Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Drenagem linfática na celulite edematosa

Informações sobre o autor

professor nivel medio - diretor de escola - secretaria...
Nível
Especializado
Estudo seguido
professora...

Informações do trabalho

Regina C.
Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
monografia
Número de páginas
33 páginas
Nível
Especializado
Consultado
6 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Sistema linfático
    1. Anatomia do sistema linfático
    2. Fisiologia do sistema linfático
    3. Fisiopatia do linfedema
  2. Celulite (HLDG - HIDRO-LIPO DISTROFIA GINÓIDE
    1. Fatores envolvidos
    2. Classificação
    3. Estágios da celulite
    4. Tratamentos
  3. Drenagem infática no tratamento da celulite edematosa
    1. Auto-drenagem linfática
  4. Conclusão
  5. Referências biliográficas

Esta monografia tem como objetivo mostrar a eficácia da drenagem linfática no tratamento da celulite edematosa.
O método de drenagem linfática manual foi desenvolvido em 1932 pelo terapeuta dinamarquês Vodder que trabalhava junto com sua esposa na Riviera Francesa.
Vodder observou que a maioria de seus pacientes sofria de constipação, retenção de líquidos e apresentavam os gânglios linfáticos alterados. Ele passou a tratar estes pacientes intuitivamente com massagens que estimulavam estes gânglios atingindo grandes êxitos com diversos pacientes.
Seu método foi desenvolvido e se tornou muito eficaz. Hoje em dia, a drenagem linfática é usada na estimulação da circulação linfática que ajuda o corpo a eliminar toxinas e na nutrição dos tecidos. A estagnação dos gânglios linfáticos pode causar dor. Embora todos os tipos de massagem estimulem a corrente linfática, a técnica de Vodder é focada na drenagem do excesso linfático.
Quando o sistema circulatório não cumpre corretamente sua função, o corpo fica sobrecarregado por um excesso de líquidos, que não consegue absorver. Na maioria dos casos, esse fenômeno se traduz por sintomas como celulite ou retenção de líquidos, peso nas pernas ou aparecimento de edema (inchaço), mais conhecido como linfedema.
A Drenagem Linfática é uma espécie de massagem que facilita o escoamento do líquido linfático (que fica entre as células e é rico em gorduras) até os gânglios linfáticos, que o drena para a circulação. Este procedimento é muito útil no tratamento da celulite.
É uma técnica especifica de massagem manual que exige uma formação adequada. Esta técnica caracteriza-se por uns movimentos muito suaves e precisos, todos em forma circular e espiral e por um trabalho intensivo realizado nos centros de gânglios linfáticos.
Estimula a circulação linfática nos vasos linfáticos ao acelerar a absorção de líquidos e das macro-moléculas do tecido intersticial, pela ativação da capacidade peristáltica destes vasos. Por isso, a Drenagem Linfática mostra-se eficiente no tratamento da celulite edematosa.
A Drenagem Linfática Manual exerce uma ação sedante, tranquilizante e relaxante. Favorece o predomínio do sistema nervoso parasimpático, a parte do sistema nervoso autónomo que preside à recuperação de forças e à regeneração de tecidos.

[...] Embora todos os tipos de massagem estimulem a corrente linfática, a técnica de Vodder é focada na drenagem do excesso linfático. Quando o sistema circulatório não cumpre corretamente sua função, o corpo fica sobrecarregado por um excesso de líquidos, que não consegue absorver. Na maioria dos casos, esse fenômeno se traduz por sintomas como celulite ou retenção de líquidos, peso nas pernas ou aparecimento de edema (inchaço), mais conhecido como linfedema. A Drenagem Linfática é uma espécie de massagem que facilita o escoamento do líquido linfático (que fica entre as células e é rico em gorduras) até os gânglios linfáticos, que o drena para a circulação. [...]


[...] ) III- DRENAGEM LINFÁTICA NO TRATAMENTO DA CELULITE EDEMATOSA A drenagem linfática possui diversas aplicações no campo da beleza. É um método fisioterapêutico de massagem altamente especializado, feito com pressões suaves, lentas, intermitentes e relaxantes, que seguem o trajeto do sistema linfático. Tem por objetivo aprimorar algumas de suas funções, trazendo vários benefícios, como redução de edemas linfáticos, inchaços pós- operatórios, lipoedemas, celulite, retenção hídrica, acne, entre outros problemas. Ao mesmo tempo proporciona a regeneração e a defesa dos tecidos, aumentando a diurese e a eliminação de toxinas, desenvolvendo o equilíbrio do organismo (HOLLIS, 1990). [...]


[...] ) Em resumo, na celulite várias estruturas sofrem alterações, enquanto na gordura localizada só ocorre acúmulo de gordura. ( . ) No quadro abaixo temos algumas comparações que podem ajudar a diferenciar celulite de gordura localizada. ( . ) FONTE: (BOIGEY, 1986) Por debaixo da epiderme e derme existem três camadas de gordura . A celulite desenvolve-se na parte mais superficial das três camadas. É chamada a hipoderme ou a camada subcutânea de gordura. As células de gordura na hipoderme estão organizadas em câmaras de fios de tecido conjuntivo. [...]

Mais Vendidos educação

A ética da educação

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  14/03/2007   |  BR   |   .doc   |   5 páginas

Cronologia educação no mundo no Brasil de 1500 a 2007

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  27/03/2008   |  BR   |   .pdf   |   96 páginas

Últimos trabalhos educação

Literatura Infantil em Sala de Aula

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  03/07/2013   |  BR   |   .doc   |   10 páginas

Literatura Infantil

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  18/06/2013   |  BR   |   .doc   |   9 páginas