Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Tecnologias interativas na educação à distância

Informações sobre o autor

 
Nível
Para todos
Estudo seguido
outros
Faculdade
UNIFENAS

Informações do trabalho

Marcos Botega S.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
estudo
Número de páginas
83 páginas
Nível
Para todos
Consultado
9 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Democratização das oportunidades
    1. Um novo conceito de educação
    2. A valorização do profissional de EAD
    3. A importância dos materiais impressos
  2. Definições de alguns autores
  3. Interpretação dos traços encontrados nas definições dos autores selecionados
    1. Distância entre alunos e professores
    2. Aprendizagem indiferente
    3. Sistema multimídia
    4. A instituição responsável
    5. Comunicação bidirecional
    6. Procedimentos industriais
    7. A difusão de massa de suas mensagens
    8. Economia
    9. A flexibilidade
    10. Respostas às demandas sociais
  4. Retrospectiva da educação a distância no Brasil
  5. Educação a distância no contexto da educação brasileira
    1. Política educacional: mecanismos de operacionalidade
    2. O plano decenal de educação para todos e o SINEAD
    3. O planejamento de um sistema nacional de educação a distância
    4. Previsões para implementação do SINEAD
    5. Educação a distância na nova LDB
  6. Educação à distância (EAD) e novas tecnologias
    1. Um modelo de curso de EAD
    2. Epistemológicos
    3. Psicológicos
    4. Sociológicos
    5. Semióticos
    6. Didáticos
    7. Operacional
  7. Algumas exigências de EAD em âmbito nacional
    1. Programa um salto para o futuro
  8. Legislação, políticas públicas e gestão para o ensino à distância
    1. Esclarecimento prévio
    2. A nova LDB
    3. O princípio federativo
  9. Tecnologias interativas no ensino à distância
    1. Tradição do ensino à distância
    2. Evoluir no ensino à distância
    3. Desafios para o ensino à distância
    4. Futuro do ensino à distância
    5. Novos meios
    6. Revolução eletrônica
    7. Campo virtual
    8. Mídias da história
    9. Multimídia interativa
    10. Multimídias interativas / noções importantes
    11. Multimídia interativa e aprendizagem
    12. Mudança de paradigma
    13. Multimídia interativa e avaliação
    14. Multimídia interativa / tendências
    15. Formação e treinamento
  10. Indicadores de qualidade para cursos de graduação à distância
    1. Indicadores de qualidade de cursos de graduação à distância
    2. Desenho do projeto: a identidade da educação à distância
    3. Equipe profissional multidisciplinar
    4. Comunicação/interatividade entre professor e aluno
    5. Qualidades dos recursos educacionais
    6. Infra-estrutura de apoio
    7. Avaliação de qualidade contínua e abrangente
    8. Convênios e parcerias
    9. Edital e informações sobre o curso de graduação à distância
    10. Custos de implementação e manutenção de graduação à distância
  11. Educação à distância por vídeoconferência
    1. Vídeoconferência X Teleconferência
    2. Tipos de transmissão por vídeoconferência
    3. Educação à distância por vídeoconferência
    4. Planejamento
    5. A linguagem audiovisual da vídeoconferência
    6. O som
    7. A imagem
    8. Usando os recursos audiovisuais na vídeo ferência
    9. Internet
    10. Videocassete
    11. Câmera de Documentos
  12. Hipermídia e educação
    1. Multimídia / hipermídica - uma nova tecnologia para representação do conhecimento
    2. Hipermídia interativa - a educação do futuro, no presente
  13. Conclusão
  14. Referências bibliográficas

A plena entrada em vigor da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional apresenta mais de 100 dispositivos que necessitam de regulamentação especial, que seja do Conselho Nacional ou dos Conselhos Estaduais de Educação. Um dos assuntos que se encontra no centro das discussões refere-se à Educação à Distância, por representar um extraordinário potencial multiplicador de novas oportunidade educativas e, por conseqüência, de suas imensas possibilidades de ganhos financeiros incalculáveis, num país com enormes carências educativas. Apesar da ausência de regulamentações específicas da EAD, no Brasil, ela tem uma história que não pode ser ignorada. Especialmente na área de formação profissional, existem organizações privadas que forneceram cursos à distância, a milhões de brasileiros, em épocas e que não existiam comunicações mais modernas e onde em boa parte do território nacional não chegava informação regular que não fosse via correio. Os cursos por correspondência, por exemplo, têm uma tradição no país que não pode ser desconhecida e muito menos desprezada como querem fazer crer alguns, sequiosos em mostrar que a EAD está começando aqui e agora. O mesmo se pode dizer mais recente mente, nas últimas décadas das TVs. Educativas, das Rádios, etc. em realidade, creio que deveríamos resgatar a importância destas ações pretéritas e verificar de que maneira, acopladas a outros meios mais modernos, potencializar a sua utilização, especialmente para aqueles segmentos humanos que permanecem com poucas oportunidades educativas em razão da fluidez demográfica de país continente que é o Brasil.
Por outro lado, é urgente a regulamentação de cursos e atividades que conferem privilégios de exercício profissional (certificados, diplomas), uma vez que o Brasil garante o exercício de uma profissão a todo aquele que estiver habilitado num curso superior regularmente reconhecido. Instituições do país e do exterior já mantêm acordos que oferecem cursos e certificados cientes de que para certas áreas, especialmente para aquelas onde o mercado de trabalho é regulado por certos sinais de prestígio da instituição formadora, a existência de regulamentação específica dos cursos por parte do Governo não é tão indispensável.
Ao lado destas questões, específicas de regulamentação, há uma resistência bastante acentuada, em certos setores governamentais e da intelectualidade acadêmica, com respeito à seriedade dos cursos de EAD. Quando me dizem isto respondo porque então não se fecham certos cursos presenciais, já que muitos, sistematicamente, transgridem as normas legais, funcionando como semi-presenciais e continuam gozando do privilégio de dar diplomas a seus alunos. Neste momento estão se definindo os rumos da EAD no Brasil nos próximos 15 ou 20 anos, que tanto poderão consolidar novos parâmetros de qualidade educativa quanto contribuir para aumentar a segmentação social em nosso país. Assim, os seguintes desafios mereceriam atenção especial.

[...] Quando nos referimos a novas, estamos significando as tecnologias interativas da informação e da comunicação, as tecnologias eletrônicas que estão tornando possível a inteligência distribuída na sociedade, os computadores, os sistemas de simulações, de hipertextos, de multimídias, os ambientes virtuais, as redes de computadores que asseguram a interconectividade e a interoperabilidade, ultrapassando os limites de espaço e de tempo físico. Essas novas tecnologias - os computadores e as redes internacionais de computadores - aportam recursos completamente inusitados e transformadores que poderão dar à EAD uma concepção totalmente nova. [...]


[...] Vários problemas são indicados: A sobrecarga cognitiva A ausência de talento na concepção do software As barreiras entre os criadores de materiais de ensino usando hipermídias e os estudantes As diferenças, nos resultados obtidos, entre os indivíduos e as atividades As diferenças entre os objetivos de aprendizagem O problema da compatibilidade cognitiva MUDANÇA DE PARADIGMA 9.12 MUDANÇA DE PARADIGMA A potencialidade educativa das tecnologias de multimídia interativas reside não só na integração multisensorial da interatividade, mas numa mudança de paradigma educativo: da transmissão de informações pelo ensinante para a construção do saber pelo usuário. [...]


[...] Assim, os seguintes desafios mereceriam atenção especial DEMOCRATIZACÃO DAS OPORTUNIDADES A Educação à Distância deve ser vista como um processo de novas oportunidades educacionais não só para os que já têm algum nível de escolaridade mas, sobretudo, para os que não tiveram acesso a ela na idade adequada. E com estas necessidades polares - de mais Educação para quem já passou por um processo de formação regular e de formação escolar básica para quem nada recebeu- a EAD, no Brasil, diferentemente do que se põe para alguns países do continente, para os quais a Educação Básica para Todos já é uma realidade palpável há muitas décadas, deverá buscar formas criativas para atender a necessidades tão diversificadas. [...]

Mais Vendidos educação

A ética da educação

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  14/03/2007   |  BR   |   .doc   |   5 páginas

Cronologia educação no mundo no Brasil de 1500 a 2007

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  27/03/2008   |  BR   |   .pdf   |   96 páginas

Últimos trabalhos educação

Literatura Infantil em Sala de Aula

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  03/07/2013   |  BR   |   .doc   |   10 páginas

Literatura Infantil

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  18/06/2013   |  BR   |   .doc   |   9 páginas