Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Quem ama não adoece

Informações sobre o autor

 
Nível
Para todos
Estudo seguido
educação
Faculdade
UNIASSELVI...

Informações do trabalho

Déborah V.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
26 páginas
Nível
Para todos
Consultado
353 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Razões pelas quais o corpo padece quando a alma sofre
    1. Corpo e alma: soma e psique
    2. Ligações (e interações) entre a psique e o soma: o estresse
    3. Onde diferimos dos animais
    4. Mecanismos da defesa e adaptação
    5. Emoção e repressão
    6. Porque afinal adoecemos
  2. Doenças do corpo e da alma
    1. Doenças psicossomáticas
    2. Ansiedade e angústia: a síndrome do pânico
    3. Depressão
    4. A dor do corpo como expressão da dor do espírito
    5. Sofrimento da alma e doença do aparelho digestivo. Anorexia nervosa e obesidade
    6. Componente psicogênico das doenças cardiovasculares
    7. Doenças alérgicas e pulmonares a pele com espelho da alma
    8. Envelhecimento e morte
    9. O amor nas relações, homem/mulher: o papel do sexo
    10. Amor e casamento
    11. As relações de amor com os filhos
    12. Saúde, amor e trabalho
    13. O amor nas relações com as outras pessoas
    14. O amor como terapêutica, o papel médico

É um clássico que surpreende do início ao fim, onde provoca e esclarece tudo sobre a vida no ser humano mostra a importância do amor em todos os seus aspectos, e a benfeitoria que ele faz na vida das pessoas emocionalmente e equilibradas.
Aborda o tema da doença física, e que muitas vezes as causas não são fatores físicos e sim psíquicos. Como, por exemplo, o bem-estar e a capacidade de abrir-se ao amor.
Este livro ao mesmo tempo em que trabalha várias doenças físicas e aborda questões como envelhecimento, as relações do trabalho da família e o grande medo da morte, e que muitas pessoas têm.
E por fim relata a felicidade como sendo algo que só se consegue estando feliz com si mesmo, estabelecendo boas relações com os que os rodeiam, e, por conseguinte a saúde.

[...] A terceira regra para a obtenção de um relacionamento amoroso mais sadio ele, conter um impulso de sentir-se dono da outra pessoa, e querer controlar sua vida, por mais difícil que seja particularmente para quem está apaixonado.E por fim a questão do sexo como um meio de auto-afirmação, a prática do sexo com certeza, fortalece a autoconfiança, é normal e desejável que assim seja, o a além de aliviar as tensões sexuais alivia também a as outras tensões e angústias, o problema é quando a o exagero para essas outras finalidades, principalmente a de auto-afirmação para os narcisistas, que a relação normal existente entre sexualidade de autoconfiança, transforma-se numa doentia relação entre sexualidade vaidade.E não pode deixar de lado o a paixão, com qual muitas vezes se confunde com amor romântico, a paixão é quase por definição passageiras, e recomendável que todos serão humano experimente sua vida, mas não recomenda sim a ninguém que viva permanentemente neste estado, o fato concreto é que a paixão é boa, gostosa e uma importante fonte de motivação, e energia vital, pode ser a base de um casamento, mais dificilmente e sustentará o mesmo Amor e casamento Tudo o que o ser humano procura na vida é amor de aconchego, a família é muito valorizada como fonte maior desse amor e aconchego. [...]


[...] Há dois grupos: fobia normal ou simples, medo exagerado de tudo e fobia específicas, medo exagerado diante de situações que não inspirem temor. A síndrome do pânico ou distúrbio de ansiedade generalizada é um ataque que ocorre quase sempre fora de casa, a pessoa é tomada de uma sensação clara e aterrorizante de morte eminente, ou que vai enlouquecer, perdendo o controle sobre si mesmo, acompanhado dos sintomas físicos, acrescidos de tonturas, tremores, pressão no peito, vontade urgente de urinar, diarréia, dura em média de 10 a 15 minutos, e nesse tempo a pessoa vive num inferno, as crises se repetem periodicamente deixando a pessoa com medo de sair sozinho de casa. [...]


[...] A história de vida dos portadores de doenças de pele nos mostra com freqüência a existência de uma mãe inadequada, quem não foi amado de forma adequada, não consegue amar, e não amando será infeliz e o corpo adoecendo, será o palco para dar vazão e comunicar aos outros seu sofrimento Envelhecimento e morte O conhecimento da morte e a angústia decorrente gerada, pela perspectiva do envelhecimento que antecede a morte, constituem o desassossego e o sofrimento. A morte e o envelhecimento são reais e não pode ser fonte de angústia e sofrimento. [...]

Estes documentos podem interessar a você

Ficha de leitura : "Quem ama não adoece"Dr. Marco Aurélio Dias da Silva

 Biologia e medicina   |  Medicina   |  Fichamento   |  02/11/2006   |  BR   |   .doc   |   27 páginas

Mais Vendidos educação

A ética da educação

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  14/03/2007   |  BR   |   .doc   |   5 páginas

Cronologia educação no mundo no Brasil de 1500 a 2007

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  27/03/2008   |  BR   |   .pdf   |   96 páginas