.41), conceitua-se inclusão social como o processo pelo qual a sociedade se adapta para poder incluir, em seus sistemas sociais gerais, pessoas com necessidades especiais simultaneamente, estas se preparam para assumir seus papéis na sociedade. A inclusão social constitui, então, num processo bilateral no qual as pessoas, ainda excluídas, e a sociedade buscam, em parceria equacionar problemas, decidir sobre soluções e efetivar a equiparação de oportunidades para todos. [...]


[...] Por último as considerações finais, na qual será mostrado que o atendimento à crianças com síndrome de down na rede regular de ensino é um grande desafio já que necessita também de outros profissionais, mas que não é impossível desde que todos os que estão envolvidos no ensino aprendizagem tenham comprometimento e vontade e que tenham certos conhecimentos para que essa criança realmente tenha uma aprendizagem e que possa vir a ser um cidadão participativo, atuante na sociedade na qual está inserido. [...]

Mais Vendidos educação

A ética da educação

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  14/03/2007   |  BR   |   .doc   |   5 páginas

Cronologia educação no mundo no Brasil de 1500 a 2007

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  27/03/2008   |  BR   |   .pdf   |   96 páginas

Últimos trabalhos educação

Literatura Infantil em Sala de Aula

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  03/07/2013   |  BR   |   .doc   |   10 páginas

Literatura Infantil

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  18/06/2013   |  BR   |   .doc   |   9 páginas