Search icone
Permuta de Trabalhos Acadêmicos
Garantias
Leia mais sobre as nossas garantias.

Analisando a história através de uma visão metodológica construtiva

Informações sobre o autor

Consultoria - Consultoria - Gerência de Recursos Humanos
Nível
Especializado
Estudo seguido
Mestrado...

Informações do trabalho

Data de Publicação
Idioma
português
Formato
Word
Tipo
monografia
Número de páginas
32 páginas
Nível
Especializado
Consultado
3 vez(es)
Validado por
Comitê Facilitaja
0 Avaliaçao cliente
0
escrever um comentário
  1. Concepções e análises
    1. A história, história do presente
    2. A história como agente de conscientização
    3. A nova metodologia do ensino de história
    4. Concepção do ensino de história para o 1º grau
    5. O ensino da história como uma experiência prazerosa
    6. A metodologia dos anos passados
    7. O construtivismo e as aulas de história
    8. O método didático no contexto da educação
  2. Desenvolvimento da metodologia
    1. Plano de aula nº 1 - de estudos sociais para a 3a série do e 1º g
    2. Plano de aula nº 2 - da Linha de tempo
    3. Plano de aula nº 03 - para 6ª série
    4. Plano de aula nº 4 - dos Recantos históricos do Brasil
    5. 5 Plano de aula nº5 - da Invasão holandesa / Van Gogh
  3. Conclusão

A Educação no Brasil vem passando por uma reestruturação, e tudo isso traz aos professores uma angustiante incógnita com relação à sua formação e postura diante do processo de ensino-aprendizagem.
O educador, a partir do seu compromisso com o processo de aprendizagem deve rever e avaliar a sua ação pedagógica, elevando ao máximo sua competência profissional, para que possa garantir ao aluno o acesso ao conhecimento. A busca de competência deve encaminhar e dar conteúdo também para que tanto o educando como o educador possam usufluir de condições de vida acadêmica dignas e apropriadas.
A metodologia utilizada na disciplina de História não consegue prender o interesse dos alunos nas aulas.
No interior de um livro de História o aluno vê a história de um povo através de palavras, desenhos ou fotos de gente trabalhando; gente viajando; gente fazendo guerra, revoltada, protestando, exigindo, governando, sendo morta; gente satisfeita com a vida e gente triste, sofrendo. Gente ilustre e poderosa, assim como gente humilde, pobre, simples.
História é, assim, tudo o que as pessoas fizeram ao longo do tempo e estão fazendo hoje. A história de um povo estuda as ações, as decisões, o modo de viver, as conquistas sociais, políticas e econômicas de toda a sociedade, incluindo governantes e governados, ricos e pobres, vitórias e derrotas, acertos e desacertos.
O aluno assume um papel na história, falando, criticando, sugerindo, revoltando-se, exigindo, opinando? (AZEVEDO e DARÓS)

[...] Estes conteúdos, longe de serem a própria história, são a cristalização de uma determinada concepção de História há muito contestada pelo desenvolvimento da ciência histórica, mas ainda - infelizmente - viva e atuante, principalmente nos meios escolares?.(1990: p.81) A História, para muitos autores é composta de recortadas segundo os critérios da geografia ou da cronologia, sem qualquer parecer dos históricos, feitos à revelia que se encaixam pela narrativa. Cabe ao professor ?encaixar? os conteúdos dentro deste esquema, como se fossem peças avulsas que não fizessem parte de um único contexto. [...]


[...] Tendo em vista essas necessidades preementes é que se buscou o desenvolvimento deste estudo para uma pesquisa onde o questionamento principal é buscar, conhecer e analisar a metodologia aplicada ao ensino de história, no decorrer dos tempos, de ?Anchieta? até os dias atuais e tentar inserir métodos modernos para sentir a reação dos alunos. O interesse em realizar uma retrospectiva e análise da metodologia da História desde os tempos da colonização até os dias atuais proporcionará subsídios para uma mudança e aprimoramento metodológico pois uma análise reflexiva pode ampliar a visão dos professores sobre o assunto .O que se busca é uma nova postura em relação à disciplina de história, renovando concepções sobre a natureza do processo histórico e sobre o ensino de História. [...]


[...] Dê um exemplo da vida de uma pessoa que tenha vivido em dois séculos: Ex.: Pessoas que nasceram depois da segunda metade de um século e morreram na primeira metade do século seguinte Plano de aula nº 03 Para 6ª série Idade Média e o papel da Igreja Católica Objetivo Levar o aluno a perceber o monopólio cultural da Igreja Metodologia Passar o filme nome da Rosa? de Umberto Ecco Após o filme, promover um debate junto aos alunos Aplicação de um questionário Cada aluno faz em casa, um resumo sobre o filme Desenvolve-se um estudo do texto-auxílio, do livro ou apostila Procedimento - Destaque O aluno deverá descobrir, através do filme porque dizem que a Idade Média foi tida como uma ?Idade das Trevas?; Destacar a forte influência da Igreja na sociedade medieval e a teoria teocêntrica; Descobrir qual foi a importância dos mosteiros para a preservação de parte da cultura greco- romana e a influência religiosa na cultura medieval; As características da literatura, trajes, construções e outros da sociedade medieval. [...]

Mais Vendidos educação

Brincadeiras e jogos na educação infantil

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo dirigido   |  27/07/2007   |  BR   |   .doc   |   26 páginas

O brincar na educação infantil

 Sociedade   |  Educação   |  Dissertação   |  01/04/2008   |  BR   |   .doc   |   14 páginas

Últimos trabalhos educação

Literatura Infantil em Sala de Aula

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  03/07/2013   |  BR   |   .doc   |   10 páginas

Literatura Infantil

 Sociedade   |  Educação   |  Estudo   |  18/06/2013   |  BR   |   .doc   |   9 páginas